• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2002.tde-05032003-201839
Documento
Autor
Nome completo
Maria Alicia Gancedo Alvarez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Gonzalez, Neide Therezinha Maia (Presidente)
Negrao, Esmeralda Vailati
Varalla, Mirta Maria Groppi Asplanato de
Título em português
La oblicuidad, construções de dativos na interlíngua de estudantes brasileiros de espanhol.
Palavras-chave em português
clíticos
dativos
interlíngua
língua espanhola
sintaxe
Resumo em português
Neste trabalho pesquisam-se as dificuldades apresentadas pelos estudantes brasileiros de espanhol como língua estrangeira nas construções que implicam o uso de dativos – me duelen las piernas / se me rompieron las medias / me cae bien su forma de ser. São estruturas oblíqüas nas quais, a pessoa afetada pelo acontecer manifesta-se dentro da sintaxe através de um dativo, muitas vezes duplicado por uma forma tónica pronominal ou por um sintagma nominal. A análise do uso dessas construções e das estratégias utilizadas para substituí-las ou evitá-las na interlíngua, ao longo do curso de Letras / ELE, comparando-as com uma amostra de falantes nativos da cidade de Montevidéu, permitiu uma aproximação ao processo de aquisição/aprendizagem da oblicuidad da língua espanhola e das conseqüências semânticas e sintáticas desencadeadas pelo uso de construções inadeqüadas ou menos freqüentes. Os resultados também sugerem algumas hipóteses sobre os conflitos – lingüísticos e/ou extralingüísticos – que dificultam a aquisição de tais estruturas pelos falantes de português do Brasil.
Título em espanhol
La oblicuidad, estructuras com dativos en la interlengua de estudiantes brasileños de español.
Palavras-chave em espanhol
interlengua
lengua española
sintaxis
Resumo em espanhol
En este trabajo se investigan las dificultades de los estudiantes brasileños de español como lengua extranjera en la construcción de estructuras que implican el uso de dativos – me duelen las piernas / se me rompieron las medias / me cae bien su forma de ser. Son estructuras oblicuas en las que la persona afectada se manifiesta dentro de la sintaxis a través de un dativo, muchas veces duplicado por formas tónicas pronominales o por sintagmas nominales. El análisis del uso de dichas construcciones y de las estrategias utilizadas para substituirlas ou evitarlas en la interlengua a lo largo del curso de Letras/ELE, comparándolas a una muestra de hablantes nativos de la ciudad de Montevideo, ha permitido una aproximación al proceso de adquisición/aprendizaje de la oblicuidad de la lengua española y de las consecuencias semánticas, sintácticas y discursivas desencadenadas por el uso de construcciones inadecuadas o menos frecuentes. Los resultados sugieren además, algunas hipótesis sobre los conflictos – lingüísticos y/o extralingüísticos – que dificultan la adquisición de dichas estructuras por hablantes de portugués de Brasil.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
dissertacaoalicia.pdf (843.17 Kbytes)
Data de Publicação
2003-04-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.