• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2018.tde-23112018-123812
Documento
Autor
Nome completo
Leandro Penna Ranieri
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Rede, Marcelo Aparecido (Presidente)
Carvalho, Alexandre Galvão
Carvalho, Vânia Carneiro de
Gonçalves, Carlos Henrique Barbosa
Oliveira, Julio Cesar Magalhães de
Título em português
Concepções de corpo na Assíria do primeiro milênio AEC: entre materialidade e textualidade
Palavras-chave em português
Assíria
Concepções de corpo
Dinastia Sargônida
Primeiro milênio AEC
Relevos e textos palacianos
Resumo em português
O objetivo desta pesquisa é examinar e compreender as concepções de corpo na Assíria do fim do século VIII e do século VII AEC, a partir da análise de fontes palacianas imagéticas e textuais. As primeiras são compostas pelos relevos dos palácios dos reis Senaqueribe (704- 681) e Assurbanipal II (669-627) em Nínive (no atual nordeste do Iraque). As segundas são Inscrições Reais, Tratados e Juramentos, Cartas e textos literários, sendo que todos esses gêneros têm como eixo de produção os palácios assírios. Os relevos são placas de pedra com esculturas em baixo relevo, que foram utilizadas nas paredes dos palácios assírios a partir do final do segundo milênio AEC. Esse uso foi continuado por todo o período denominado Neoassírio ou Tardo Assírio (934-610 AEC), expondo imagens de pessoas, animais, plantas, paisagens e arquiteturas. A configuração desses elementos figurativos expressa cenas de narrativas espaciais por meio de imagens. A disposição orquestrada dos relevos nas paredes dos palácios evidencia potenciais modos de percepção das imagens pela movimentação nos ambientes palacianos. A recorrência da expressão do corpo nos relevos suscita uma perspectiva atenta à materialidade, à relação entre as imagens do corpo e aos modos de percepção e contato com esses objetos no período. A presença constante de expressões corporais em textos neoassírios também constitui um tratamento ao corpo através da linguagem. Considerando a complementaridade entre fontes imagéticas e escritas no período e o fato de as concepções de corpo poderem estar expressas em textos e imagens, qual é o lugar e o uso do corpo neste período? Como o corpo aparece nos relevos e textos palacianos? Quais aspectos materiais dos relevos constituem os indícios da concepção de corpo? Como as imagens do corpo e as expressões corporais escritas indicam suas concepções?
Título em inglês
Conceptions of body in the first millennium Assyria: between materiality and textuality
Palavras-chave em inglês
Assyria
Conceptions of the body
First millennium BCE
Palace reliefs and texts
Sargonid dinasty
Resumo em inglês
The aim of this research is to examine and comprehend the conceptions of the body in Assyria at the end of the 8th and 7th centuries BCE, from the analysis of palatial images and texts. The visual sources are composed by the reliefs of the kings of Sennacherib (704-681) and Assurbanipal II (669-627) in Nineveh (present-day northern of Iraq). The written sources are Royal Inscriptions, Treaties and Oaths, Letters and literary texts. All these texts had the Assyrian royal palaces as production axis. The reliefs are stone plaques with bas-relief sculptures, which were used on the walls of the Assyrian palaces from the end of the second millennium BCE. This use was continued throughout the period called Neo-Assyrian or Late Assyrian (934-610 BCE), exposing images of people, animals, plants, landscapes and architectures. The configuration of these figurative elements expresses scenes of spatial narratives through images. The orchestrated arrangement of the reliefs on the walls of the palaces shows potential ways of perception of the images by the movement in the palatial environments. The recurrence of the body expression in the reliefs evokes an attentive threefold perspective: on the materiality, the images of the body and the modes of perception and contact with these objects in that period. The constant presence of body expressions in Neo-Assyrian texts also constitutes a way to treat body through language. Considering the complementarity between visual and written sources in the Neo-Assyrian period and the fact that body conceptions can be expressed in texts and images, what is the status and use of the body in this period? How does the body appear in the reliefs and palatial texts? What are the material aspects of the reliefs? How do body images and written body expressions indicate their conceptions?
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.