• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2013.tde-13082013-144044
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Amaral de Aguiar
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Eugênio, Marcos Francisco Napolitano de (Presidente)
Capelato, Maria Helena Rolim
Compagnon, Olivier
Gervaiseau, Henri Pierre Arraes de Alencar
Motta, Rodrigo Patto Sá
Título em português
O Chile na obra de Chris Marker: um olhar para a Unidade Popular desde a França
Palavras-chave em português
Anos 1960 e 1970
Chris Marker
Cinema político
Circulação de ideias políticas
Revolução cubana
Unidade popular
Resumo em português
Este trabalho analisa filmes do cineasta Chris Marker que indagaram sobre a Unidade Popular do Chile nos anos 1970. Entre as produções abordadas, estão duas que foram remontadas a partir de documentários chilenos feitos durante o governo de Salvador Allende: La première année (1973) e On vous parle du Chili: ce que disait Allende (1973). Além disso, mais três filmes desse realizador se dedicaram ao tema: La Spirale (1976), Lambassade (1974) e O fundo do ar é vermelho (1977). Por meio do estudo dessa filmografia, identificaram-se quais foram as estratégias narrativas utilizadas e qual foi o discurso político sobre a chamada experiência chilena que essas estratégias elaboraram. A reflexão sobre o corpus permitiu verificar que o interesse por esse processo, visto desde a França, emergiu do espaço deixado pelas frequentes desilusões diante de uma referência política anterior, igualmente vinda da América Latina e que havia motivado os debates da esquerda francesa na década de 1960: a Revolução Cubana. Assim, optou-se por incluir também na pesquisa produções markerianas que nasceram do contato entre esse realizador e o Instituto Cubano del Arte e Industria Cinematográficos (ICAIC): Cuba si (1961), La bataille des dix millions (1970), On vous parle du Brésil: tortures (1969) e On vous parle du Brésil: Carlos Marighela (1970). A análise dos filmes elencados revela que, durante os anos da UP no poder, houve uma vontade de aproximação entre Chile e França que valorizava os caminhos empregados pela via chilena ao socialismo, apontando-os como possibilidades para uma Nova Esquerda europeia. Porém, com o golpe de Estado de 1973, essa postura passou por uma revisão, e a experiência chilena serviu à elaboração de leituras que apontassem um legado e lições que poderiam ser retirados da queda da Unidade Popular. Nesse sentido, as produções de Marker fazem uma denúncia das ações da direita que derrubaram Allende, bem como constroem uma visão autocrítica que indica os erros cometidos pela própria esquerda que possibilitaram essa derrota. Essa tentativa de atribuir um legado e lições buscava responder sobretudo aos anseios de uma esquerda francesa que dispunha de um programa comum de governo fortemente inspirado naquele da UP chilena, mas que deveria ser submetido a uma revisão após o fracasso de sua referência latinoamericana. Sob essa visão, esta tese propõe um estudo voltado à circulação de ideias culturais e políticas entre América Latina e França, que delega ao continente um papel central nessa relação durante os anos 1960 e 1970 e a Chris Marker a função de um mediador cinematográfico.
Título em inglês
The Chile in the Chris Markers work:a look at the Popular Unity government from France
Palavras-chave em inglês
Chris Marker
Circulation of political ideas
Cuban revolution
Political cinema
Popular unity
The 1960s and the 1970s
Resumo em inglês
This work analyses the Chris Markers films that inquired about the Popular Unity in the 1970s. Among the productions approached, two of them have been reassembled from other Chilean documentaries that had been made during the Salvador Allendes government: La première année (1973) and On vous parle du Chili: ce que disait Allende (1973). Furthermore, three other films by Chris Marker have analysed this subject: La Spirale (1976), The embassy (1974) and The grin without a cat (1977). By studying his filmography, this research could identify the narratives strategies that had been used by the director, as well as the political discourse elaborated by them. The reflections about the corpus allowed verify how the interest for this Chilean process, viewed from France, has emerged from an empty space left by the usual delusion given by an earlier reference that had motivated the French left during the 1960s, also gone from Latin-American: the Cuban Revolution. So, we chose to also include in the research the Markers productions came from the relationship between this director and the Instituto Cubano del Arte e Industria Cinematográficos (ICAIC): Cuba si (1961), La bataille des dix millions (1970), On vous parle du Brésil: tortures (1969) and On vous parle du Brésil: Carlos Marighela (1970). The analysis of the films-selected shows that, during the UPs years in the power, there was a wish to approach Chile and France by valorising the Chileans way to the socialism and pointing it as a possibility to the European New Left. However, after the coup détat in 1973, this attempt has been revised and the Chilean experience has been used to elaborate lectures that pointed a legacy and lessons from the follow of Popular Unity. In this sense, the Markers productions denounce the rights actions to overthrow Allende, as well as built a self-criticism vision to indicate the lefts mistakes that had collaborated to the defeat. This wish to show a legacy and lessons has dialogued with the expectations of a Frenchs left that had have a common government programme tightly inspired in the Chileans UP ones, but that has required a revision after the failure of its Latin-American reference. From this point of view, this thesis proposes a study based on the circulation of cultural and political ideas between Latin American and France that delegated to this continent a central role in this relationship during the 1960s and the 1970s, and assigned to Chris Marker the function of a cinematographic mediator.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-08-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.