• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2011.tde-11122012-122402
Documento
Autor
Nome completo
Arnor da Silva Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Iokoi, Zilda Marcia Gricoli (Presidente)
Correa, Valmir Batista
Queiroz, Renato da Silva
Título em português
Mundos de Silvino Jacques: terra, banditismo rural, poder e sociedade na fronteira oeste do Brasil (1929-1939)
Palavras-chave em português
Banditismo
Coronel
Fronteira
Poder
Silvino Jacques
Terra
Resumo em português
A trajetória de Silvino Jacques e o contexto histórico do qual fez parte são a razão deste estudo. Da Fronteira Oeste no Estado do Rio Grande do Sul, onde começou a agir como proscrito, à sua atuação na Fronteira Oeste na parte Sul de Mato Grosso, Jacques, eliminado em 1939, incorporou mundos controversos nos quais se inserem sua conduta legalista no combate ao Movimento Constitucionalista de 1932, seus contatos com os revolucionários do movimento comunista de 1935 e suas práticas fora dos parâmetros legais do Estado Nacional. A abordagem considera aspectos fundiários, coronelismo, campesinato e suas vertentes política, social e econômica à época em que o governo federal visava centralizar a violência no combate a bandidos, bandoleiros e revolucionários. O período estudado, 1929-1939, corresponde a um Brasil que caminhava entre os mundos pré-capitalista e capitalista, com adequações e alterações, num ambiente que até então se caracterizava pela fragilidade das instituições e pelo mandonismo dos chefes paroquiais. Sobre a análise da estrutura fundiária do Sul do antigo Mato Grosso na década de 1930, Edward Palmer Thompson foi uma valiosa referência neste estudo. A teoria do bandido social criada por Eric J. Hobsbawm é aqui explicada de acordo com posicionamentos de pesquisadores que fizeram inserção crítica a partir daquela formulação hobsbawmiana. Enfocamos as rebeldias pré-organização política que se configuraram como os primeiros movimentos de contestação do poder estabelecido a serviço de interesses hegemônicos. Fizemos análise diferencial do comportamento considerado banditista na Fronteira Oeste em relação a outras partes do país, o cangaço no Sertão nordestino, por exemplo. Ressaltamos os propósitos do cangaço no Nordeste brasileiro em comparação com o banditismo na Fronteira Oeste.
Título em inglês
Worlds of Silvino Jacques: land, rural banditry, power and society in the West Border of Brazil (1929-1939)
Palavras-chave em inglês
Banditry
Boundary
Land
Political chief
Power
Silvino Jacques
Resumo em inglês
The trajectory of Silvino Jacques and his historical context of which he made part are reason for this study. Outcast of the West Border, in the State of Rio Grande do Sul, where he started acting like an outlaw man for his role in West Border in the southern part of Mato Grosso, Jacques, eliminated in 1939, incorporated controversial worlds, in which inserts his conduct in the legalistic combat Constitutionalist Movement and practices outside the legal parameters of the Nation State. The approach considers aspects of land, political chiefs, peasantry and the political, social and economic practices, to the time when the federal government sought to centralize the violence in fighting bandits, brigands and revolutionaries. The study period is 1929-1939, corresponding to a Brazil which walked between the precapitalist and capitalist worlds, with adjustments and changes in an environment that until then was characterized by weak institutions and parish heads. On the analysis of the agrarian structure of the old South Mato Grosso in the 1930s, Edward Palmer Thompson was a valuable reference in this study. The theory of the social bandit, created by Eric J. Hobsbawm, was explained according to researchers who have made placements critical insertion from that hobsbawmiana formulation. We focus on the rebellions pre-political organization that constitute the first movements of contestation of the established power in the service of hegemonic interests. We analyzed the differential behavior in the practices attributed to the bandits in the West Border in relation to other parts of the country, banditry in the Northeast, for example. We emphasize the purposes of banditry in the Northeast of Brazil compared to banditry in the West Frontier.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-12-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.