• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2014.tde-26052015-110034
Documento
Autor
Nome completo
Fabio Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Fernandes, Antonia Terra de Calazans (Presidente)
Munakata, Kazumi
Toledo, Maria Rita de Almeida
Título em português
'Prezado professor': prefácios, notas, advertências e Manual do professor
Palavras-chave em português
Caixa de Utensílios
Formação do professor
Livro didático
Manual do Professor
Orientações ao professor
Resumo em português
O livro didático é pensado e concebido com vistas ao aluno, porém, sua escolha e uso em sala de aula dependem da ação do professor, que muitas vezes o utiliza no preparo de aulas e na elaboração de atividades. A partir da década de 1960 se institucionalizou a prática de ofertar material específico ao docente nos compêndios o chamado Manual do Professor. Antes disso, no entanto, tal iniciativa partia dos próprios autores e editores. Referenciando-se nos estudos de Roger Chartier sobre a História do Livro e da Leitura e de Allain Choppin e Circe Bittencourt acerca do livro didático este trabalho investiga a presença de orientações aos professores em livros escolares direcionados ao nível primário e secundário, editados no Brasil em três períodos (1880 a 1930, 1930 a 1960 e 1966 a 1985). Utiliza uma amostra de obras voltadas a diferentes disciplinas. O objetivo é identificar o conteúdo das instruções, como se apresentam para cada nível escolar e de que maneira dialogam com as determinações legais e com os modelos pedagógicos vigentes e propagados pelos periódicos educacionais. Conclui que, até a década de 1960, a presença de subsídios ao docente não era uma regra para as casas publicadoras e que variava conforme o público a que se destinava. A partir de fins dos anos 1960, formaliza-se, mediante a ação de três personagens autores e editores, Estado e professores , a oferta de um livro didático voltado especificamente ao docente. Até 1930, nota-se uma aproximação entre o teor das instruções presentes nos livros e o paradigma da Caixa de Utensílios, com seus modelos práticos a serem aplicados em sala de aula. Entre 1930 e 1960, este modelo parece arrefecer nas obras didáticas. Na década de 1970 o aparecimento do Manual do Professor parece reforçar a oferta de orientações passo a passo.
Título em inglês
'Dear teacher': prefaces, notes, advices and Teacher Handbook
Palavras-chave em inglês
Guidelines to the teacher
Teacher handbook
Teacher Training
Textbook
Toolbox
Resumo em inglês
The textbook is designed and conceived with a view to the student, however, its choice and use in the classroom depends on the actions of the professor, who often uses in the preparation of lessons and in the development of activities. From the 1960s, has become institutionalized the practice of offering specific material to faculty members in compendiums - the so-called Teacher Handbook. Before that, however, this initiative stemmed from the authors and publishers. Referencing the studies of Roger Chartier on the History of Books and Reading and Allain Choppin and Circe Bittencourt about textbook - this paper investigates the presence of guidelines to teachers in school books directed in primary and secondary level textbooks, edited in Brazil in three periods (1880 to 1930, 1930 to 1960 and 1966 to 1985). It uses a sample of works involving different disciplines. The goal is to identify the content of the instructions, as they are for each school level and how dialogue with the legal requirements and with current pedagogical models and propagated by educational journals. I concluded that, until the 1960s, the presence of subsidies to the teacher was not a rule for the publishing houses which varied according to the public for which it was intended. From the late 1960s, formalizes it through the action of three characters - authors and publishers, State and teachers - the offer of a textbook focused specifically to the teacher. Until 1930, we note a connection between the content of the instructions in the books and the paradigm of "Tool box", with its practical models to be applied in the classroom. Between 1930 and 1960, this model seems to attenuate in the didactic works. In the 1970s, with the appearance of the Teacher's Guide, returns the offering of a step by step guidance.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.