• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2014.tde-02062015-173435
Documento
Autor
Nome completo
Melina Rodolpho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Martins, Paulo (Presidente)
Oliva Neto, João Angelo
Prado, João Batista Toledo
Santos, Marcos Martinho dos
Vieira, Brunno Vinicius Gonçalves
Título em português
De Physiognomonia Liber: considerações a respeito do ethos e da fisiognomonia em textos da Antiguidade Clássica
Palavras-chave em português
Actio
Episteme
Ethos
Fisiognomonia; Retórica
Techne
Resumo em português
A presente tese tem, basicamente, dois objetivos principais: traduzir um tratado fisiognomônico, o De Physiognomonia Liber, de autoria desconhecida, provavelmente do século IV d.C., e ainda estudar a fisiognomonia na Antiguidade Clássica, cotejando os preceitos expostos de diferentes manuais. Há pouca informação a respeito da fisiognomonia nos textos da Antiguidade, contudo, a análise fisiognomônica era adotada como mecanismo para representar ethos ou pathos. Geralmente considerada uma techne, seu estatuto tem sido questionado porque também era um método de divinação. Inúmeros teóricos, dentre os quais estão Platão e Aristóteles, discutiam diversos aspectos concernentes à teoria fisiognomônica, tais como a influência dos humores no caráter de um indivíduo e as analogias entre os homens e os animais. A fisiognomonia relaciona-se à medicina se considerarmos a teoria dos humores e, além disso, há o método etnológico em que se atribui características específicas ao ethos de acordo com a influência do ambiente sobre os indivíduos, proposição presente no corpus hipocrático. Procuramos também observar a presença de elementos fisiognomônicos na actio retórica e na literatura da Antiguidade. É possível inferir que o emprego de conceitos fisiognomônicos compõe o que alguns teóricos chamam consciência fisiognomônica, existente já na poesia de Homero.
Título em inglês
De Physiognomonia Liber: reflexions about ethos and physiognomy in ancient texts
Palavras-chave em inglês
Actio
Episteme
Ethos
Physiognomy
Rhetoric
Techne
Resumo em inglês
The present thesis has basically two main objectives: to translate a physiognomical treatise, named De Physiognomonia Liber, by an unknown writer, probably from the 4th century; and also to study physiognomy, comparing concepts from different manuals. There is very little information about physiognomy in ancient texts. Nevertheless, physiognomical analysis was used in classical poetry and prose as a mechanism to represent pathos or ethos. Usually considered as techne, its status has been questioned because physiognomy was also a method of divination. Many theoreticians, including Plato and Aristotle, discuss several aspects which concern physiognomical theory, such as the influence of humours on a person's character, as well as the analogies between humans and animals. Physiognomy is related to medicine if we consider the theory of the humours, and also one of the physiognomical methods, the ethnological, which attributes specific features to ethos according to the influence of the environment where one lives, this is a statement already present in Hippocratic corpus. Besides, we try to observe the presence of physiognomical elements in both rhetorical actio and classical literature. Thus, the employment of physiognomical concepts is what some researchers call "physiognomical consciousness", which exists since Homer.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-06-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.