• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2007.tde-23102007-143802
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Luvizotto
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Campos, Norma Discini de (Presidente)
Baldan, Maria de Lourdes Ortiz Gandini
Lopes, Ivã Carlos
Título em português
O diário de Langsdorff : o éthos do cientista-viajante
Palavras-chave em português
Análise do discurso
Diários (Análise)
George Heinrich Von Langsdorff
Semiótica
Resumo em português
Temos à mão um diário, que constrói pelo discurso as províncias do Rio de Janeiro e Minas Gerais, sob o olhar de um cientista. É o diário de Georg Heinrich von Langsdorff, diplomata, médico, naturalista e chefe da expedição russa, que esteve no Brasil na primeira metade do século XIX. Para entender não apenas o que é dito no diário, mas o porquê e o como do ato de dizer, esta dissertação analisa o éthos do enunciador, o Barão Langsdorff, depreensível da totalidade de discursos, como um efeito de sentido de individualidade. As questões relativas à biografia de Langsdorff, ao longo de sua participação na expedição que chefiou no Brasil, emerge então como efeito de sentido dos próprios textos analisados. Tais procedimentos se tornam possíveis, já que a base teórica que nos dá respaldo é a teoria do texto e do discurso, tomando como ponto de partida a semiótica de linha francesa. Sob tais parâmetros teóricos, herdamos ainda o conceito de gênero do discurso, de Bakhtin, o que permite que a análise identifique as regras do gênero diário, tendo como foco o diário de campo de Langsdorff. Com base nesse suporte teórico, foram descritos os elementos temáticos, estruturais e estilísticos do diário do naturalista alemão, em relação a outros diários, de modo a se depreender o ator da enunciação, Langsdorff, da totalidade de páginas que registram o dia-a-dia da expedição: um ator da enunciação dado na relação de diferença diante de outros atores, pressupostos a outros diários. Respeitando a relação entre plano da expressão e plano do conteúdo dos textos, a leitura do plano do conteúdo do diário de Langsdorff beneficiou-se da operacionalização analítica viabilizada pelo percurso gerativo do sentido, principalmente, no que diz respeito ao nível discursivo, para que se pudesse descrever e explicar o ator da enunciação, que se consolida por um modo recorrente de temporalizar, espacializar e actorializar o mundo construído: no caso, um Brasil da primeira metade do século XIX, tal como construído pelo olhar meticuloso e estrangeiro. Com atenção a um modo próprio de relatar o encadeamento dos fatos, na efemeridade de cada dia, depreende-se a imagem ou o éthos do enunciador, por meio da análise, descrição e explicação de um modo próprio de relatar. Esse sujeito dado pelo modo de dizer apresenta-se ao analista com um corpo ereto, uma voz sem hesitações, um tom de voz e um caráter firmemente postos no mundo. Sob esse olhar se constrói o espaço das terras brasileiras, espaço este articulado aos atores e vinculados ambos ao tempo que flui em sistemas temporais próprios: enuncivos e enunciativos, para erigir a imagem de quem diz, expressa pelo modo científico de dizer.
Título em inglês
The Langsdorff's diary: the traveler scientists´ ethos
Palavras-chave em inglês
Analysis of the speech
Diary (Analysis)
George Heinrich Von Langsdorff
Semiotics
Resumo em inglês
We have in hand a diary that creates the provinces of Rio de Janeiro and Minas Gerais by the discourse and from a scientist's look. It is Georg Heinrich Langsdorff's diary, diplomat, doctor, naturalist and leader of the Russian expedition which was in Brazil in the early 19th century. To understand not only what is told in the diary, but also why and how, this dissertation analyses the ethos of the enunciator, Baron Langsdorff, built from a totality of discourses as an individuality meaning effect. The topics related to Langsdorff' biography, during his participation in the expedition which he headed in Brazil, arise as a meaning effect from the analyzed texts. Such procedures are possible because the theoretical basis that gives us support comes from the text and discourse theory, having as a starting-point the French semiotics. Yet, we make use of the concept of Bakhtin's discourse genre, what permits that the analysis identifies the rules of the genre diary, having as focus on the Langsdorff's diary. Based on this theoretical support, we described the thematic, structural and stylistic elements from the diary of the German naturalist, in relation to other diaries so that we could make emerge the actor of the enunciation, Langsdorff, from the totality of pages which registered day by day the expedition: an actor of the enunciation established in the relation of difference to other actors, belonging to other diaries. Concerning to the relation between the expression plan and the content plan of texts, the content plan reading of Langsdorff's diary benefited from the analytical operationalization made possible by the generative process, mainly, in what refers to the discursive level so that we could describe and explain the actor of the enunciation consolidated by a recurrent way of using the temporalization, spatialization and actorialization to construct a world: as Brazil in the early 19th century, such as constructed by a meticulous and foreign look. Giving attention to a particular way of narrating the connection of facts, in the ephemerality of each day, we depict the image or ethos of the enunciator by the analysis, description and explanation of a particular way of narrating. This subject is shown to the analyst as an erected body, a voice with no hesitations, a voice tone and a character set firmly in the world. From this look, the space of the Brazilian lands is built, space organized with the actors and both linked to the time that flows in peculiar temporal systems: enuncives and enunciatives, to create an image of who says, expressed by the scientific way of telling.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-11-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.