• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2015.tde-16062015-131340
Documento
Autor
Nome completo
Malila Carvalho de Almeida Prado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Tagnin, Stella Esther Ortweiler (Presidente)
Bocorny, Ana Eliza Pereira
Rodrigues, Livia de Araújo Donnini
Título em português
Levantamento dos padrões léxico-gramaticais do inglês para aviação: um estudo vetorado pela Linguística de Corpus
Palavras-chave em português
Corpora orais
Ensino de língua de especialidade
Inglês para aviação
Linguística de corpus
Resumo em português
A OACI (Organização de Aviação Civil Internacional), órgão que estabelece regulamentações na aviação civil em nível mundial, define o inglês para aviação como uma junção entre a Fraseologia Aeronáutica sublinguagem empregada por pilotos e controladores de tráfego aéreo em comunicações radiotelefônicas em situações rotineiras e o inglês comum (plain English), utilizado quando a Fraseologia Aeronáutica não se mostra suficiente. Após averiguar que acidentes aéreos foram agravados por falhas de comunicação, a OACI passou a exigir dos profissionais supracitados uma licença para operações internacionais. Para tal licenciamento, é requerida uma avaliação de proficiência linguística, prescrita no Manual de Implementação de Proficiência Linguística, ou DOC 9835, publicado pela OACI em 2004. A partir de então, o inglês aeronáutico teve seu grau de importância elevado e começou a ser avaliado em países ao redor do mundo, por governos e/ou por instituições internacionais, e, nos últimos anos, foram publicados materiais didáticos que se propõem a atender a essa nova demanda. Identificando a falta de autenticidade nesses materiais, e um descompasso entre a definição proposta pela OACI e o Glossário de Estruturas Básicas e Complexas adicionado à segunda edição do DOC 9835 (ICAO, 2010), buscamos no aporte teórico da Linguística de Corpus uma metodologia para a descrição do plain English utilizado em contextos aeronáuticos em uso real. Assim, o objetivo desta pesquisa é apresentar um estudo descritivo da linguagem utilizada por controladores de tráfego aéreo e pilotos em comunicações radiotelefônicas em situações anormais; para atingi-lo, compilamos um corpus falado extraído desse contexto. A partir desse corpus, analisamos, primeiramente, os padrões fraseológicos no entorno de cinco itens lexicais runway [pista], aircraft [aeronave], emergency [emergência], fuel [combustível] e engine [motor] , que foram evidenciados como as palavras de conteúdo mais frequentes no corpus de estudo. Contrastamos, em seguida, nossos resultados com o Glossário de Estruturas do próprio DOC 9835. Nossos resultados apontam que, assim como recomendado pela OACI, o inglês para aviação é simples e objetivo, não correspondendo ao tipo de linguagem sugerida no referido anexo nem ao conteúdo programático dos materiais didáticos utilizados atualmente.
Título em inglês
Analysis of lexical-grammar patterns of aviation English: a study vectored by Corpus Linguistics
Palavras-chave em inglês
Aviation English
Corpus linguistics
English for specific purposes
Spoken corpora
Resumo em inglês
ICAO (International Civil Aviation Organization), a specialized agency which regulates civil aviation worldwide, defines aviation English as a combination of Aeronautical Phraseology a sublanguage used by air traffic controllers and pilots in radiotelephony communications in routine situations and plain English, used when Phraseology does not suffice. After verifying that air crashes were aggravated by miscommunications, ICAO started requesting a proficiency level accredited in the licenses of these two professionals when operating internationally. To obtain this license, applicants are required to take a proficiency exam, prescribed in the Manual of Implementation of Proficiency Requirements, or DOC 9835, published by ICAO in 2004. Since then, aviation English has reached a higher level of importance, and started being evaluated by governments and institutions throughout the world and, in the last years, coursebooks have been published with the objective of meeting those needs. Having identified a lack of authenticity in such materials, as well as an imbalance between the definition of aviation English in DOC 9835 and the Glossary of Basic and Complex Structures added to its second edition (ICAO, 2010), we used Corpus Linguistics as a methodology to investigate this language for special purposes in its real environment. Therefore, this research presents a description of the language used by air traffic controllers and pilots in radiotelephony communications when in abnormal situations. To achieve our goals, we compiled a spoken corpus extracted from this context. For this study, we primarily investigated the phraseological patterns in the surroundings of five lexical items runway, aircraft, emergency, fuel and engine , chosen because of their high frequency status in our corpus. We then contrasted our results with the Glossary attached to DOC 9835, which suggests a list of grammar structures on which the assessment and training of aviation English should be based. This research concludes with a demonstration of the simplicity, objectiveness and clarity of the plain English identified in our corpus, which does not correlate with the structures recommended in the Glossary nor with the language explored in coursebooks published to this end.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-06-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.