• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2013.tde-04042013-125624
Documento
Autor
Nome completo
Marina Maluli César
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Tatit, Luiz Augusto de Moraes (Presidente)
Monteiro, Ricardo Nogueira de Castro
Taille, Elizabeth Harkot de La
Título em português
O tempo na interpretação musical: uma escuta tensiva
Palavras-chave em português
Escuta
Interpretação musical
Ritmo
Tempo
Tensividade
Resumo em português
Este trabalho tem como fundamentação teórica a semiótica de linha francesa e seus recentes desenvolvimentos tensivos. Tomamos como objeto de nosso estudo as variações de ritmo e andamento presentes em um texto sonoro, pela abordagem do plano de expressão musical. O objetivo deste trabalho consiste em compreender como tais possibilidades discursivas se articulam durante a realização da obra por um intérprete, a partir das indicações presentes na partitura. Após considerações iniciais sobre o texto e o intertexto musical, cuja finalidade é determinarmos o modo como estas potencialidades são manifestadas, consideramos o tempo em diferentes níveis segundo Gérard Grisey (1987, 2004, 2008) e Messiaen (1996, 1995, 1994). Em um segundo momento, buscamos articular os diferentes tipos de escuta segundo Schaeffer (1966) e Greimas (2008) ao considerar o ouvir como um fazer, o qual requer a aquisição de competências para tal. Partiremos da noção de ritmo em uma perspectiva fundamentada na semiótica tensiva em considerações sobre este tema propostas por Greimas e Courtés (1986), Valéry (2007), Zilberberg (1990, 1996, 2001, 2011) e Tatit (1998, 2010b). Finalmente, com apoio dos estudos sobre temporalidade realizados por Zilberberg e dos desenvolvimentos propostos por Tatit, empreendemos uma análise de seis interpretações de dois Noturnos de Chopin, sendo duas do opus 15 n. 3 e quatro do opus 27 n. 2, tendo como parâmetro de comparação o uso do tempo rubato durante as performances musicais. Nosso objetivo foi então estabelecer algumas diretrizes para se compreender os mecanismos de construção do sentido que resultam nos enunciados característicos do discurso musical, segundo as intenções de cada intérprete.
Título em inglês
Time and musical performance: a tensive hearing
Palavras-chave em inglês
Hearing
Musical performance
Rhythm
Tempo
Tensivity
Resumo em inglês
The theoretical foundation of this work is based on the French line semiotics and its recent developments in tensivity theory. Our object of study is the variations of rhythm and tempo present in a sound text by approaching the plan of musical expression. The objective of this work is to understand how different performers articulate such discursive possibilities during the musical interpretation, based on the indications present in the music score. After initial considerations about the text and intertext in music, which purpose is to determine how these potentialities are manifested, we consider the time in different levels according to essays by Gérard Grisey (1987, 2004, 2008) and Messiaen (1996, 1995, 1994). In a second moment we seek to articulate the different types of listening as discussed in studies conducted by Schaeffer (1966) and Greimas (2008). From these studies we define hearing as the act of doing, which requires the acquisition of skills to do so. This way we base this study on the notion of rhythm according to a perspective grounded in tensive semiotics found in previous work by Greimas and Courtes (1986), Valéry (2007), Zilberberg (1990, 1996, 2001, 2011) and Tatit (1998, 2010b). Finally, based on studies about temporality conducted by Zilberberg and further developments proposed by Tatit, we have analyzed six performances of two Nocturnes by Chopin (two performances of opus 15 n. 3 and four other performances of opus 27 n. 2). During the analysis we compared the use of rubato time in the musical performance. The goal was to establish some guidelines to understand the mechanisms that underlies the construction of meaning which ultimately result in the characteristic enunciation of a musical discourse defined by the intentions of each performer.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.