• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2006.tde-01082007-154555
Documento
Autor
Nome completo
Vanessa Ferreira de Oliveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Pietroforte, Antonio Vicente Seraphim (Presidente)
Lopes, Iva Carlos
Marinelli, Vera Lucia
Título em português
A categoria de tempo na enunciação da língua francesa
Palavras-chave em português
Enunciação
Francês
Semiótica
Tempo
Verbo
Resumo em português
José Luiz Fiorin, em suas Astúcias da Enunciação (2001), analisa as categorias da enunciação de tempo, pessoa e espaço na língua portuguesa. Esse é o fundamento teórico no qual se baseia o presente trabalho. Nossa pesquisa concentra-se na língua francesa e nela trabalhamos somente a categoria de tempo, verificando a maneira pela qual a sua colocação estabelece referências temporais no discurso por meio das categorias concomitância vs. não-concomitância (anterioridade e posterioridade). É possível basearse em uma teoria para a língua portuguesa pelo fato de que há muita correspondência entre o francês e o português no que concerne as classes de palavras que expressam tempo em francês (verbo, advérbio, preposição e conjunção), embora haja também alguns pontos em que não existem equivalências, como veremos. O corpus utilizado para a realização desse trabalho é o jornal de maior referência na França: Le Monde; ele tem várias versões, mas utilizamos a mais lida: o quotidiano. Foram lidos somente jornais dos primeiros cinco meses de 2006. Na pesquisa, primeiramente, conceituamos o tempo, em seguida o sistematizamos, considerando os sistemas enuncivo e enunciativo e as categorias topológicas de concomitância e não- concomitância em relação aos momentos de referência presente, pretérito e futuro. Reconhecemos alguns tempos verbais franceses sem equivalentes no português e especiais na língua francesa: passé simple, passé antérieur e passé surcomposé. Ainda estudamos a debreagem de segundo grau e o modo subjuntivo. Culminamos na ação intencional do enunciador e suas neutralizações verbais, isto é, as embreagens temporais. Esperamos contribuir para a conceituação da categoria de tempo da língua francesa, auxiliando no ensino/aprendizagem dessa língua
Título em inglês
The tense category in the French language enunciation
Palavras-chave em inglês
Enunciation
French
Semiotics
Tense
Verb
Resumo em inglês
Jose Luiz Fiorin, in his Astucias da Enunciação, analyses the categories of the expression of time, space and person. This is the theoretical basis of this study. The dissertation analyses the French language and deals only with the tense category, verifying how its collocation establishes temporal references in discourse by means of concomitance vs non-concomitance categories (anterior/posterior). It is possible to use this as a basis for the Portuguese language because there are many parallels between French and Portuguese in terms of the word classes which express tense (verb, preposition and conjunction), although there are also some points that do not have parallels , as we shall see. The corpus used in carrying out this work is the most quoted newspaper in France: Le Monde, and the daily newspapers of the first five months of 2006 are the basis for the corpus. Firstly, time is considered, and then systematized, examining the enuncive and enunciative systems and the topographical categories of concomitance vs nonconcomitance in relation to the present, past and future. Certain tenses with no equivalents in Portuguese have been recognised, such as the passé simple, passé antérieur and passé surcomposé. Second degree "debreagem" and the subjunctive mood are also analysed, and the dissertation ends with an analysis of the writer's intentional action and his verbal neutralizations. Hopefully, this study will contribute to the conceptualisation of the tense category in French, helping the teaching and learning of this language
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-08-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.