• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2014.tde-17042015-182950
Documento
Autor
Nome completo
Laura Sokolowicz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Celada, Maria Teresa (Presidente)
Gonzalez, Neide Therezinha Maia
Rodrigues, Fernanda dos Santos Castelano
Título em português
Livros didáticos em revista (1990-2010): sujeito, linguagem, discurso e ideologia no ensino de espanhol como língua estrangeira no Brasil
Palavras-chave em português
Discurso
Ensino não formal
Ideologia
Língua espanhola
Sujeito
Resumo em português
Este trabalho analisa aspectos de um período significativo do processo de gramatização do espanhol como língua estrangeira no Brasil, colocando em revista a produção de livros didáticos e, particularmente, a dos livros dirigidos ao ensino não formal. Estudam-se a conjuntura sócio-histórica e as transformações do mercado editorial buscando compreender um momento específico desse processo: a última década do século XX e a primeira do XXI. Nesse período houve um significativo crescimento da demanda pela língua, fato que disparou a produção e circulação de novos livros. Dessa forma, mapeia-se a chegada das produções espanholas ao Brasil, os possíveis efeitos que essa chegada provoca no setor editorial nacional e a série de transformações que ao longo desses vinte anos vão delineando âmbitos de ensino cada vez mais específicos (o formal e o não formal) e um mercado editorial cindido nas produções editoriais que atendem cada um desses âmbitos. Entendendo os livros como instrumentos linguísticos e objetos discursivos nos quais se projetam imagens sobre o processo de ensino, sobre a própria língua e sobre o sujeito aprendiz, focaliza-se o estudo do livro didático Gente, publicado pela editora Difusión (Barcelona, Espanha). Em um primeiro movimento analisa-se a capa de 1997 e as reformulações sofridas em 2004 e 2007, observando as transformações das diferentes materialidades significantes (verbal e não verbal); essa análise leva a indagar sobre as contradições que surgem quando um curso de espanhol para brasileiros (subtítulo da produção do livro de 2007) se filia ao Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas Aprendizagem, ensino, avaliação (2001). Num segundo movimento, a análise detecta como são projetados no interior do livro os espaços aos quais a língua espanhola é vinculada, antecipados na Introdução como as regiões e sociedades onde se fala espanhol. Os resultados nos levam a afirmar que o que se materializa nesse instrumento é a projeção de uma comunidade imaginada na qual a Espanha ocupa um lugar central: a hispanofonia.
Título em inglês
Reviewing textbooks (1990-2010): subject, language, discourse and ideology in teaching Spanish as a foreign language in Brazil
Palavras-chave em inglês
Discourse
Ideology
Non-formal teaching
Spanish language
Subject
Resumo em inglês
This work analyzes aspects of a significant period in the grammatization process of Spanish as a foreign language in Brazil, reviewing the production of textbooks and, particularly, the books aimed at non-formal education. We study the social-historical conjuncture and the changes in the editorial market seeking to understand a specific moment in this process: the last decade of the 20th century and the first one of the 21st. In this period there was a significant growth in the demand for the language, fact which triggered the production and circulation of new books. This way, we map the arrival of Spanish productions in Brazil, the possible effects that this arrival provokes in the domestic editorial sector, and the series of transformations that over these twenty years delineate increasingly specific teaching areas (formal and non-formal alike) and an editorial market partitioned in the editorial productions that serve each one of these areas. Understanding the books as linguistic instruments and discursive objects in which images about the teaching process, the own language and about the apprentice are projected, we focus on the textbook called Gente, published by Difusión editors (Barcelona, Spain). At the first moment we analyze the 1997 edition cover and the remodeling that occurred in 2004 and 2007, observing the transformations of the different significant materialities (verbal and non-verbal); this analysis leads us to interrogate about the contradictions that appear when a Spanish course for Brazilians (the 2007 book production subheading) joins the Common European Framework of Reference for languages: Learning, teaching, assessment (2001). At the second moment, the analysis detects how the spaces to which the Spanish language is attached are projected inside the book, anticipated in the Introduction as the regions and the societies where Spanish is spoken. The results make us declare that what materializes in this instrument is the projection of an imagined community, one in which Spain plays a central role: the hispanofonia.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.