• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2015.tde-03122015-161852
Documento
Autor
Nome completo
Renata Cezar de Moraes Rosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Ferreira Netto, Waldemar (Presidente)
Amado, Rosane de Sa
Vieira, Maressa de Freitas
Título em português
Percepção e ExProsodia® : correlação entre análise automática e a finalização de frases assertivas isoladas do português brasileiro
Palavras-chave em português
Entoação
Fonética
Percepção
Prosódia
Resumo em português
A entoação pode ser decomposta em componentes estruturadoras (finalização e sustentação) e, também, semântico-funcionais (foco/ênfase e acento lexical). A proposta assumida pelo grupo de pesquisa ExProsodia, baseada nos estudos de Xu e Wang (1997), permite a análise isolada de cada uma das componentes de F0. Neste estudo tratamos das componentes estruturadoras, especificamente, do estudo da finalização (F). O trabalho tem como objetivo, primeiro, analisar por meio de testes de percepção o que os sujeitos falantes do português brasileiro (doravante PB) julgam ser um final de frase assertiva. Depois, é nosso propósito analisar se os dados perceptivos fornecidos pelos ouvintes coincidem com aqueles disponibilizados pela análise automática obtida por meio da rotina ExProsodia®. É nosso intento, ainda, verificar se, no que tange à percepção dos procedimentos de segmentação frasal com propósito de finalização, é observada a sequência finalizadora proposta por Ferreira Netto (2008), acrescida da hipótese de Consoni et al (2009) e Consoni (2011). Este estudo visa integrar a coletânea de trabalhos desenvolvidos pelo Grupo de pesquisa ExProsodia - Análise automática da entoação na fala de língua portuguesa, linha de pesquisa na área de Percepção de Prosódia sob a orientação do Prof. Dr. Waldemar Ferreira Netto. Elaboramos dois testes. No primeiro teste foram apresentadas nove frases (três frases sem manipulação e seis manipuladas). As frases não manipuladas são, ao longo deste trabalho, mencionadas como frases modelos. As seis frases manipuladas foram subdivididas em dois conjuntos de três frases cada: a de frases monotonais e as frases manipuladas de modo que entre o tom médio (TM) e o tom de finalização (TF) houvesse uma distância de 7st. Nomeamos as primeiras frases como frases neutras e as segundas, frases hipóteses. No segundo teste foram apresentadas seis frases (somente as frases manipuladas, ou seja, as frases neutras e as frases hipóteses). Cada vez que o participante ouvia uma frase era solicitado a este que indicasse se a frase, de acordo com a sua percepção, estava ou não finalizada. Foram dadas duas opções de resposta aos ouvintes: sim, a frase está finalizada ou não, a frase não está finalizada. Os testes foram aplicados em 20 ouvintes de ambos os sexos, com idade entre 18 e 55 anos, todos com escolaridade entre nível médio e nível superior. Os resultados do teste 1 indiciam que as porcentagens dos ouvintes que consideram as frases neutras como não finalizadas sempre foram altas e mantiveram-se, em sua grande maioria, na casa dos 80%. Ademais, o produto da análise das frases hipóteses corrobora os dados dos trabalhos já citados. (CONSONI; FERREIRA NETTO, 2008; CONSONI et al., 2008; CONSONI et al., 2009 e CONSONI, 2011; FERREIRA NETTO, 2006, 2008; ROSA 2009). A análise do teste 2 fora efetuada por meio da teoria da detecção de sinais (TDS) (GREEN; SWETS, 1966; MACMILLAN; CREELMAN, 2005; ADBI, 2007). Ao fazer uso da TDS, pretendemos estimar a força da sensibilidade perceptiva de cada participante do teste 2. O valor dessa força é dada pelo cálculo do dee-prime. Os resultados do teste 2 apontaram dee-primes de três categorias diferentes, a saber: alto; médio e baixo. As respostas da grande maioria dos participantes situaram-se entre uma facilidade extrema e média de discriminar as frases finalizadas e as não finalizadas.
Título em inglês
Perception and ExProsodia®: correlation between automatic analysis and finalization of isolated assertive phrases in Brazilian Portuguese
Palavras-chave em inglês
Intonation
Perception
Phonetic
Prosody
Resumo em inglês
The intonation can be decomposed into structuring components (finalization and support component) and also semantic-functional components (focus / emphasis and lexical stress). The proposal assumed by ExProsodia rechearch group, based on the studies of Xu and Wang (1997), it allows separate analysis of each component of F0. In this study we treat structuring components, specifically, the study of finalization (F). The study aims, first, to analyze through perception tests which Brazilian Portuguese (henceforth PB) speakers think that is the ending of declarative sentences. It is our intent also verify if the finalization sequence proposed by Ferreira Netto (2008), plus the assumption of Consoni et al. (2009) e Consoni (2011) is observed. And lastly, our purpose is to inspect whether perceptual data match with those provided by automatic analysis obtained by routine ExProsodia®. This study aims to integrate a collection of work done by the research group ExProsodia - Automatic analysis of intonation in the speech of the Portuguese language, research line in the area of Perception of Prosody under the guidance of Prof. Dr. Waldemar Ferreira Netto. We developed two tests. In the first test, nine sentences were presented to the Brazilian Portuguese listeners (three sentences without manipulation and six manipulated). Non-manipulated sentences, throughout this work, as mentioned as models sentences. The six manipulated sentences were subdivided into two groups of three sentences each one: the monotonous sentences and manipulated sentences. The last one is manipulated so that between the medium tone (MT) and the finalization tone (FT) there is a distance of 7 semitones. We named first sentences as neutral sentences and the others as hypothesis sentences. At the second test, six sentences (only manipulated sentences, i.e. neutral sentences and hypothesis sentences) were presented to Brazilian Portuguese listeners. Each time the participant heard a sentence, he was requested to indicate whether that sentence, according to their perception, or was not finalized. Two response options were given to listeners: yes, the sentence is finished or not, the sentence is not finished. 20 listeners of both sexes, aged between 18 and 55 years, all with education among middle and senior level have participated of the test. The test results indicate that percentages of listeners who consider neutral sentences as unfinished sentences were always high and remained, mostly at around 80%. Moreover, the product of the analysis of hypothesis sentences corroborates data of the work already cited. (CONSONI; FERREIRA NETTO, 2008; CONSONI et al., 2008; CONSONI et al., 2009 e CONSONI, 2011; FERREIRA NETTO, 2006, 2008; ROSA 2009). The analysis of the test 2 has carried out by the signal detection theory (SDT) (GREEN; SWETS, 1966; MACMILLAN; Creelman, 2005; ADBI, 2007). By making use of the TDS, we intend to estimate the strength of the perceptual sensitivity of each participant of the test 2. Results showed dee-primes in three different categories, namely: high; medium and low. The responses of the majority of participants were between one extreme and mean facility to discriminate the finished and unfinished sentences.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-12-03
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • CONCEIÇÃO, G. M., et al. Relações entre variação de gênero e variação tonal na fala de língua portuguesa do Brasil. Revista Symposium (Lavras) [online], 2008, vol. 6, p. 70-73. Dispon?vel em: http://www.fadminas.org.br/symposium/12_edicoes/artigo_9.pdf.
  • FERREIRA NETTO, W., et al. Brazilian Portuguese intonation: A comparison between automatic and perceptual analyses [doi:10.1121/1.4755423]. The Journal of the Acoustical Society of America [online], 2012, vol. 132, p. 2004.
  • CONSONI, F., ROSA, R.C.M., e FERREIRA NETTO, W. A questão da correlação entre a análise automática das finalizações prosódicas e a separação intuitiva de frases em textos longos. In IV Congresso Internacional de Fonética e Fonologia, Niterói, 2008. Caderno de Resumos.Niterói : UFF, 2008. Resumo. Dispon?vel em: http://sites.google.com/site/exprosodia/.
  • CUNHA, A., et al. Relações entre variação de gênero e variação tonal na fala de Língua Portuguesa do Brasil. In IV Congresso Internacional de Fonética e Fonologia, Niteróis, 2008. Caderno de Resumos.Niterói : UFF, 2008. Resumo. Dispon?vel em: http://sites.google.com/site/exprosodia/.
  • ROSA, R.C.M., CONSONI, F., e FERREIRA NETTO, W. Análise automática das finalizações prosódicas e a separação intuitiva de frases em textos longos. In 6 Congresso Internacional de Iniciação Científica, Botucatu, 2008. CD de Resumos. : SEMESP, 2008. Resumo. Dispon?vel em: http://sites.google.com/site/exprosodia/.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.