• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2006.tde-21052007-143944
Documento
Autor
Nome completo
Ana Valeria Beserra Costa
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Mazzari, Marcus Vinicius (Presidente)
Martins, Alberto Alexandre
Pacheco, Ana Paula Sá e Souza
Título em português
O mito em "A hora e vez de Augusto Matraga" de João Guimarães Rosa
Palavras-chave em português
João Guimarães Rosa
Literatura brasileira
Romance (Século XX)
Resumo em português
O objetivo deste trabalho é analisar como João Guimarães Rosa reinterpreta o mito clássico de Dionísio em "A hora e vez de Augusto Matraga"; última novela de Sagarana. A estrutura mítica que possui a novela confirma-se não só pela trajetória de queda e ascensão de Matraga que a identifica com o mito clássico grego (além de outras narrativas como a biografia de São Francisco de Assis), como também pelos elementos míticos intrínsecos na narrativa. Nessa reinterpretação mítica também podemos reconhecer, na nova postura de Matraga, um comportamento histórico do Brasil dos anos 30 e 40. Assim, temos, na atualização do mito dionisíaco, a racionalização do mesmo quando podemos enxergar nele uma discussão histórica em torno do Coronelismo vigente da época. Matraga, ao regenerar-se, deixa exemplo de comportamento para cada indivíduo de seu povoado na sua trajetória de renascimento (viés mítico) e, nesse novo comportamento, traz um início de nova ordem para o coronelismo local (viés histórico).
Título em inglês
The mith in "A HORA E VEZ DE AUGUSTO MATRAGA" DE JOÃO GUIMARÃES ROSA
Palavras-chave em inglês
Brazilian literature
Fiction (21th century)
João Guimarães Rosa
Myths
Resumo em inglês
The object of this paper is analyze how João Guimarães Rosa recomprehends the classic myth of Dionisio in "A hora e vez de Augusto Matraga"; the last tale of Sagarana. The mythical structure that the tale has confirms itself not even because of the career of falling and rise of Matraga which identifies with the classic greek myth (besides, it is possible to compare the story to other ones, as the biography of São Francisco de Assis), but also because of the mythical elements in the tale. In this mythical recomprehension we can recognize, in the new life of Matraga, a historical behavior of Brazil in the 1930s/1940s. So, we have, in this up-to-date reading of Dionisio´s myth, the rationalization of itself when we can see a historical discussion about the current Coronelismo. Matraga, when he rises, is an example of behavior for each person from his village in his career of rising (in a mythical line) and, in this new behavior, he brings in a beginning of a new order to the traditional "coronelismo" (in a historical line).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-05-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.