• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2019.tde-26032019-145256
Documento
Autor
Nome completo
Livia Miranda de Paulo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Costa, Heloisa Brito de Albuquerque (Presidente)
Degache, Christian Jean Marie Régis
Martins, Selma Alas
Sá, Maria Helena Almeida Beirão de Araújo e
Título em português
A Intercompreensão no curso de Letras: formando sujeitos plurilíngues a partir da leitura de textos acadêmicos em línguas românicas
Palavras-chave em português
Ensino-aprendizagem
Intercompreensão
Leitura na universidade
Letras
Línguas românicas
Resumo em português
O contexto global e interconectado em que estamos inseridos favorece o contato dos sujeitos com diferentes línguas e culturas, o que, na didática das línguas, se concretizou pela reflexão sobre o Plurilinguismo e as abordagens plurais (CANDELIER; CASTELLOTTI, 2013; ALARCÃO et al., 2009b). Neste cenário, a Intercompreensão (IC), como uma dessas abordagens, valoriza as experiências linguístico-comunicativas do aprendente, as quais servem de base de transferência para a construção de novos conhecimentos em línguas aparentadas (DEGACHE; GARBARINO, 2017; MEISSNER et al., 2004). No âmbito universitário, a proposta intercompreensiva vai ao encontro da necessidade dos estudantes de ler textos acadêmicos em outras línguas, pois rentabiliza e aperfeiçoa a compreensão escrita pelo viés integrativo da lógica plurilíngue. No caso dos estudantes de Letras, mais do que atingir este objetivo de leitura, as reflexões proporcionadas pela IC são fundamentais no conjunto de sua formação como futuros profissionais das línguas e culturas, contribuindo para a diversificação de seus repertórios linguísticos e didático-pedagógicos (ANDRADE; PINHO, 2010; ARAÚJO e SÁ, 2015). Neste sentido, os objetivos desta tese são: (i) compreender e descrever o processo de formação do sujeito-aprendente em direção ao desenvolvimento de uma competência de compreensão escrita plurilíngue; (ii) caracterizar o trabalho com textos acadêmicos na perspectiva da IC; e (iii) analisar que tipos de mudanças a abordagem desencadeou nos participantes. A pesquisa se fundamenta nos estudos sobre o ensinoaprendizagem pela IC, caracterizada por privilegiar a compreensão através de estratégias (meta)cognitivas e (meta)linguísticas no trabalho simultâneo com línguas da mesma família (CADDÉO; JAMET, 2013; DE CARLO et al., 2015). Os dados foram produzidos e coletados a partir do curso Práticas de leitura em Intercompreensão: textos acadêmicos na área das Letras, ministrado na Universidade de São Paulo. Os participantes do curso, alunos de Letras de diversas habilitações, desenvolveram a IC receptiva em espanhol, francês e italiano em gêneros comuns ao meio universitário: resumo, introdução de artigo e capítulo de livro teórico. A análise qualitativa e longitudinal de orientação êmica (BLANCHET, 2000; DE SARDAN, 1998) possibilitou acompanhar as (trans)formações pluridimensionais por que passaram os aprendentes. Suas atividades e discursos demonstraram que, além de desenvolver a compreensão escrita dos textos acadêmicos nas línguas-alvo, a IC fez surgir novas atitudes e representações reveladoras do processo de construção do sujeito plurilíngue. A partir destes resultados, as contribuições da pesquisa vão em duas direções: em relação à demanda de formação para a leitura em LE, a pesquisa demonstrou a pertinência da aplicação da IC para o trabalho com os gêneros acadêmicos; já quanto ao público-alvo aqui implicado, ficou constatada a amplitude das potencialidades da IC na formação integral dos estudantes de Letras, o que confirma a legitimidade dos esforços para sua difusão e efetiva inserção curricular.
Título em inglês
Intercomprehension in the Degree in Languages: developing plurilingual learners by reading academic texts in romance languages
Palavras-chave em inglês
Degree in Languages
Intercomprehension
Reading at university
Romance languages
Teaching and learning
Resumo em inglês
The global and interconnected context in which we live makes the contact of people with different languages and cultures more common, which has introduced the discussion of Plurilingualism in Language Didactics. In this sense, Intercomprehension (IC) is defined as a pluralistic didactic approach where the learner's linguistic and communicative experiences are transferred during the construction of new knowledges in related languages (DEGACHE; GARBARINO, 2017; MEISSNER et al., 2004). In the academic context, the IC contributes to the students' need to read academic texts in other languages, as this approach improves written comprehension from the plurilingual view. For students from Degree in Languages, More than achieving this goal of reading, the reflections proposed by the IC approach are fundamental to their training as future language and culture professionals, allowing them to diversify their linguistic and didactic repertoires (ANDRADE; PINHO, 2010; ARAÚJO e SÁ, 2015). From this angle, the thesis aims are: (i) to understand and describe the learner's training process towards the development of plurilingual reading; (ii) to characterize the didactical work with academic texts from the IC's perspective; (iii) to analyze the changes caused by this method on learners. The research is based on studies in foreign languages teaching and learning by IC, an approach that favors comprehension through the mobilization of (meta)cognitive and (meta)linguistic strategies (CADDÉO ; JAMET, 2013 ; DE CARLO et al., 2015). The data was collected during the course "Intercomprehension reading practices: academic texts of Language studies", in the University of Sao Paulo. The participants, Language undergraduate students, practiced receptive IC with textual genres common in the academic area: abstracts, introduction of scientific articles and chapters of a theoretical book. By a qualitative and longitudinal analysis with an emic orientation, it was possible to observe the multidimensional transformations produced on learners. Their activities and speeches confirmed that, more than developing written comprehension of academic texts in the target languages, the IC has brought forth new attitudes and representations related to the training process of a plurilingual person. From these results we have two kinds of contributions: in relation to the need of reading in other languages, the research has shown the relevance of intercomprehensive work with academic texts; furthermore, regarding the target audience of this research, we noted the IC's potentialities range for the integral training of the Language undergraduate students, which confirms the legitimacy of the efforts towards its diffusion and effective curricular insertion.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.