• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2012.tde-21082012-121315
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Lopes Piris
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Mosca, Lineide do Lago Salvador (Presidente)
Brandao, Helena Hathsue Nagamine
Dias, Ana Rosa Ferreira
Oliveira, Maria Rosa Duarte de
Tfouni, Leda Verdiani
Título em português
O ethos e o pathos no hipergênero "primeira página". Análise discursiva das edições de abril de 1964 dos diários Correio da Manhã  e o Globo
Palavras-chave em português
Argumentação
Discurso
Ethos
Hipergênero
Pathos
Resumo em português
Esta pesquisa situa-se na interface entre a Análise do Discurso e a Teoria da Argumentação no Discurso e visa a proceder à análise discursivo-argumentativa das primeiras páginas das edições de abril de 1964 dos jornais Correio da Manhã e O Globo. As análises mostram de que maneira o pathos contribui para a construção do ethos no discurso jornalístico, constatando como as emoções (ainda que não mostradas explicitamente no enunciado) participam da construção do posicionamento e da identidade discursiva dessas empresas de comunicação num momento específico de crise política. Para tanto, considera a produção desses discursos no bojo de uma relação polêmica controversa entre duas formações discursivas diametralmente opostas, a saber: uma revolucionária e uma antigolpista. Quanto aos procedimentos teórico-metodológicos da pesquisa, a depreensão da qualidade do pathos e do ethos discursivos baseou-se na análise da composição do layout da primeira página, da inter-relação dos gêneros jornalísticos no hipergênero primeira página jornalística, e do cenário passional. Os resultados da pesquisa revelam que as paixões construídas nas primeiras páginas do Correio da Manhã e dO Globo projetam dois ethé jornalísticos bem distintos que legitimam a enunciação de discursos com diferentes posicionamentos sobre o movimento político de 1964. Por fim, a pesquisa conclui o vínculo entre o pathos, o ethos, o posicionamento e a identidade discursiva de cada jornal no interior da polêmica entre as formações discursivas revolucionária e antigolpista.
Título em inglês
Ethos and Pathos in the hypergenre Front Page: Discursive analysis of the newspapers Correio da Manhã and O Globo published on April, 1964
Palavras-chave em inglês
Argumentation
Discourse
Ethos
Hypergenre
Pathos
Resumo em inglês
This research lies at the interface between the Discourse Analysis and the Theory of Argumentation in Discourse and aims to examine the discursive-argumentative analysis of the front pages of the newspapers Correio da Manhã and O Globo published on April, 1964. The analysis show how the pathos contributes to the construction of the ethos in the journalistic discourse, evidencing how the emotions (though they are not explicitly shown in the enunciate) participate in the construction of the positioning and the discursive identity of these media companies in a specific moment of political crisis. To this end, we consider the production of these discourses inserted in a polemical and controversial relationship between the two discursive formations diametrically opposed, namely: a revolutionary and an anti-coup detat. As for the theoretical and methodological procedures of the research, the apprehension of the quality of the discursive pathos and the ethos is based on the analysis of the composition of the front pages layout, the interrelationship of the journalistic genres in the hypergenre front page, and the passional scenario. The results show that the passions constructed on the front pages of the Correio da Manhã and O Globo project two very distinct journalistic ethé which legitimize the enunciation of discourses of different positioning about political movement of 1964. Finally, we conclude the link between pathos, ethos, the positioning and the discursive identity of each journal in the interior of the controversy between the revolutionary and anti-coup detat discursive formations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-08-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.