• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2015.tde-05082015-155740
Documento
Autor
Nome completo
Dário Ferreira Sousa Neto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Hansen, Joao Adolfo (Presidente)
Machado, Irene de Araujo
Malufe, Annita Costa
Rago, Luzia Margareth
Zular, Roberto
Título em português
A pena do cronista: a presença das crônicas nos romances machadianos
Palavras-chave em português
Crônicas
Discursos
Ficção
Machado de Assis
Romances
Resumo em português
A Pena do Cronista tem como proposta evidenciar a contribuição do gênero crônica na produção ficcional de Machado de Assis. Tendo como pressuposto duas fases distintas na produção romanesca do escritor carioca já exaustivamente pontuadas pela crítica literária machadiana, a análise deste trabalho desenvolve a hipótese de que a mudança na forma romanesca a partir de Memórias Póstumas de Brás Cubas tem implica o uso dos procedimentos composicionais desenvolvidos nas crônicas. Para tanto, o objetivo dessa tese é compreender, a partir da análise estrutural do romance Memórias Póstumas de Brás Cubas e das crônicas Comentários da Semana, Crônicas de O Futuro, Ao Acaso, História de Quinze Dias, História de Trinta Dias e Notas Semanais, os modos de produção ficcional desenvolvidos pelo autor. Desse modo, respaldando-se na narratologia de Gerard Genette, sobretudo nos conceitos de metalepse e as cinco funções do narrador - de regência, testemunhal, narrativa, de comunicação e ideológica -, a análise desenvolveu a compreensão estrutural dos quatro romances anteriores da chamada primeira fase - Ressurreição, A Mão e A Luva, Helena e Iaiá Garcia - (os quais compõem a chamada primeira fase) e os três posteriores - Memórias Póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba e Dom Casmurro para evidenciar suas particularidades composicionais e observar a contribuição do gênero crônica na produção romanesca machadiana. Partindo da análise dos primeiros textos escritos em prosa e publicados no jornal Marmota Fluminense, buscamos compreender os modos de utilização dos procedimentos retóricos baseados em Oliver Reboul, Chaïm Perelman e Lucie Olbrechts-Tyteca. Para compreender os diferentes modos técnicos composicionais nas crônicas, utilizamo-nos dos conceitos de discurso polêmico, dialogismo e polifonia recorrendo a trabalhos do círculo de Bakhtin, ao conceito de corporalidade, de Dominique Maingueneau, de performatividade de Paul Zumthor e de autor implicado de Wolfgang Iser e Paul Ricoeur. Em capítulo específico tratamos do conceito de boato desenvolvido por Jean-Noël Kapferer, observando tanto a conceituação quanto a utilização desse procedimento nas crônicas, bem como o recurso ficcional do boato aplicado no romance Dom Casmurro em três perspectivas: o boato do autor suposto, o boato do romance e o boato produzido pelas leituras do romance. Por fim, para estabelecer as diferenças entre os modos de produção das crônicas e dos romances, utilizamos os conceitos de poder, disciplina, panóptico, verdade, método arqueológico, método genealógico, perspectivismo e arbitrariedade de Michel Foucault e os conceitos de esquizoanálise, significante despótico, multiplicidades rizomáticas e multiplicidades arborescentes de Guilles Deleuze e Félix Guattari. Essa diferenciação permitiu-nos propor que, nas crônicas, o autor faz uso rico desses procedimentos como meio de questionar os lugares de produção dos discursos de verdade das instituições científicas, políticas e religiosas do Brasil Império; e, supostos esses sujeito discursivo e procedimentos técnicos, o modo como o autor transforma em objeto de análise esse lugar de produção da verdade nos três primeiros romances da segunda fase.
Título em inglês
The chronicler's pen: the contribution of the chronicle genre in the roman of Machado de Assis
Palavras-chave em inglês
Discourses
Essays
Fiction
Machado de Assis
Novels
Resumo em inglês
The Chroniclers Pen has as a proposal to highlight the contribution of the chronicle genre in the fictional production of Machado de Assis. Taking into consideration the fact that there are two distinct phases in the carioca novelists production - already exaustively demonstrated by literary criticism on Machado - this analysis will be based on the hypothesis that the change in his literary form from The Posthumous Memoirs of Bras Cubas (1881) onwards is intimately related to compositional procedures developed in his chronicle work. The central objective of this thesis is, therefore, the better understanding - from the structural analysis of the novel The Posthumous Memoirs of Bras Cubas and the chronicles Comentários da Semana (Weeks Comments), Crônicas de O Futuro (Chronicles of the Future), Ao Acaso (By Chance), História de Quinze Dias (History of Fifteen Days), História de Trinta Dias (History of Thirty Days) and Notas Semanais Weekly Notes) - of the fictional modes of production undertaken by the author. Thereby, drawing on Gerard Genettes narratology particularly on his concepts of metalepsis and the five functions of the narrator regency, testimonial, narrative, communication and ideological this analysis developed the structural comprehension of the four novels that are part of his so-called first phase The Hand and the Glove (1874); Helen (1876); Mistress Garcia (1878); and the three later The Posthumous Memoirs of Bras Cubas; Philosopher or Dog? (1891) and Dom Casmurro (1899) in order to highlight their particular formal aspects and observe the contribution the chronicle genre gave to the production of Machados novels. Based on the analysis of the first texts written in prose and published in Marmota Fluminense newspaper, we seek to understand the ways Machado de Assis makes use of rhetorical procedures with the aid of theoretical apparatus developed by Oliver Reboul, Chaim Perelman and Lucie Olbrechts-Tyteca. In order for us to understand the different formal devices of composition in the chronicles, we make use of the concepts of "controversial speech", "dialogism" and "polyphony" with reference to the Bakhtin Circles works, on Dominique Maingueneaus concept of corporeality, on Paul Zumthors performativity and, finally, on Wolfgang Iser and Paul Ricoeurs implicated author. In particular chapter we deal with the concept of rumor developed by Jean-Noël Kapferer, examining both the conceptualization and the use of this procedure in chronicle as well as the fictional feature rumor applied in the novel Lord Taciturn in three perspectives: the rumor of the alleged perpetrator, the rumor of romance and the rumor produced by the readings of the novel. Finally, in order to establish the differences between the modes of production of the novels and the chronicles, we use the concepts of power, discipline, panopticon, truth, archaeological method, genealogical method, perspectivism and arbitrariness of Michel Foucault and the concepts of schizoanalysis, significant despotic, rhizomatic multiplicities and arborescent multiplicities of Guilles Deleuze and Felix Guattari. This distinction allowed us to realize that in the chronicles, the chronicler makes a rich use of these procedures as a way to question the place of production of truth discourses in scientific, political and religious institutions of empire of Brazil, and from this conclusion, how it constitutes this discursive subject as an author in the three novels of the second phase. Machado de Assis, through these procedures, makes that place of production of truth his object of analysis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-08-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.