• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2014.tde-21012015-125422
Documento
Autor
Nome completo
Georgia Pereira Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Iokoi, Zilda Marcia Gricoli (Presidente)
Assis, Francisco Pinheiro de
Brites, Olga
Queiroz, Renato da Silva
Sant'Anna, Sérgio Bairon Blanco
Título em português
'Brasivianos': culturas, fronteiras e identidades
Palavras-chave em português
Brasiviano
Culturas
Fronteiras
Identidades
Resumo em português
A tese privilegiou o estudo das trajetórias de famílias seringueiras, na entrefronteiras de áreas da Amazônia Sul-Ocidental: Estado do Acre (Brasil) e o Departamento de Pando (Bolívia). Os dados obtidos em quatro anos de pesquisa revelam um contexto de articulações entre culturas neste espaço constituindo identidades sob um eco silencioso da teia social de homens e mulheres nos interstícios latino-americanos dos Rios Abunã e Acre. Assim, a investigação sobre a experiência sociocultural destes sujeitos a partir da conjuntura do deslocamento de trabalhadores brasileiros para os seringais bolivianos como parte do processo de internacionalização dos conflitos sócio agrários do Brasil, em particular da Amazônia, mais evidente nas décadas de 1970 de 1980. Isto possibilitou uma leitura específica acerca das fronteiras brasileiras, nomeadamente, da zona fronteiriça interamericana e amazônica para além das dimensões jurídicas e políticas de Soberania Nacional, por entender que a região fronteiriça em estudo faz parte do/no universo da tradição do seringueiro, sem perder de vista que atravessar a fronteira nas condições vivenciadas por este trabalhador, resultou não apenas em ser um estrangeiro, mas, em um sem-direito. Desta forma, foi possível reconhecer as representações sobre cultura, fronteira e identidade elaboradas pelos próprios sujeitos amordaçados ou não pelos silêncios nas entre-condições do vivido em razão das implicações geopolíticas, econômicas, sociais e culturais. Para tanto, foi considerado a diversidade cultural e histórica como lócus que implicou pensar as diferenças, mas, também as trocas e negociações culturais. Isto conduziu a pesquisa aos postulados, especialmente, de Homi Bhabha que conclui a cultura como um lócus de um processo de ambiguidades histórico. Neste sentido, a tese aponta os entrelugares fronteiriços que localizam os chamados brasivianos na primeira década do século XXI como campos de possibilidades que permitiu analisar as temporalidades dos encontros e desencontros das experiências constituídas ao longo da história. Este processo é percebido no contexto do inicio do século XXI em razão do reconhecimento e da organização das comunidades de Arroyo Seco e Los Angeles, colocado em prática pelos governos: brasileiro e boliviano com a assinatura do Acodo Bilateral/2008. Portanto, estas traduzem sob o enfoque da dinâmica social, as divisões e interações de brasivianidade nas Amazônias e expõem que o Brasiviano é acima de tudo uma forma de expressar a entre-condição de homens e mulheres como sujeitos participantes de um processo de alteridade e hibridização representantes dos espaços interamericanos e amazônicos
Título em inglês
'Brasivianos': cultures, frontiers and identities
Palavras-chave em inglês
Borders
Brasivianos
Cultures
Identities
Resumo em inglês
The thesis focused the study of the trajectories of families rubber in between the borders of areas of Southwestern Amazonia: State of Acre (Brazil) and the Department of Pando (Bolivia). The data from four years of research reveal a context of connections between cultures in this space constituting identities under a silent echo of the social network of men and women in Latin American Rivers interstices of Abunã and Acre. Thus, research on the sociocultural experience of these subjects from the situation of Brazilian workers to shift Bolivian rubber as part of the internationalization of agrarian social conflicts of Brazil, particularly in the Amazon, most obvious process in the 1970s, 1980. this allowed specific about the borders of Brazil, namely, inter-American and Amazonian border area beyond the legal and political dimensions of National Sovereignty reading, understanding that the border region under study is part of the universe in the tradition of rubber, without losing view that cross the "border" conditions experienced by this worker, resulted not only in an alien, but a "no-right". Thus, it was possible to recognize the representations of culture, identity and border drawn by the subjects themselves or not muzzled by the "silences" in-between the living conditions because of geopolitical, economic, social and cultural implications. Therefore, it was considered the cultural and historical diversity as a locus which involved understanding the differences, but also cultural exchanges and negotiations. This research led to the postulates, especially Homi Bhabha concludes that culture as a locus of a process of historical ambiguities. In this sense, the thesis points out the border between places located so-called "brasivianos" in the first decade of this century as a field of possibilities that allowed us to analyze the temporalities of the comings and goings of the experiences recorded throughout history. This process is perceived in the context of the beginning of the XXI century due to recognition of the organization and the communities of Arroyo Seco and Los Angeles, put in place by governments: Brazilian and Bolivian with the signing of the Bilateral Acodo / 2008. Therefore, these translate from the standpoint of social dynamics, "di-visions" and interactions brasivianidade the Amazons and expose the Brasiviano is above all a way of expressing the condition between men and women as individuals participating in a process alterity of hybridization and representatives of inter-American and Amazonian areas
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.