• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2015.tde-22102015-113635
Documento
Autor
Nome completo
Aline Fernanda Maciel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Purdy, Robert Sean (Presidente)
Andrade, Everaldo de Oliveira
Cury, Márcia Carolina de Oliveira
Título em português
Nosostros gobierno!: participação e organização dos trabalhadores nos cordones industriales de Santiago e empresas nacionalizadas de Tomé durante o governo de Allende (1970-1973)
Palavras-chave em português
Chile
Organização dos trabalhadores
Poder Popular
Solidariedade de classe
Unidade Popular
Resumo em português
Em 1970, Salvador Allende foi eleito presidente do Chile através de uma coalização de esquerda, a Unidade Popular (UP), que propunha um conjunto de profundas transformações politicas, econômicas e sociais para o país como forma de transição ao socialismo. O governo da UP gerou inúmeras expectativas nos trabalhadores, campesinos e demais setores pobres do país e propôs um sistema de participação popular que junto com a nacionalização das riquezas formava um dos eixos centrais do seu programa. Esta dissertação trata das experiências dos trabalhadores nos cordones industriales (cordões industriais) localizados em Santiago e das indústrias têxteis nacionalizadas da cidade de Tomé. Os cordões foram complexos industriais de trabalhadores formados inicialmente como resposta a um paro patronal que ocorreu em outubro de 1972. Nas empresas nacionalizadas de Tomé os trabalhadores também participaram fortemente nas operações das empresas e no processo político. Houve inúmeras mobilizações dos setores populares no período em defesa do governo e como forma de pressiona-lo para avançar nas mudanças que extrapolou os meros níveis institucionais. Buscamos compreender a dinâmica de funcionamento destes organismos de poder popular e como se deu a participação dos trabalhadores nas estruturas de funcionamento das indústrias e a relação dos cordões e dos trabalhadores nas empresas nacionalizadas com o governo, os partidos políticos e os sindicatos. Embora com dinâmicas distintas, os cordões e as organizações de trabalhadores nas indústrias têxteis representaram novas formas de organização dos trabalhadores baseados na solidariedade de classe. Inúmeras ações conjuntas, como greves e mobilizações, foram articuladas, fortalecendo os laços solidários entre os trabalhadores e possibilitando um maior envolvimento no processo de mudança social e econômica. A dissertação está baseada em doze entrevistas com trabalhadores dos cordões e empresas nacionalizadas na época bem com uma leitura extensiva da imprensa sindical e política.
Título em inglês
Nosotros gobierno!: participation and organization of workers in the cordones industriales of Santiago and nationalized companies in Tomé during the Allende government (1970-1973)
Palavras-chave em inglês
Chile
Class solidarity
Popular Power
Popular Unity
Workers organizations
Resumo em inglês
In 1970, Salvador Allende was elected president of Chile as leader of a leftist coalition, Popular Unity (UP), proposing a set of deep political, economic and social transformations in the country as a form of transition to socialism. The UP government generated many expectations for workers, peasants and other poor sectors and proposed a system of popular participation which, along with nationalization of wealth, formed one of the central axes of its program. This dissertation deals with the experiences of workers in cordones industriales located in Santiago and nationalized textile industries in the city of Tomé. There were numerous mobilizations of the popular sectors organized in cordones and nationalized companies during this period both in defense of the government against the employers and right-wing offensive and also as a way to advance changes that went beyond mere institutional levels. I seek to understand the working dynamics of these organizations of popular power and the relationship of cordones and nationalized companies with the government, political parties and trade unions. Despite their different dynamics, the cordones and workers organizations in the nationalized textile industries represented new forms of worker organization based on class solidarity. Numerous joint actions, such as strikes and demonstrations were articulated, strengthening the bonds of solidarity between workers and enabling them to take a greater role in the process. The thesis is based on fourteen interviews with workers in the cordones and the nationalized industries of the period as well as an extensive reading of the union and political press.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-10-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.