• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2009.tde-09032009-171024
Documento
Autor
Nome completo
Ivan Ducatti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Silva, Marcos Antonio da (Presidente)
Cavenaghi, Airton José
Coggiola, Osvaldo Luis Angel
Martins, Sueli Terezinha Ferreira
Tomelin Junior, Nelson
Título em português
A hanseníase no Brasil na era Vargas e a profilaxia do isolamento compulsório: estudos sobre o discurso científico legitimador
Palavras-chave em português
Capitalismo monopolista
Estado
Hanseníase
Irracionalismo
Isolamento compulsório
Resumo em português
A partir da década de 1930, no Brasil, o isolamento compulsório de portadores de hanseníase passou a ser política de Estado. O isolamento compulsório só seria necessário, naquele momento, conforme a opinião dos profissionais de saúde que não concordavam com a segregação de doentes, em casos extremos de infecção. À medida que a cura medicamentosa tornouse uma realidade, os argumentos para o isolamento enfraqueciam, no entanto, o isolamento se manteve até 1967. O período em que se inicia o isolamento estatal é marcado por fortes questões totalitárias, sendo o nazi-fascismo o seu auge. Essas idéias, baseadas na decadente filosofia irracionalista, não deixaram de influenciar o pensamento intelectual brasileiro, que ajudou a legitimar uma série de ações de governo, como o isolamento compulsório e indiscriminado. Porém, o período em questão também significou, para o Brasil, a formação do Estado capitalista monopolista, por intermédio do qual não só se controla a classe trabalhadora pela força (opressão), mas se garante a força de trabalho para a nova dinâmica de extração de mais-valia (exploração). A Saúde Pública é um aparato de Estado. Com Vargas, esta se torna um mecanismo real de controle da classe trabalhadora na formação do monopolismo no Brasil.
Título em inglês
The leprosy in Brazil in Vargas government and prophylaxis of compulsory isolation: studies on the scientific discourse legitimising
Palavras-chave em inglês
Compulsory isolation
Irrationalism
Leprosy
Monopolist Capitalism
State
Resumo em inglês
In Brazil, since the 1930´s, the compulsory isolation of leppers became a State policy. According to Health Public professinals who were against the segregation of the deseased, at that moment, the compulsory isolation would be a social need only for extreme infectious cases. As medicine cure became a reality, arguments for isolation started failing, but the isolation itself ended in 1967. The period in which state isolation is stablished is strongly stained by totalitarian issues, and the nazi-fascism is its highest point. Those ideas, based upon the decaying irrational philosophy, have also been an influence on Brazilian intellectuality, which contributed towards the compulsory and indiscriminate isolation. For Brazil, such period also meant the making of its monopolist and capitalist State, whose profile is the ruling force on working class (opression), and its sustainance (exploitation), as tools for the new coming plus-value extracting dynamics. Public Health is a govern apparatus, which, with Vargas, is a concrete mechanism for the making of Brazils Monopolism.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
IVAN_DUCATTI.pdf (1.04 Mbytes)
Data de Publicação
2009-03-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.