• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2019.tde-12032019-112722
Documento
Autor
Nome completo
Matheus Almeida Coêlho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Svartman, Flaviane Romani Fernandes (Presidente)
Ferreira Netto, Waldemar
Souza, Paulo Chagas de
Tenani, Luciani Ester
Título em português
O comportamento prosódico de siglas, nomes próprios e compostos no português brasileiro: evidências para o grupo de palavras prosódicas
Palavras-chave em português
Fonologia
Hierarquia prosódica
Português brasileiro
Prosódia
Resumo em português
Neste estudo, investigamos a hipótese de que fenômenos fonológicos que ocorrem com certos elementos morfossintáticos, como palavras compostas, nomes próprios e siglas, em português brasileiro (doravante, PB) dão evidência para a proposição do domínio prosódico denominado Grupo de Palavras Prosódicas (PWG Prosodic Word Group [Vigário, 2007, 2010]), o qual se situa na hierarquia prosódica entre a Palavra Prosódica (PWd) e o Sintagma Fonológico (PPh). Esse mesmo nível tem sido denominado grupo clítico (C) (Nespor & Vogel, 1986, 2007; Hayes, 1989) e descrito como o domínio prosódico que compreende as palavras compostas e as palavras lexicais acentuadas eventualmente acompanhadas por clíticos. Contudo, não há consenso absoluto quanto à associação de clíticos a palavras lexicais acentuadas implicar realmente a existência de um nível prosódico distinto, uma vez que esse tipo de associação pode variar: em várias línguas já foi observada a associação de clíticos a níveis superiores e inferiores ao da PWd. Cabe ainda observar que palavras compostas e palavras lexicais acentuadas acompanhadas por clíticos não são os únicos elementos morfossintáticos do PB cujo domínio prosódico em que são mapeados consiste no nível da hierarquia prosódica situado entre PWd e PPh. Para a nossa investigação, analisamos um corpus de PB no sentido de determinarmos de que forma a prosodização desses elementos em PWGs se difere ou se assemelha à prosodização de PWds e PPhs. Com esse objetivo, procuramos contrastes entre a a prosodização de elementos que, por hipótese, tenham PWG como domínio e a prosodização de elementos que tenham PPh como domínio. Ademais, procuramos, em contexto de foco contrastivo, contrastes entre o comportamento de PPhs e PWGs ramificados. Com relação à marcação de foco contrastivo em PWG, observamos que, tanto em PPhs ramificados como em palavras compostas e nomes próprios, parece não haver possibilidade de ocorrência de proeminência fonológica de foco em uma PWd diferente da PWd núcleo da focalização. Para siglas, existe essa possibilidade, ainda que o fenômeno não seja frequente. Com relação ao bloqueio de SVE pelo acento de PWG em diferentes estruturas prosódicas, não observamos comportamentos sistematicamente distintos entre PWGs e PPhs ramificados com o mesmo número de PWds em estruturas frasais análogas. Por outro lado, observamos que o acento de PWG tem influência na ocorrência de SVE mesmo quando não coincide com o acento de PPh. Portanto, de acordo com os resultados que obtivemos, o PWG se mostra relevante para a descrição prosódica do PB.
Título em inglês
The prosodic behavior of acronyms, proper names and compound words in Brazilian Portuguese: evidences for the Prosodic Word Group
Palavras-chave em inglês
Brazilian Portuguese
Phonology
Prosodic hierarchy
Prosody
Resumo em inglês
In this study, we investigate the hypothesis that phonological phenomena that occur with certain morphosyntactic elements, such as compound words, proper names and acronyms, in Brazilian Portuguese (henceforth, PB) give evidence to the proposition of the prosodic domain denominated Prosodic Word Group (PWG [Vigário, 2007, 2010]), which, within the prosodic hierarchy, is located between the Prosodic Word (PWd) and the Phonological Phrase (PPh). This same level has been called Clitic Group (C) (Nespor & Vogel, 1986, 2007; Hayes, 1989) and described as the domain which includes the compound words and the stressed lexical words eventually accompanied by clitics. However, there is not consensus as to if the association of clitics to stressed lexical words really implies the existence of a distinct prosodic level, as this kind of association can vary: in many languages the association of clitics has already been observed to levels above and below the PWd. It is also important to say that PWds and stressed lexical words accompanied by clitics are not the only morphosyntactic elements in PB whose prosodic domain in which they are mapped is the level of the prosodic hierarchy located between the PWd and the PPh. For our investigation, we analyzed a corpus of PB with the objective of determining how the prosodization of these elements in PWGs differs or resembles the prosodization of PWds and PPhs. With this objective, we have looked for contrasts between the prosodization of elements which hypothetically have the PWG as domain and the prosodization of elements which hypothetically have the PPh as domain. Moreover, we have looked for contrasts between the behavior of branching PPhs and PWGs in context of contrastive focus. As to the contrastive focus in PWG, we have observed that, both in branching PPhs, compound words and proper names, there seems to be no possibility of occurrence of phonological prominence of focus in a PWd different from the PWd that is the nucleus of the focalization. For acronyms, there is this possibility, despite the fact that this phenomenon is not frequent. As to the role of the PWG stress in blocking the phenomenon external vowel sandhi (SVE) in different prosodic structures, we have not observed systematically distinct behaviors between branching PWGs and PPhs with the same number of PWds in analogous phrasal structures. On the other hand, we have observed that the PWG stress does influence the occurrence of SVE even when it does not coincide with the PPh stress. Therefore, according to the results that we have obtained, the PWG seems relevant to the prosodic description of PB.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.