• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2018.tde-27092018-121402
Documento
Autor
Nome completo
Claudiana Gois dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Inacio, Emerson da Cruz (Presidente)
Barossi, Luana
Bridi, Marlise Vaz
Oliveira, Ana Maria Domingues de
Título em português
A Bruta Flor do Querer: amor, performance e heteronormatividade na representação das personagens lésbicas
Palavras-chave em português
Escrita lésbica
Estudos de gênero
Feminismo
Literatura
Resumo em português
A literatura, instrumento de representação e questionamento dos comportamentos sociais, tanto pode induzir a discussão de papéis de gênero e sociais, como sugerir a adoção de ideias e condutas. A representação da afetividade de personagens lésbicas, em sua relativamente recente e modesta emergência na história da literatura, recebe o peso das delimitações femininas em face de um cânone falogocêntrico. As características comportamentais impostas às subjetividades das mulheres, de tão largamente utilizadas, são naturalizadas nos e pelos discursos da cultura ocidental, tornando-se assim uma espécie de manual de regulação da performance amorosa. Tal normatização incide inclusive na representação de casais homoafetivos, o que muitas vezes reforça estereótipos num viés hierarquizante e heteronormativo de diferenciação e valoração sexista. Assim, o objetivo do presente trabalho é, por meio da Crítica Literária Feminista e dos Estudos de Gênero, sobretudo com base nas obras de Judith Butler, Michel Foucault, Adrienne Rich e Monique Wittig, estabelecer a comparação entre as personagens das obras O Corpo, de Clarice Lispector (1974), Eu sou uma Lésbica, de Cassandra Rios (1982) e Azul é a Cor mais Quente, de Julie Maroh (2013), para analisar a representação da afetividade lésbica e a incidência da heteronormatividade nestas personagens em ascensão na literatura das últimas décadas do século XX e início do século XXI. Para isso se faz necessário considerar as diferenças entre os três gêneros literários do corpus (conto, romance e novela gráfica) e seus respectivos suportes que apontam para uma popularização deste tipo de protagonismo, bem como sua recepção pela crítica e pelo público.
Título em inglês
The Rough Flower of the Desire: love, performance and heteronormativity in the lesbian characters representation
Palavras-chave em inglês
Feminism
Gender studies
Lesbian writing
Literature
Resumo em inglês
The literature, instrument of representation and inquiry to social behaviors, can induce the discussion about gender and social roles and also suggest the adoption of ideas and attitudes. The representation of lesbian characters affectivity, in its relatively recent and modest occurance in the story of Literature, receives the importance of the feminine delimitations against the falogocentric canon. The behavioral characteristics imposed to the womens subjectivities are so widely applied that are also natural in the occidental culture speeches, becoming a kind of regulation guide of the loving performance. Such normativity still focuses on the representation of homoaffective relations, what many times reinforces stereotypes in a hierarchical and heteronormative tendency of sexist differentiation and valuation. So, the objective of this dissertation is to establish the differences among the characters from the texts O Corpo, by Clarice Lispector (1974), Eu sou uma Lésbica, by Cassandra Rios (1982) and Azul é a Cor mais Quente, by Julie Maroh (2013) to analyze the lesbian affectivity representation and the heteronormativity incidence in these rising characters in the literature of the last decades of the XX century and the beginning of the XXI century using as an theorical apparatus the Feminist Literary Criticism and the Genre Studies above all based on Judith Butler, Michel Foucault, Adrienne Rich and Monique Wittigs works,. For this, it is necessary to take into consideration the differences among the three literary genres from the corpus and their respective supports which indicate a popularization of this type of protagonism, as well as its reception by critics and the public.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.