• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2017.tde-23062017-125631
Documento
Autor
Nome completo
Laerte Fernando Levai
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Raquel de Sousa (Presidente)
Alvarez, Aurora Gedra Ruiz
Aragão Filho, Humberto Lima de
Brait, Elisabeth
Mongelli, Lenia Marcia de Medeiros
Título em português
Expressões do exílio nos contos de José Rodrigues Miguéis: uma análise cronotópica do despertencimento
Palavras-chave em português
Cronotopos
Despertencimento
Estrangeiro
Exílio
Reintegração
Resumo em português
A obra contística de José Rodrigues Miguéis, construída toda ela sob o signo do exílio, traz a marca da ambivalência nas cinco coletâneas publicadas uma a cada década de sua vida literária: Onde a Noite se Acaba (1946), Léah e Outras Histórias (1958), Gente da Terceira Classe (1962), Comércio com o Inimigo (1973) e Pass(ç)os Confusos (1982, póstuma). O tempo convulso e o espaço de desfazimentos que permeiam a diegese projetam, à luz da teoria de Bakhtin desenvolvida em Questões de Literatura e de Estética (A Teoria do Romance), configurações cronotópicas capazes de suscitar a imagem do estrangeiro em busca de um lugar de realização. É pela porta dos cronotopos que se vê o ciclo desventurado do sujeito migueisiano, cuja sina marcada pela viagem-desencontro-agonia irmana-se à dinâmica do exílio social-psicológico-metafísico. Em uma época de tantas guerras e tiranias, onde a realidade do não-lugar contrapõe-se ao sonho da reintegração, ao emigrante desterrado de si mesmo e do mundo resta a memória forte ou a arte para recuperar aquilo que perdeu. Nesse cenário de incertezas o estigma do despertencimento ultrapassa a contingência pessoal dos narradores ou personagens centrais para se tornar um elemento simbólico da condição humana.
Título em inglês
Expressions of exile in the tales of José Rodrigues Miguéis: a chronotopic analysis of the non-belonging
Palavras-chave em inglês
Chronotopos
Exile
Foreign
Non-belonging
Reintegration
Resumo em inglês
The tales of José Rodrigues Miguéis, constructed under the sign of exile, bear the mark of ambivalence in the five collections published once every decade of his literary life: Onde a Noite se Acaba (1946), Léah e Outras Histórias (1958 ), Gente da Terceira Classe (1962), Comércio com o Inimigo (1973) and Pass(ç)os Confusos (1982, posthumous). The convulsive time and space of breakdowns that permeate diegese project, in the light of Bakhtin's theory developed in Questões de Literatura e de Estética (A Teoria do Romance), chronotopic configurations capable of eliciting the image of the foreigner in search of a place of achievement. It is through the door of the chronotopes that one sees the unfortunate cycle of the Miguéisian subject, whose fate marked by the trip-disconcert-agony joins the dynamics of social-psychological-metaphysical exile. In a time of so many wars and tyrannies, where the reality of non-place is opposed to the dream of reintegration, fort the emigrant exiled from himself and from the world remains strong memory or art to recover what he lost. In this scenario of uncertainties, the stigma of non-belonging goes beyond the personal contingency of narrators or central characters to become a symbolic element of the human condition.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-06-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.