• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Lucas Porto de Queiroz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Campos, Norma Discini de (Presidente)
Cruz Junior, Dilson Ferreira da
Lopes, Ivã Carlos
Portela, Jean Cristtus
Título em português
Entre expansão digressiva e concentração moralizante: uma proposta semiótica para narrador saramaguiano
Palavras-chave em português
José Saramago
Literatura
Narrador
Semiótica
Resumo em português
Sobretudo a partir do início da década de 1980, José Saramago notabilizou-se como um dos escritores de língua portuguesa a conquistar considerável apreço da crítica literária sem, em contrapartida, cobrar um texto que se possa considerar dos mais herméticos na literatura contemporânea, o que decerto contribuiu para a formação de um público leitor significativo. Entendendo que o narrador de seus romances, gênero em que o autor mais escreveu, responde bastante por essa combinação relativamente exitosa de público e crítica, esta dissertação volta-se diretamente para esta instância enunciativa. Investigamos o narrador saramaguiano, então, a partir do reconhecimento de dois vetores que consideramos distintivos desta instância enunciativa e que nomeamos como expansão digressiva e concentração moralizante. Apresentando e detalhando de que consiste cada um desses vetores, defendemos o reconhecimento possível de uma oscilação regulada entre ambos os movimentos. Expomos também as categorias narrativas e tensivas que nos parecem sustentar a expansão digressiva e a concentração moralizante. Paralelamente, desenvolvemos uma análise de parte da fortuna crítica saramaguiana, com a qual fizemos nossas análises se confrontarem - em especial quando essa crítica problematiza o quantum de moderno e de tradicional haveria nos romances do tal português. Defendemos, por fim, que as opções discursivas na instância enunciativa nos permitem aproximar a função desempenhada pelo actante narrador do éthos de um orador, tal como concebido pela retórica clássica. Verificamos, ainda, como os vetores expostos ao longo do trabalho dialogam com a categoria semiótica do estilo. Baseamo-nos em dois romances de José Saramago - Memorial do convento (1982) e A caverna (2000) - e utilizamos como referencial teórico a semiótica de linha francesa, nascida com Saussure, desenvolvida por Hjelmslev e aprimorada por Greimas e, mais recentemente, por Zilberberg.
Título em inglês
Between digressive expansion and moralizing concentration: a semiotics proposal to the saramaguian narrator
Palavras-chave em inglês
José Saramago
Narrator
Semiotics. Literature
Resumo em inglês
Mainly after the 80's decade, José Saramago has become one of the acclaimed writers in the Portuguese language literature to conquer considerable appreciation of the literature critique. Nevertheless, he presents a text that is not to be considered one of the most hermetic in the contemporaneous literature which surely contributes to gathering a significant public of readers. Understanding that the narrator of his novels, genre that he has produced the most, responds to this successful blend of public and critique, this research focuses directly to this enunciation instance. Therefore, we investigate the saramaguian narrator from the recognition of two vectors that are considered distinctive form this enunciation instance which were defined as digressive expansion and moralizing concentration. Presenting and detailing the constitution of those two vectors, we defend the possible recognition of a regulated oscillation between both movements. We also expose the narrative and tensive categories which seem to support the digressive expansion and moralizing concentration. Aside from that, we developed an analysis of part of the saramaguian critique fortune, confronting it to our analysis especially when this critique problematizes the extent of modern and traditional quantum in the Portuguese writer`s novels. At last, we defend that the discourse options in the enunciation instance allow us to approximate the developed function by the acting narrator of the ethos of an orator as conceived by the classical rethoric. We verified how the vectors exposed throughout the work dialog with the semiotic category of style. We based our analysis in the novels Memorial do convento (1982) e A caverna (2000) by José Saramago and we used as theoretical reference the French semiotics, born with Saussure, developed by Hjelmslev, imporved by Greimas and, more recently, by Zilberberg.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.