• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2014.tde-20012015-160601
Documento
Autor
Nome completo
José Pereira da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Leonzo, Nanci (Presidente)
Aquino, Maria Aparecida de
Benevides, Cezar Augusto Carneiro
Borges, Fernando Tadeu de Miranda
Tomasevicius Filho, Eduardo
Título em português
Trapistas no Brasil
Palavras-chave em português
Cisterciense
Monge
Mosteiro
Trapista
Vale do Paraíba
Resumo em português
Os Trapistas no Brasil é o objeto do nosso trabalho. A primeira experiência trapista no Brasil ocorreu no início do século XX no Vale do Paraíba Paulista. Monges Trapistas franceses deram início ao Mosteiro Nossa Senhora de Maristela, na cidade de Tremembé, estado de São Paulo. Passou a ser também a primeira Trapa da América do Sul. Com esse mosteiro, houve o início da vida e da tradição monástica cisterciense no Brasil. No Vale do Paraíba, revolucionaram a agricultura com modernas técnicas agrícolas, principalmente na rizicultura, e prestaram também relevantes serviços no campo socioeclesial. Posteriormente, com o regresso destes para Europa, houve, em 1977, a fundação do Mosteiro Trapista Nossa Senhora do Mundo, no estado do Paraná. A relação entre o primeiro Mosteiro Trapista no Brasil, fundado no início do século XX, e o segundo Mosteiro, Nossa Senhora do Novo Mundo, iniciado em 1977, mostra que o passado e presente caminham nessa relação: a ponte entre história e memória. O passado e a sua relação com ele são elementos centrais da identidade da Ordem Cisterciense da Estrita Observância
Título em inglês
Trappist in Brazil
Palavras-chave em inglês
Cistercian
Monastery
Monk
Paraíba Valley
Trappist
Resumo em inglês
The Trappists in Brazil is the aim o four assignment. The first Trappist experience in Brazil happened in the beginning of the XX century in the region of Paraíba Valley. French Trappist monks started the Monastery of Our Lady Maristela, in Tremembé city state of São Paulo. It also became the first Trapa of South America. With this monastery, we had the beginning of Cistercian monastic life and tradition in Brazil. In the region of Paraíba Valley, modern agricultural techniques were revolutionized, especially in rice growing; they also provided relevant relevant services in the church social field . Later, with the return of these to Europe in 1977, we had the foundation of the Trappist Monastery of Our Lady of the New World, in the state of Paraná. The relationship between the first Trappist Monastery in Brazil, founded in the early twentieth century, and the second Trappist Monastery of Our Lady of the New World, which started in 1977, shows that the past and present walk together, the bridge between history and memory. The past and its relationship with it are core elements to the identity of the Cistercian Order of Strict Observance
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.