• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Bruna Paola Zerbinatti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Tatit, Luiz Augusto de Moraes (Presidente)
Beividas, Waldir
Lopes, Ivã Carlos
Mandelbaum, Enrique Isaac
Oliveira, Lucia Teixeira de Siqueira e
Título em português
O ritmo em semiótica: teoria e análise de Catatau e Ex-Isto
Palavras-chave em português
Catatau
Ex-­isto
Ritmo
Semiótica
Tensividade
Resumo em português
A semiótica greimasiana possibilitou a análise da narratividade de forma decisiva com a proposição do percurso gerativo do sentido e os estudos da enunciação. Entretanto, quando nos deparamos com textos pouco ou quase nada narrativos surge a questão de como analisá-­los, de que maneira a teoria semiótica poderia dar conta destes objetos. O desdobramento tensivo da teoria se mostra um caminho favorável e o conceito de ritmo fortalece a hipótese de uma possível leitura rítmica de textos pouco narrativos. Desse modo, a pesquisa aqui apresentada possui dois objetivos principais: o primeiro consiste em investigar de que modo o conceito de ritmo foi trabalhado pelos diversos autores da semiótica de linha francesa. Para tanto, estabelecemos três diferentes vertentes para o pensamento rítmico: (i) o ritmo como Gestalt, (ii) o ritmo como esquema, (iii) o ritmo como tensividade. A partir desse estudo teórico, desenvolvemos um modelo de análise rítmica que pudesse dar conta de textos pouco narrativos, nosso segundo objetivo. Nosso modelo se baseia principalmente na vertente tensiva, comportando porém uma dimensão esquemática e uma dimensão tensiva. Com esse modelo, passamos para a análise de dois textos de gêneros diferentes: o romance Catatau, de Paulo Leminski, e sua adaptação fílmica Ex-­Isto, dirigida por Cao Guimarães. Intencionamos fornecer uma leitura possível capaz de mostrar que experimentalismo não significa automaticamente falta de sentido, non-­sense. Trata-­se de textos que funcionam por uma lógica rítmica, e não uma lógica narrativa, como é mais tradicional tanto para romances quanto para filmes. Narrativa ou ritmo, as obras significam, e a construção de seu sentido pode ser explicitada pela teoria semiótica.
Título em inglês
Rhythm in semiotics: theory and analysis on Catatau and Ex-­Isto
Palavras-chave em inglês
Catatau
Ex-­isto
Rhythm
Semiotics
Tensivity
Resumo em inglês
Greimasian semiotics made possible the analysis of narrativity given the proposition of the generative trajectory of meaning and the studies on enunciation. However, whenever faced with texts containing little or no narrative one might question how to analyze them and how the semiotic theory could approach these objects. The theory's tensive developments prove to be favorable and the concept of rhythm strengthens the hypothesis of a possible rhythmic reading of slightly narrative texts. Thus, the research presented here has two main objectives: the first is to investigate how the concept of rhythm has been developed by several authors from the French branch of semioticians. Therefore, we have established three different strands to the rhythmic thought: (i) rhythm as Gestalt, (ii) rhythm as schemas, (iii) rhythm as tensivity. From this theoretical study, we have developed a rhythmic analysis model that could be applied to slightly narrative texts, our second goal. Our model is primarily based on the tensive one, yet considering both a schematic and a tensive dimensions. Provided with this model, we move on to the analysis of two texts from different genres: Paulo Leminski's novel Catatau and its film adaptation Ex-­Isto, directed by Cao Guimarães. Our intention is to provide a possible reading to make clear that experimentation does not automatically mean meaninglessness and nonsense. Such texts follow a rhythmic logic instead of a narrative one, as opposed to most novels and movies. Whether ruled by rhythm or narrative, the works are imbued of meaning, and the construction of such meaning can be explained by semiotic theory.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-01-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.