• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Luciano Augusto Meyer
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Gomide, Bruno Barretto (Presidente)
D'Angelo, Biagio
Francisco Junior, Mario Ramos
Marques, Priscila Nascimento
Título em português
Esquizofrenia pós-soviética: sonhos, vazio e identidade em A metralhadora de Argila
Palavras-chave em português
A metralhadora de argila
ficção russa
literatura russa pós-moderna
pós-sovietico
Victor Pelevin
Resumo em português
Notadamente um dos escritores russos mais bem-sucedidos na decada de 1990, Victor Pelevin se caracteriza por uma obra pouco convencional no que concerne a construção de personagens e mundos em que elas habitam. A transicão poltica e cultural ocorrida após a queda do governo soviético, em 1991, e um dos fatores que influenciam as obras de grande parte dos autores pós-modernos na Rússia; entretanto, o sucesso de Pelevin se deve também as peculiaridades de sua escrita que, em vez de apenas promover críticas a sociedade que o precedeu, também inclui reflexões filosóficas e metafisicas por vezes consideradas pretensiosas demais pela critica que abordam essa transição. Em A metralhadora de argila, romance de 1996, o autor remonta as batalhas da Guerra Civil Russa, em 1919, colocando-as como um mundo paralelo a uma instituição psiquiátrica em 1991. O interesse, então, e estudar o processo de recriação que Pelevin faz da realidade pré-soviética e como ele a compara ao periodo pos-sovietico, apontando aspectos no romance que identifiquem a nocao de identidade e a mudanca a que este conceito esta sujeito apos as transformacoes sociais nesses periodos da historia recente da Russia.
Título em inglês
Post-Soviet Schizophrenia: Dreams, Void and Identity in The Clay Machine-gun
Palavras-chave em inglês
Post-Modern Russian literature
Post-Soviet
Russian fiction
The clay machine-gun
Viktor Pelevin
Resumo em inglês
One of the most renowned Russian writers of the 1990s, Viktor Pelevi distinguishes himself for the construction of characters and worlds in which they inhabit. The political and cultural transition after the end of the Soviet government, in 1991, is one of the factors that have an effect on most of the literary works from Post-Modern authors in Russia; although, Pelevin's success as well is due to singularities in his writing, which instead of only criticise the Soviet society before him, also includes philosophical and metaphysical thoughts sometimes viewed as too pretentious by the critics that discuss the transition. In The clay machine-gun, a 1996 novel, Pelevin remembers the battles of the Russian Civil War, in 1919, putting them as a parallel world within a madhouse in 1991. So, the interest in this study is to understand Pelevin's recreation of the Pre-Soviet reality and how he compares it to the Post- Soviet period, highlighting elements on the novel that trace the notion of identity and the adjustment it takes after the social transformation in these both recente Russian times.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-12-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.