• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2007.tde-04032008-111900
Documento
Autor
Nome completo
Guilherme Mello Barreto Algodoal
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Murachco, Henrique Graciano (Presidente)
Blikstein, Izidoro
Maia Junior, Juvino Alves
Seabra Filho, Jose Rodrigues
Souza Netto, Francisco Benjamin de
Título em português
Sobre a Expressão
Palavras-chave em português
Aristóteles
Filosofia antiga
Filosofia da linguagem
Filosofia grega
Língua grega
Resumo em português
Este trabalho traduz e comenta o texto aristotélico Peri\ (Ermenei/aj assim como, trata das relações desse texto com as obras Peri\ Yuxh=j e Kategori/ai, também de Aristóteles. As unidades simples são investigadas por Aristóteles no livro do Organon, Kategori/ai, e as unidades declarativas no livro do Organon, Peri\ (Ermenei/aj. A alma é investigada com mais detalhe no livro Peri\ Yuxh=j. Buscar como se constituem as relações entre esses livros significa delimitar e especificar os campos de intersecção e de ordem. Este trabalho visa fundamentar a noção semântica, lógica, orgânica e funcional da língua a partir da apreciação do conceito de incerteza aristotélico e da noção de transposição da primeira essência para a segunda essência. A maneira escolhida envolveu de modo paralelo uma leitura linear dos textos gregos e ao mesmo tempo uma investigação da relação entre a alma e a unidade: voz, pensamento e coisa na sua forma simples e declarativa. Deixando o texto falar, - ao contrário da análise formal-, esse pensamento envolve uma visão ética e social que tem em primeiro plano a visão do bem comum e da preeminência do social em relação ao individual. A valorização da língua de forma integrada como voz, pensamento e coisa permite que a significação como parte preponderante seja constituída como formação humana e dessa maneira impede que a língua seja vista como um conjunto de regras que tem por fim alcançar fins utilitários e mercadológicos. A visão aristotélica da língua é estabelecida não por relações gramaticais, mas, por meio de uma visão que integra a alma ao pensamento, a voz e as coisas. A questão do conhecimento inesgotável dentro de um processo da língua que começa e termina estabelece como principal objetivo mostrar que o ser humano é dotado de apetite de saber e tem como finalidade a atualização de suas contradições que como uma teia se manifestam no local do humano: a totalidade da alma. Essa por sua vez é inexoravelmente ligada ao corpo, mas esse não está nem dentro nem fora dela, mas se traduz no espaço completo do deslocamento, da mudança qualitativa, do crescimento e do perecimento.
Título em inglês
The Expression
Palavras-chave em inglês
Ancient Philosophy
Aristotle
Greek Language
Greek philosophy
Philosophy of Language
Resumo em inglês
The purpose of this thesis was to translate and to comment on the text from Aristotles Peri\ (Ermenei/aj, and to demonstrate the relation of this text with the following Aristotle's books: Peri\ Yuxh=j and Kategori/ai. The simple units are investigated in Aristotle's book of the Organon: Kategori/ai . The declarative units are investigated in Aristotle's book of the Organon:. Peri\ (Ermenei/aj The soul is investigated in more detail in the book: Peri\ Yuxh=j. Searches on how the relationship amongst these books are constituted show the delimitation and specification of its intersection and order fields. The Semantic, logic, organic and function of the language are the fundament in this work for the appreciation of the Aristotelical concept of uncertainty, and also from the notion of transposition from the first essence to the second essence. The proposed way involved the linear reading of Greek texts and the investigation of the relationship between the soul and the unity: voice, thought and the thing in their simple and declarative form. The text speaking for itself replaces the formal analysis - this thought involves an ethical and social vision that takes into account in the first place the idea of the wellness of the human being and the prominence of the social in relation to the individual. To value the language in an integrated way as voice, thought and thing allows the predominant meaning to be constituted of human formation, this way preventing the language to be seen as a series of rules whose unique purpose is to achieve utilitarian and mercadological ends. The Aristotelican vision of language to establish a vision that integrates the soul to the thought, to the voice and to the things. The question of the copious knowledge inside a process of language that begins and ends establishing as its finality the updating of its contradictions and that as a web manifests itself in the essence of the human : the soul's totality. That is inexorably linked to the body, but not inside or outside it, it exposes itself in the complete space of transposition, the qualitative change, growth and fading.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-03-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.