• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2006.tde-12122006-094312
Documento
Autor
Nome completo
Maria Teresa Rego de França
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Maria Lúcia da Cunha Victório de Oliveira (Presidente)
Dias, Ana Rosa Ferreira
Ferreira, Luiz Antonio
Mosca, Lineide do Lago Salvador
Travaglia, Luiz Carlos
Título em português
"A construção lingüística do riso nas crônicas de José Simão"
Palavras-chave em português
crônica
humor de ação
humor de palavras
paródia
riso
Resumo em português
Subjaz a este trabalho o objetivo de analisar como o riso e o risível são construídos lingüisticamente. A fundamentação teórica baseia-se em Bergson, Propp, Bahktin, Todorov, Raskin e Attardo. Inicialmente, procedemos a uma retomada histórica, buscando conhecer como o riso e o risível foram explicados por vários pensadores e teóricos de diferentes épocas. De Aristóteles a Freud, pudemos constatar o domínio de três grandes correntes teóricas: a psicológica, a sociológica e a psicanalítica. Somente quando a Lingüística se fixa como ciência, já no século XX, o fenômeno do riso passa a ser estudado sob a perspectiva estritamente lingüística. No segundo capítulo, procedemos à contextualização do corpus e buscamos verificar como a produtividade do humor ? o dizer muito com pouco ? se constrói em outra mídia. Se a comicização extratextual revelou-se típica nos textos analisados, também pudemos detectar que o humor de José Simão constantemente se realiza via paródia e apresenta características do cômico grotesco. Explicitar e exemplificar a Teoria Semântica do Humor, proposta por Raskin - para quem todo texto risível envolve a sobreposição de scripts e a presença de um gatilho que permite a passagem do modo sério (bona fide) para o modo joke telling (non-bona fide) ? foram as ações que nortearam a elaboração do nosso terceiro capítulo. Já o quarto capítulo foi dedicado exclusivamente ao humor das palavras, ou seja, ao humor verbal cuja motivação inicial decorre de se explorarem os aspectos sonoros, significantes. O último capítulo, dedicado à análise, permitiu-nos constatar como a clássica divisão de Cícero (humor da res e humor da verba) permanece atual: as piadas trocadilhescas e as situacionais bem o comprovam.
Título em inglês
"The linguistic construction of the laughter in José Simão´s chronics"
Palavras-chave em inglês
chronicles
humor of action
humor of words
laugh
parody
Resumo em inglês
The aim of this paper is to analyse as the humor and the laugh are linguistic made. The theory?s statement is based on Bergson, Propp, Bahktin, Todorov e Attardo. Firstly we made a historical retrospective, trying to know as the humor and the laugh were explained by several thinkers and theorists throughout the different ages. From Aristotle to Freud we could realize the domain of the three remarkable current theories: the psychological, the sociological, the psychoanalytic. Only when the Linguistic was considered as a science - which happened just on the XX century - the humor´s phenomenon started to be studied from a proper linguistic side of view. On the second chapter, we focused the corpus and we tried to verify how the humor?s productivity - as to say lots in few words - is made in another media. We noted that extratextual comic action was the typical one in the studied texts and we also realized that José Simão?s humor is often parodist and so it shows typical characteristics of the grotesque comic. To explain and to give some examples of the ?Semantic Theory of Humor? proposed by Raskin - to whom all the humor texts involves a overlap of scripts and the presence of a trigger which provides the passage from the bona fide to the joke telling mode ? were the actions that leaded the elaboration of the third chapter. The fourth chapter was dedicated specifically to the humor of the words, it is to say: the verbal humor which bases come from the sonorous aspects of the words. The last chapter, dedicated to the final analysis, let us realized as the classic division of Cicero (humor of res and humor of verba) remains between us: the jokes and the punners can prove it.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tde.pdf (1.08 Mbytes)
Data de Publicação
2007-01-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.