• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2015.tde-11122015-133152
Documento
Autor
Nome completo
José Virginio Marques Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Otsuka, Edu Teruki (Presidente)
Durão, Fabio Akcelrud
Rabello, Ivone Dare
Título em português
Orgia de exceção: um esboço do projeto literário de Reinaldo Moraes
Palavras-chave em português
Forma literária
Literatura contemporânea
Narrador
Processo social
Reinaldo Moraes
Resumo em português
Em agosto de 1985, mesmo ano da publicação de Abacaxi, Reinaldo Moraes escreveu uma autocrítica capciosa sobre o seu segundo romance. Disfarçado com um pseudônimo, o autor matreiramente elevava sua obra como legítima representante do legado machadiano. Apesar do tom brincalhão e da ironia motora do texto que são traços estilísticos do escritor , a farsa do artigo pode ser lida no pormenor como um esboço de projeto literário. A questão central de tal esboço parece ser a procura de uma estratégia narrativa capaz de dar conta minimamente do contexto em que está inserida. O objetivo desta dissertação é descrever o caminho do dispositivo literário perseguido pelo autor desde o seu primeiro romance, Tanto faz (1981), e que se desdobra numa espécie de continuidade cindida em Abacaxi (1985), até encontrar o prumo e a régua na confecção de Pornopopeia (2009). No vértice histórico de vinte oito anos, que ata a produção das obras, está a gestação do horizonte de expectativas reduzidas, possível de ser apreendido na dinâmica interna dos romances. Os narradores de Reinaldo Moraes estão em fuga; e figuram sempre o encontro do impasse.
Título em inglês
Orgy of exception: a literary project outline Reinaldo Moraes
Palavras-chave em inglês
Contemporary literature
Literary form
Narrator
Reinaldo Moraes
Social process
Resumo em inglês
In August 1985, the same year Abacaxi was published, Reinaldo Moraes wrote a very tricky review of his second novel. Disguised under a pseudonym, the author regarded his work as a legitimate representative of Machado de Assis' legacy. Despite the playful tone and the text's purposed irony which are stylistic traits of the author , the falacious article may be read as an outline for a literary project. The central idea behind Moraes' literary project seems to be the search for a narrative strategy that is able at least in part to give form to the context in which it operates. The aim of this work is to describe how the literary form pursued by the author evolves from his first novel, Tanto Faz (1981) unfolding into Abacaxi (1985), in a kind of icontinuous trajectory just to find its final form in the making of Pornopopeia (2009). As it may be seem in the internal dynamics of the novels, a horizon of reduced expectations is carefully laid out over the twenty eight years periode that lead to the production of Reinaldo Moraes' works. His narrators are on the run; and always represent the meeting of the impasse.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-12-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.