• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2002.tde-03122003-163103
Documento
Autor
Nome completo
Lilian Cristina Gulmini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Ferreira, Mario (Presidente)
Fonseca, Carlos Alberto da
Montenegro, Lilian Proenca de Menezes
Título em português
"O Yogasutra, de Patañjali - Tradução e análise da obra, à luz de seus fundamentos contextuais, intertextuais e lingüísticos"
Palavras-chave em português
Intertextualidade.
Patañjali
Samkhya
Yoga
Yogasutra
Resumo em português
A presente dissertação de mestrado consiste numa tradução comentada, do sânscrito para o português, daquele que é considerado pelos estudiosos e pela tradição cultural da Índia como o mais antigo e mais importante tratado de Yoga preservado até o presente: o Yogasutra. O texto, composto por volta do século II a.C., reflete certamente práticas culturais bem mais antigas e, de acordo com a tradição sânscrita, seus 194 enunciados concisos ou sutra reúnem todos os principais aspectos do sistema do Yoga, tal como conhecido pelos nomes de Rajayoga ou Yogadarçana. Além do mais, o sistema do Yoga codificado por Patañjali está indissociavelmente ligado a outro sistema conhecido como Samkhyadarçana, com o qual mantém um diálogo constante através de referências intertextuais e no qual encontra seus fundamentos teóricos. A primeira parte de nosso trabalho consiste numa revisão dos principais aspectos do universo cultural do texto (a Índia antiga) e destes sistemas em análise. A tradução que segue é dividida em quatro capítulos principais, exatamente como exposto por Patañjali, mas os enunciados sânscritos de cada capítulo foram por nós divididos em grupos temáticos aos quais foram atribuídos títulos, bem como extensos comentários. Além de nossa tradução, as interpretações que oferecemos a estes enunciados sânscritos baseiam-se não apenas no tradicional comentário sânscrito de Vyasa, o YogabhaLya, mas também nos tratados do Samkhya, sobretudo o Samkhyakarika e o khyapravacanasutra. Neste sentido, nosso objetivo foi trazer à superfície de nossa exposição a unidade teórica subjacente a estas duas escolas tradicionalmente “gêmeas” do Samkhyayogadarçana, tal como concebida pela cultura da Índia. Também com este propósito organizamos e expusemos, no decorrer de nossos comentários, mais de uma centena de enunciados originais (sutra) e comentários destes tratados do Samkhya. Elaboramos, ainda, um glossário com todo o vocabulário do Yogasutra, que elenca as raízes sânscritas dos termos, as nossas propostas de tradução para o português e o número dos enunciados nos quais os termos pertinentes são referidos nos tratados sânscritos. Esta foi nossa tentativa de transformar os principais aspectos culturais e contextuais do Yogasutra num “todo” significativo e coeso, com o auxílio metodológico das atuais teorias da lingüística, sobretudo a análise do discurso e a semiótica aplicada aos estudos culturais.
Título em inglês
"The Yogasutra, oj Patañjali - Translation and analysis of the text, based on its contextual, intertextual and linguistic aspects"
Palavras-chave em inglês
Intertextuality.
Patañjali
Samkhya
Yoga
Yogasutra
Resumo em inglês
The present work, entitled “The Yogasutra, of Patañjali – translation and analysis of the text, based on its contextual, intertextual and linguistic aspects”, consists of a commented translation, from sanskrit to portuguese, of a text which is considered by scholars and also by India’s cultural tradition as the oldest and the most important treatise on the subject of Yoga that has been preserved up to the present: the Yogasutra. The text, which was composed probably around the 2nd century b.C., certainly reflects much older cultural practices, and according to sanskrit tradition its 194 concise sentences or sutra fully comprehend the main aspects of the system of Yoga as known by the names of Rajayoga or Yogadarçana. Moreover, the system of Yoga as codified by Patañjali has an unbreakable connection with another system known as Samkhyadarçana, with which it maintains a constant dialogue by means of intertextual references, and in which it finds its theoretical foundations. The first part of our work consists of a review of the main aspects of this text’s cultural background (ancient India) and the systems in analysis. The translation that follows is divided in four main chapters, exactly as exposed by Patañjali, but the sanskrit sentences within each chapter have also been divided by us in thematic groups to which titles have been given, as well as extensive commentaries. Besides the translation itself, the interpretations we offer to these sanskrit sentences are based not only on Vyasa’s traditional sanskrit commentary, the YogabhaLya, but also on the Samkhya treatises, mainly the Samkhyakarika and the Samkhyapravacanasutra. In this sense, our objective has been bringing to the surface of our exposition the underlying theoretical unity of these traditionally “twin” schools of Samkhyayogadarçana, as conceived by Indian culture, and for this purpose we have also organized and exposed, throughout our commentaries, more than a hundred original sentences (sutra) and commentaries of these Samkhya treatises. A glossary of the whole vocabulary of the Yogasutra, together with their sanskrit roots, our portuguese translations and the numbers of the sentences where the words are referred to in sanskrit treatises, has also been prepared. This has been our attempt to turn into a meaningful and cohesive “whole” the main cultural and contextual aspects of the Yogasutra with the help of modern linguistic theories such as intertextuality, as well as discourse analysis and semiotics applied to cultural studies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tdeLilianGulmini.pdf (2.66 Mbytes)
Data de Publicação
2003-12-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.