• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Saul Kirschbaum
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Waldman, Berta (Presidente)
Kanzepolsky, Adriana
Landa, Fabio
Silva, Franklin Leopoldo e
Silva, Marcio Orlando Seligmann
Título em português
Ética e literatura na obra de Samuel Rawet
Palavras-chave em português
Ética
Judaísmo
Literatura
Pós-modernidade
Samuel Rawet
Resumo em português
O presente trabalho trata de estabelecer as conexões entre os aspectos éticos e os propriamente literários na obra do escritor judeu-brasileiro Samuel Rawet, nascido na Polônia em 1929, que viveu no Brasil de 1936 até sua morte em 1984. Rawet é autor de considerável obra ficcional, notadamente nos gêneros conto e novela curta, além de alguns ensaios de caráter filosófico. Por hipótese, não há como pensar em ética e literatura sem algum esforço para situar o relacionamento entre esses dois assuntos historicamente e estabelecer um quadro conceitual de referência; isto é empreendido no primeiro capítulo da pesquisa, que focaliza a comparação na obra de Platão e Dante, introduz a crítica de Theodor Adorno à assim chamada literatura engajada, e expõe brevemente o pensamento do filósofo judeu Emmanuel Levinas, que dedicou em sua obra atenção especial à própria condição da literatura para servir de suporte para um discurso verdadeiramente ético. A posição ética de Rawet é, então, apreciada em alguns de seus contos, tanto nos aspectos temáticos de solidariedade para com o oprimido, denúncia da violência, etc, quanto nos formais, como sejam foco narrativo, estruturação fragmentária de narradores e personagens, rompimento das fronteiras espaço-temporais. Por fim, a pesquisa apontou para o fato de que a postura ética manifestada por Rawet em sua literatura não pode ser dissociada de sua "questão judaica" - seu difícil relacionamento com os judeus concretos com os quais de alguma forma conviveu, e sua profunda admiração por alguns pensadores judeus, notadamente Martin Buber e Baruch Spinoza, que considerava como os maiores representantes da grande tradição judaica; esta associação é formalmente exposta e desenvolvida no capítulo final, dedicado às "conclusões".
Título em inglês
Ethics and Literature in Samuel Rawet's work
Palavras-chave em inglês
Ethics
Judaism
Literature
Post-modernity
Samuel Rawet
Resumo em inglês
The present work deals with the establishment of connections between the ethical aspects and the specifically literary aspects in the work of Samuel Rawet, Jewish-Brazilian writer born in Poland in 1929, who lived in Brazil since 1936 until his death, in 1984. Rawet let a considerable amount of fictional work, mainly in the form of short tales, as well as some philosophical essays. Naturally, there is no way of thinking about ethics and literature without some effort to locate historically the relationship between these two concerns and to establish a conceptual framework; this is undertaken in the first chapter, that focuses the comparison in the works of Plato and Dante, introduces Theodor Adorno's criticism to the so called engaged literature, and briefly exposes the thinking of Emmanuel Levinas, Jewish philosopher that gave, in his works, especial atention to the very aptitude of literature to serve as support to a truely ethical discourse. Rawet's ethical position is then appreciated in some of his short tales, both in the thematic aspects of solidarity toward the opressed, denunciation of violence, and so on, and in the formal aspects, like narrative focus, fragmented structuration of narrators and characters, disruption of space-time frontiers. At last, the research pointed to the fact that the ethical position manifested by Rawet in his literature cannot be dissociated from his "Jewish question" - his difficult relationship with the real Jews with whom he lived together, and his deep admiration for some Jewish thinkers, mainly Martin Buber and Baruch Spinoza, which he had as the greatest representatives of the great Jewish tradition; this association is formally exposed and developed in the final chapter, dedicated to "conclusions".
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Kirschbaum.pdf (714.12 Kbytes)
Data de Publicação
2004-09-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.