• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Selmo Ribeiro Figueiredo Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Manoel Mourivaldo Santiago (Presidente)
Aguilera, Vanderci de Andrade
Pagotto, Emilio Gozze
Philippsen, Neusa Ines
Thun, Harald
Título em português
Atlas linguístico pluridimensional do português paulista: níveis semântico-lexical e fonético-fonológico do vernáculo da região do Médio Tietê
Palavras-chave em português
Arquifonema /R/ em coda silábica
Dialeto caipira
Dialetologia pluridimensional
Geolinguística
Português paulista
Resumo em português
Com base teórico-metodológica da Dialetologia Pluridimensional (RADTKE e THUN, 1996; THUN, 2000, 2005 etc.), esta tese de doutorado apresenta sobretudo um atlas linguístico pluridimensional do português paulista (conhecido como "dialeto caipira") nos níveis semântico-lexical e fonético-fonológico e faz contribuições metodológicas de diferentes naturezas. Trata-se de contribuições à metodologia de coleta de dados empíricos, à metodologia de organização de corpora, e à metodologia de elaboração de atlas linguísticos pluridimensionais. No campo analítico, uma das contribuições deste estudo refere-se às contrapartes (a)fonéticas do arquifonema /R/ em quatro situações de coda silábica: (i) externa de desinência infinitiva (DI) seguida por pausa; (ii) externa em sílaba tônica (que não de DI) seguida por pausa; (iii) interna em sílaba tônica; e (iv) interna em sílaba átona. Quanto à situação (i), a seguinte hipótese em específico foi testada: os jovens entre 18 e 36 anos de idade do Médio Tietê (esp. aqueles com alta escolaridade, AE) estão produzindo a variante [ ɻ ] (a aproximante retroflexa, conhecida como "erre caipira") para o /R/ na situação (i) sob uma frequência relativa inferior àquela a ser observada entre os mais velhos a partir de 55 anos de idade (esp. aqueles com baixa escolaridade, BE). Como resultado, a fala dos jovens revelou-se na verdade mais albergadora da variante [ ɻ ] do que a fala dos mais velhos. A frequência relativa do fone referido em perspectiva com suas covariantes foi de 57% entre os jovens com AE e 62% entre os jovens com BE (contra 45% entre os mais velhos com AE e 30% entre os mais velhos com BE). Os dados são de 80 voluntários moradores em alguns dos municípios mais antigos do interior paulista: Santana de Parnaíba, Pirapora do Bom Jesus, Araçariguama, São Roque, Sorocaba, Itu, Porto Feliz, Tietê, Capivari e Piracicaba. A coleta dos dados realizou-se com a aplicação dos instrumentos metodológicos do Atlas Linguístico do Brasil (ALiB, 2014) com modificações, gerando um conjunto de corpora, constituído por corpora semântico-lexicais, corpora fonético-fonológicos, um corpus metalinguístico-etnográfico e corpora extralinguísticos. Como base de dados, esse conjunto de corpora permitiu a elaboração do atlas linguístico de maneira a contemplar, além da dimensão diatópica inerente a esse empreendimento cartográfico e geolinguístico, ainda as dimensões diastrática, diagenérica e diageracional. No campo teórico-metodológico, uma das contribuições mais importantes deste trabalho reside no desenvolvimento de uma série de procedimentos ao inquérito semântico-lexical a qual denominamos 'técnica de entrevista orientada à contundência responsiva/anuente', diretamente baseada na 'técnica de entrevista de três tempos', por sua vez concebida pelo Dr. Thun (ADDU, 2000). Esta pesquisa só foi possível graças ao apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo FAPESP (procs. 2015/14038-5 e 2011/51787-5), do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico DAAD (prog. 57214225) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES (proc. 0128-16-3 / 99999.000128/2016-03).
Título em inglês
Pluridimensional linguistic atlas of the Portuguese spoken in the Brazilian state of São Paulo: semantic-lexical and phonetic-phonological levels of the vernacular in Médio Tietê region
Palavras-chave em inglês
"Caipira" dialect
Archiphoneme /R/ in syllable coda
Geolinguistics
Pluridimensional dialectology
São Paulo state's portuguese
Resumo em inglês
Following the theoretical and methodological background of the Pluridimensional Dialectology (RADTKE & THUN, 1996; THUN, 2000, 2005, among others), this doctoral thesis presents mainly a pluridimensional linguistic atlas of the Portuguese spoken in the Brazilian state of São Paulo, also known as "Caipira" dialect. The linguistic levels approached are both semantic-lexical and phonetic-phonological. This study also makes methodological contributions to data collection process, to corpora structuring, and to development of pluridimensional atlases. Regarding the analyses, the archiphoneme /R/'s phonetic counterparts were investigated in four different syllable codas: (i) final of infinitive ending (IE) followed by a break; (ii) final in stressed syllable (but not of IE) followed by a break; (iii) medial in stressed syllable; and (iv) medial in unstressed syllable. Concerning case (i), a specific hypothesis was tested out, namely: young individuals aged 18 to 36 from the Médio Tietê region (esp. those with high education, HE) articulate the variant [ ɻ ] (voiced retroflex approximant, also known as "Caipira-R") for the /R/ in case (i) under a relative frequency that is lower than the one to be observed among elders from 55 years of age (esp. those with low education, LE). Surprisingly, it turned out that younger ones speak [ ɻ ] more than older ones do. The relative frequency of [ ɻ ] put in perspective with its covariants was 57% among HE young individuals and 62% among LE ones (against 45% among HE elders and 30% among LE ones). Data from 80 local speakers were collected in some of the São Paulo State's oldest inland cities: Santana de Parnaíba, Pirapora do Bom Jesus, Araçariguama, São Roque, Sorocaba, Itu, Porto Feliz, Tietê, Capivari, and Piracicaba. For the data collection, methodological instruments made by "Atlas Linguístico do Brasil" (ALiB, 2014) were applied after modifications. Thus, a set of corpora was produced: semanticlexical ones, phonetic-phonological ones, a metalinguistic-ethnographic one, and extralinguistic ones. They constitute the database for the elaboration of the atlas, which encompasses in addition to the diatopic dimension inherent in this cartographic and geolinguistic undertaking diastratic, diagender-specific, and diagenerational dimensions. From a both theoretical and methodological perspective, another contribution of this work lies in the development of a series of procedures whose main goal is to obtain the informants' certitude about answers in the semantic-lexical interview that is derived from the three-step technique created by Dr. Thun (ADDU, 2000). This research was only possible thanks to "Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo" FAPESP (process numbers 2015/14038-5 and 2011/51787-5), German Academic Exchange Service DAAD (funding program number 57214225), and "Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior" CAPES (process number 0128-16-3 / 99999.000128/2016- 03).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.