• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2018.tde-17072018-110615
Documento
Autor
Nome completo
Ana Maria Cavalcante de Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Hossne, Andrea Saad (Presidente)
Bueno, Aparecida de Fatima
Ferreira, Sandra Aparecida
Júnior, José Leite de Oliveira
Silva, Teresa Cristina Cerdeira da
Título em português
O narrador-espectador de José Saramago: a relativização da distância espaço-temporal e os diálogos narrativo-dramáticos
Palavras-chave em português
Drama
Ficção
História
José Saramago
Metanarrativa
Resumo em português
Memorial do convento (1982), História do cerco de Lisboa (1989) e O homem duplicado (2002) são as obras de José Saramago (1922 - 2010) sobre as quais se debruça esta tese. Os romances pertencem a dois diferentes momentos da produção literária do autor, e a eleição deles se justifica pela tentativa, empreendida por este estudo, de estabelecer um panorama comparativo que permita analisar as diferenças e as semelhanças de recursos que compõem a retórica narrativa empregada por Saramago. A metanarratividade e as inserções dramáticas, exercitadas por um narrador todo poderoso e pluralizado, são observadas e analisadas, durante o desenvolvimento desta pesquisa, como dois dos principais estratagemas que são comuns aos romances de Saramago e que contribuem para o estabelecimento temático-estrutural de um conflito constantemente explorado nos romances do autor: aquele entre Eu/Outro/Mesmo. Utilizando-se da metanarratividade, o narrador de Saramago se insere e se posiciona criticamente em uma tradição narrativa frequentemente evocada e deteriorada. Os romances do escritor português não se constituem senão em um diálogo crítico contínuo com as narrativas que os precederam, sejam elas historiográficas ou ficcionais. Ao mesmo tempo em que onisciente, uma vez que passeia pela cabeça das personagens e pelo passado/presente/futuro narrativos, o narrador saramaguiano se corporifica dentro do universo ficcional, simulando, já que cerceado pelo sensível, a sua própria limitação diante de um encadeamento de acontecimentos mais largos do que aqueles que o narrador é capaz de acompanhar por meio da visão/audição. A observação e a analise das manifestações metanarrativas e das inserções dramáticas são demonstradas, durante o desenvolvimento deste estudo, como os estratagemas pelos quais se confrontam: Vida e Narrativa, História e Ficção, Passado e Presente. As fricções entre essas categorias e a identificação crítica de suas semelhanças revelam a sombra do Mesmo, da impossibilidade de serem singulares e, por esse motivo, principalmente no que diz respeito à História, da impossibilidade de serem apreendidas como veiculadoras de verdade única e incontestável. A retórica de persuasão impressa nos romances de José Saramago, fundada em um narrador consciente do papel de sua narrativa e paradoxalmente onisciente e limitado, fabrica e sugere a sua própria retórica de leitura, em que se absorve para o universo crítico-ficcional o seu Outro: o leitor.
Título em inglês
José Saramagos narrator-observer: the space-time distance relativization and the narrative-dramatic dialogues
Palavras-chave em inglês
Drama
Fiction
History
Jose Saramago
Metanarrative
Resumo em inglês
Memorial do convento (1982), História do cerco de Lisboa (1989) and O homem duplicado (2002) are José Saramagos (1922 - 2010) works on which this thesis focuses. The novels are from two different moments of the authors literary production and their choice is justified by this study attempt to establish a comparative panorama that allows an analysis of the differences and similarities of resources that compose Saramagos rhetoric narrative. The metanarrativity and dramatic insertions, exerted by a powerful and pluralized narrator, are observed and analyzed, throughout this research development, as two of the main stratagems common to Saramagos novels and which contribute to the thematic-structural establishment of a conflict constantly exploited in the authors novels: the one among I/Other/Same. By using metanarrativity, Saramagos narrator inserts and positions himself critically in a narrative tradition frequently evoked and deteriorated. The Portuguese writers novels constitute a continuous critical dialogue with the narratives that preceded them, whether they are historiographic or fictional. While omniscient, once he is aware of the innermost thoughts and feelings of all characters as well as the past/present/future narratives, Saramagos narrator embodies himself in the fictional universe simulating, since he is curtailed by the sensitive, his own limitation in the face of a chain of events broader than those the narrator is able to follow through vision/hearing. Both the observation and the analysis of the metanarrative manifestations and of the dramatic insertions are demonstrated over this study as the stratagems by which they confront themselves: Life and Narrative, History and Fiction, Past and Present. The frictions between these categories and the critical identification of their similarities reveal the shadow of the Same as the impossibility of being singular and for this reason, especially with regard to History, the impossibility of being apprehended as carriers of a single and undeniable truth. The rhetoric of persuasion imprinted in José Saramagos novels, based on a narrator who is aware of his narrative role and is paradoxically omniscient and limited, makes and suggests his own reading rhetoric in which the critical-fictional universe absorbs the Other: the reader.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.