• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2016.tde-09052016-124356
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Guimarães Sousa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Título em português
Tertúlias Moçambicanas: periódicos de cultura, literatura e construção nacional em Moçambique pós-independência (1978-1986)
Resumo em português
Ao assumir o controle de Moçambique após uma década de luta armada contra Portugal em 1974, a Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) enxergava a experiência durante o combate (especialmente a organização e administração das chamadas zonas libertadas) como um guia para o governo. As questões relativas ao ideal de formação nacional moçambicana pós-independência se fundamentavam em uma perspectiva de modernização não só política, mas também social e cultural. No entanto, tal visão de nação não foi inconteste fora ou mesmo dentro das estruturas frelimistas. As fraturas, disputas e dissonâncias na configuração e construção de identidade(s) em Moçambique após a independência emergiram ao espaço público nos anos subsequentes, e são o ponto principal da dissertação. A partir da análise de periódicos de cultura moçambicanos, questiono se o projeto homogeneizante do Partido FRELIMO era de fato hegemônico, não só entre as populações rurais, como frequentemente argumentado, mas mesmo dentro das bases de sustentação urbanas. Tomados como fontes e como objetos da pesquisa, os periódicos de cultura, em especial a Gazeta de Artes e Letras, parte integrante da revista semanal Tempo, e a página Diálogo, presente no jornal Notícias da Beira, representam uma importante iniciativa dos intelectuais moçambicanos de tentar promover debates sobre múltiplos aspectos da construção nacional que se seguiu à revolução. Estes periódicos serviram, então, como tertúlias em um tempo de comícios, abrindo espaço para a vocalização de descontentamentos em relação aos rumos do modelo de país e cidadão propostos (ou impostos) pela FRELIMO.
Título em inglês
Mozambican gatherings: culture journals, literature and nation-building in post-independent Mozambique (1978-1986)
Resumo em inglês
By taking control of Mozambique after a decade of armed struggle against Portugal in 1974, FRELIMO saw the experience during combat (especially the organization and administration of the so called liberated zones) as a guide to the government. The issues concerning the ideal of nation-building after independence were dealt based on a perspective of not only political, but also social and cultural modernization. However, that nations vision was not unchallenged outside or even within the FRELIMO structure. Fractures, disputes and discords in the configuration and construction of identity(ies) in Mozambique after independence emerged to public space in 1980, and are the main point of the dissertation. From the analysis of Mozambican cultural journals, I question whether the homogenizing project of FRELIMO Party was in fact hegemonic, not only amongst the rural populations, but even within its urban support base. Studied as sources and as research objects, the cultural journals, particularly the Gazeta de Artes e Letras (Arts and Letters Gazette), part of the weekly magazine Tempo, and the session Diálogo (Dialog), firstly a part of the newspaper Notícias da Beira, represent an important initiative of Mozambican intellectuals trying to promote discussions on various aspects of nation-building that followed the revolution. These periodicals served then as spaces for debate in a time of rallies, allowing the voicing of grievances over the direction of both the models of country and citizen proposed (or imposed) by FRELIMO.
 
Data de Publicação
2016-05-09
 
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.