• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2018.tde-01102018-120853
Documento
Autor
Nome completo
Marina Isadora da Silva Corrêa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Costa, Heloisa Brito de Albuquerque (Presidente)
Cristovão, Maria Lucia Claro
Pietraroia, Cristina Moerbeck Casadei
Santos, Sandoval Nonato Gomes
Título em português
Agir para comunicar e aprender: ressignificando a expressão oral em um curso de conversação em língua francesa para aprendizes iniciantes
Palavras-chave em português
Curso de conversação
Ensino-aprendizagem de francês língua estrangeira
Expressão oral
Interação
Níveis iniciantes
Resumo em português
Em um mundo globalizado e cada vez mais conectado, os indivíduos são chamados a agir e interagir nos diversos contextos comunicativos. No que diz respeito ao ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras, a expressão oral ocupa um lugar de destaque, como uma das principais competências a ser desenvolvida desde os níveis iniciantes. No contexto universitário, a prática oral nos cursos de línguas e as possibilidades de ampliação dos espaços de comunicação em diferentes situações devido à internacionalização das universidades, tornam-se imprescindíveis. Além de uma formação mais reflexiva e formativa, o desenvolvimento da expressão oral dos aprendizes pressupõe compreender a aula de língua e seu complexo funcionamento. Isto posto, observamos a necessidade de multiplicar os espaços de prática do oral na universidade e de repensar ações pedagógicas efetivas que possam contribuir à formação do aprendiz iniciante e ao desenvolvimento de sua expressão oral. Ao considerar a sala de aula de língua estrangeira como um espaço de troca e de transformação voltado para a ação interativa e reflexiva (BIGOT, 2009; KOCH, 2012), valemo-nos da concepção de ensino-aprendizagem da perspectiva acional (CONSELHO DA EUROPA, 2001; PUREN, 2009; ROSEN, 2009), em que os aprendizes devem produzir e refletir para tornarem-se futuros atores sociais independentes (WEBER, 2013). Esta pesquisa foi desenvolvida no âmbito de um curso de Letras - habilitação em francês - de uma universidade pública paulista, no contexto de ensino-aprendizagem de Francês Língua Estrangeira (FLE) em níveis iniciantes. A metodologia utilizada é qualitativa, e se insere em um estudo de pesquisa-ação (THIOLLENT, 2009). A partir da criação e elaboração de um curso de conversação, objetivamos investigar o desenvolvimento da expressão oral de aprendizes iniciantes por meio da realização de tarefas comunicativas em torno da temática de uma viagem à França, com a finalidade de observar quais aspectos estariam relacionados ao desenvolvimento da prática oral em língua francesa. Apoiados em uma análise qualitativa das interações orais desses aprendizes durante a realização de tarefas no curso, os resultados indicaram que ocorreu uma efetiva ressignificação em relação às representações sobre o oral e sobre o processo de aprendizagem como um todo. Esse movimento de ressignificação foi constatado, primeiramente, pela articulação entre as escolhas metodológicas feitas pelo professor e as tarefas comunicativas propostas de acordo com a temática do curso; num segundo momento, pela ampliação e variedade das situações em que os aprendizes interagiam oralmente e por último, pela autorreflexão que realizaram, pela qual se pôde observar o impacto do curso para o desenvolvimento da expressão oral dos aprendizes.
Título em inglês
To act towards communicating and learning: re-signifying the oral expression in a French conversation course for beginner learners
Palavras-chave em inglês
Beginner levels
Beginners
French as a foreign language
French conversation course
Interaction
Oral expression
Resumo em inglês
In a globalized and increasingly connected world, individuals are called to act and interact in various communicative contexts. In terms of teaching and learning foreign languages, the oral expression occupies a prominent place as one of the main competences to be developed with beginners. Oral expression training of a foreign language in the university context is becoming more and more relevant due to the expansion of international exchange between universities. In addition to a more reflective and consistent learning, the development of the oral expression at the beginner levels presupposes the understanding of language in the classroom context and its complex functioning. Thus, we observed the need to expand the practice space of oral expression in the university and to rethink effective pedagogical actions that can contribute to the training of beginners and the development of oral expression. When we consider the foreign language classroom as a place for interchange and transformation geared to interactive and reflexive action (BIGOT, 2009; KOCH, 2012), we consider therefore a notion of teaching and learning from the actional perspective (COUNCIL OF EUROPE, 2001; PUREN, 2009; ROSEN, 2009), in which learners must produce and think in order to become future independent social actors (WEBER, 2013). This research was developed within the scope of a French major course of a public university in the context of teaching and learning French as a Foreign Language at beginner levels. Grounded in qualitative methodology and inserted in an actionresearch study (THIOLLENT, 2009), it was created and elaborated a French conversation course where we aimed to investigate the development of oral expression in beginners from the accomplishment of communicative tasks around the theme of a trip to France in order to observe which of these aspects would be related to the development of oral practice in the French language. From a qualitative analysis of the oral interactions between beginners during these tasks, the results indicate that an effective re-signification occurred in relation to representations about the oral expression and the learning process as a whole. This re-signification movement was verified, firstly, by the articulation between the methodological choices made by the teacher and the communicative tasks proposed in accordance with the theme of the course; secondly, by the increased variety of situations in which learners interacted with one another and, lastly, for their self-reflection, in the which it was observed the impact of the course in terms of the development of oral expression in beginner learners.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.