• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2008.tde-26112008-141332
Documento
Autor
Nome completo
Juliana da Costa Pacheco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Scher, Ana Paula (Presidente)
Lima, Márcia Maria Cançado
Negrao, Esmeralda Vailati
Título em português
As construções médias do português do Brasil sob a perspectiva teórica da morfologia distribuída
Palavras-chave em português
Alternâncias de diátese
Construções médias
Estrutura argumental
Gramática gerativa
Morfologia distribuída
Resumo em português
O propósito deste estudo é descrever e analisar o comportamento de sentenças médias no português do Brasil (PB), tais como Dissertação de mestrado não se escreve fácil e Cachecol tricota rápido. Muito têm-se discutido a respeito das construções médias, em diversas línguas, visto que elas agregam em si uma complexa relação entre a sintaxe, a semântica e, para alguns, o léxico. Foi a extensa bibliografia e a sempre presente discordância entre autores a respeito dessas construções que despertou nosso interesse em trabalhar com esse tema. Entretanto, descrever as construções médias do português Brasileiro revelou-se uma tarefa das mais árduas. Explica-se: há dois fatores de grande importância para a descrição dessas sentenças que estão em aparente mudança nesse idioma. O primeiro desses fenômenos é a mudança no uso dos clíticos que, de modo geral, está diminuindo em nossa língua (Tarallo (1983), Nunes (1990, 1995), Cyrino (1992, 2003), Fernandes (2000). O segundo fenômeno é o fato de o português do Brasil estar passando por um processo generalizado de mudança na classe dos verbos de alternância transitiva, já apontado na literatura (Whitaker-Franchi (1989), Chagas (2000), Viotti & Negrão (2006)). Tendo como perspectiva teórica a Morfologia Distribuída, um dos recentes desenvolvimentos da Gramática Gerativa, acreditamos poder dar um tratamento unicamente sintático, mais enxuto e uniforme do que as propostas de análise até hoje sugeridas. Fundamentando-nos no trabalho de Marantz (1997), no qual o autor propõe que uma interpretação agentiva de um determinado sintagma pode ser devida, não somente à presença de um núcleo verbal, mas também a informações sintático-semânticas da própria raiz participante da construção. além de baseando-nos na combinação das características sintático-semânticas das raízes envolvidas na construção. Também, Alexiadou, Anagnostopoulou e Schäfer (2005) hipotetizam, seguindo Kratzer (2002), em favor de decompor os verbos alternantes em uma raiz, um núcleo de causa e um núcleo de voz. Os dados do PB, vistos pela perspectiva da Morfologia Distribuída, nos permitirão ir adiante nas pesquisas sobre o tema específico que desenvolveremos neste trabalho e, ao mesmo tempo, trarão novas evidências e questionamentos a respeito da teoria que apóia este projeto
Título em inglês
Middle constructions of the Brazilian Portuguese under the theoretical view of the distributed morfology
Palavras-chave em inglês
Argument structure
Diathesis alternations
Distributed morphology
Generative grammar
Middle constructions
Resumo em inglês
The purpose of this study is to describe and analyse the Middle Construction in Brazilian Portuguese, such as Dissertação de mestrado não escreve fácil and Cachecol tricota rápido. Linguists, working with data form several languages, have discussed extensively about these constructions, because they aggregate in them a complex relationship between syntax, semantics and, in some analysis, the lexicon. It was the comprehensive bibliography and the presence of great discrepancy between authors - about these constructions that awakened our interest in working with this theme. However, describing these constructions in Brazilian Portuguese proved to be one of the most arduous task, since there are two factors of great importance to the description of those sentences that are in apparent change in our language. The first of these phenomena is the change in the use of clitics, which, in general, is decreasing in Brazilian Portuguese (Tarallo (1983), Nunes (1990, 1995), Cyrino (1992, 2003), Fernandes (2000)). The second phenomenon is the fact that this language is going through a process of widespread change in the class of alternating transitive verbs, already identified in the literature (Whitaker-Franchi (1989), Chagas (2000), Viotti & Pollini (2006)). Having as theoretical framework a theory of the architecture of grammar known as Distributed Morphology, one of the recent developments of Generative Grammar (Chomsky, 1960, 1965), we believe we can offer a syntactic treatment, more economical and more uniform than the proposals of analysis suggested so far. Our analysis is fundamented in the proposal from Marantz (1997), who argues that an agentive interpretation for a given phrase may be due, not only to the syntactic presence of a verbal head, but also to the presence of relevant syntactic-semantic features of the root. Also, Alexiadou, Anagnostopoulou and Schäfer (2005) hypothesizes, along with Kratzer (2000), in favor of decomposing verbal meaning in a root, a causation head and a Voice head. The data coming from Brazilian Portuguese middle constructions, seen by the perspective of Distributed Morphology, can help the research on this specific topic to develop and, at the same time, bring new evidence and questioning about the theory that supports this project
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.