• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Gabriel Passetti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Prado, Maria Ligia Coelho (Presidente)
Florenzano, Modesto
Freitas Neto, José Alves de
Junqueira, Mary Anne
Vilardaga, Stella Maris Scatena Franco
Título em português
O mundo interligado: poder, guerra e território nas lutas na Argentina e na Nova Zelândia (1826-1885)
Palavras-chave em português
Argentina
Barbárie
Civilização
Império britânico
Nova Zelândia
Relato de viagem
Resistência nativa
Resumo em português
Esta tese analisa as relações entre indígenas e criollos estabelecidas na Argentina e as entre os Maori e os pakeha na Nova Zelândia, entre as décadas de 1820 e 1880. Suas fontes são relatos de viagens, cartas, relatórios, petições, abaixo-assinados, leis e tratados de paz. São acompanhadas as transformações ocorridas no período, traçados os diferentes projetos dos grupos em luta pelo poder político, as aproximações e distanciamentos, e as estratégias de Caciques e Chefes para participar e controlar as redes de trocas, e evitar a perda de poder e territórios. A análise da atuação britânica permitiu estabelecer conexões entre regiões distantes no espaço, mas próximas quanto às situações vividas. A comparação entre uma colônia do Império Britânico e uma república recém-independente permitiu a compreensão da circulação de ideias, pessoas e produtos e a consolidação de imagens e de discursos que estabeleciam diferenças entre anglicanos e católicos, monarquistas e republicanos. Diante da expansão liberal, tanto os indígenas pampeanos quanto os Maori da Nova Zelândia superaram tradicionais rivalidades e tentaram expulsar criollos e pakehas. Quando foram associados à barbárie por colonos, militares e governantes, enfrentaram os exércitos, armados com os mais recentes e eficientes inventos da guerra, do transporte e da comunicação. Combatidos por estratégias etnocidas ou genocidas, foram derrotados, tiveram seus territórios anexados às jurisdições, terras inseridas nos mercados, e as próprias existências independentes suprimidas
Título em inglês
Connected worlds: political power, war and territory in the struggles in Argentina and New Zealand (1826-1885)
Palavras-chave em inglês
Argentina
Barbarism
British empire
Civilization
Native resistance
New Zealand
Travel writing
Resumo em inglês
a quick turn on the next years. One of the major objectives of the research is the comprehension of , and freedom, and joining in trade networks. The comparison between a British white settler colony and a republic, and Salinas Grandes in Argentina. Associated by settlers, and their own existences as independent were suppressed. The sources analyzed were travel accounts, and willing to defend their own authority, as the King Movement in New Zealand, as whell as the Maori and pakeha in New Zealand, claim, exposed how ideas, from 1826 to 1885. During this time, laws and peace treaties., letters, military and the government to barbarism, native Chiefs united themselves in organized resistance confederations, people and products circulated through the globe. Facing major liberal interests in their lands, recently independent, reports, social and commercial relations between the indigenous peoples of Argentina and the criollos, sovereignty, the political power balance changed from a clear native superiority, their land to the markets, then, they lost their territory to official government jurisdiction, they were attacked by professional armies and their modern guns, This research are focused on comparisons on political, to a draw in the 1850s and, transports and communication. Beaten by ethnocide or genocide strategies
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-11-08
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • PASSETTI, Gabriel. A (re)construção de um império: os britânicos e sua expansão no século XIX. Inter Relações [online], 2011, vol. 34. [acesso 2011-10-05]. Disponível em : <http://www.fasm.edu.br/interrelacoes/34/001.html>
  • PASSETTI, Gabriel. Conquista nada pacífica. Revista de História da Biblioteca Nacional [online], 2012, n. 84, p. 31-31. [acesso 2012-08-08]. Disponível em : <http://www.revistadehistoria.com.br/secao/capa/conquista-nada-pacifica>
  • PASSETTI, Gabriel. A América Latina como símbolo do fracasso da colonização ibérica em “civilizar os nativos”. In Anais do XIX Encontro Regional de História - ANPUH-SP [online], São Paulo, 2008. São Paulo : ANPUH, 2008. ISBN 9788598711. [acesso 2011-10-05]. Disponível em : <http://www.anpuhsp.org.br>
  • PASSETTI, Gabriel. A América Latina e os britânicos na primeira metade do século XIX. In IV Simpósio América Latina e as Relações Internacionais, São Paulo, 2010.
  • PASSETTI, Gabriel. A Argentina e o Império Britânico, a barbárie e a civilização no relato de Robert FitzRoy. In Programação e Caderno de Resumos, Goiânia, 2010. Goiânia : ANPHLAC, 2010. p. 30-31. ISBN 9788561621.
  • PASSETTI, Gabriel. A colonização da barbárie: estratégias para a criação de tensões em zonas de contato. In X Encontro Internacional da ANPHLAC, São Paulo, 2012.
  • PASSETTI, Gabriel. Circulação de ideias e práticas de combate a nativos no séc. XIX, comparações de resistências. In XXI Encontro Regional de História, Campinas, 2012.
  • PASSETTI, Gabriel. Civilização britânica, barbáries americanas: a passagem de RobertFitzRoy e o Beagle pela Argentina. In Anais Eletrônicos do VII Encontro Internacional da ANPHLAC [online], Campinas, 2006. Campinas : ANPHLAC, 2006. [acesso 2012-05-10]. Disponível em : <http://anphlac.org/upload/anais/encontro7/gabriel_passetti.pdf>
  • PASSETTI, Gabriel. Civilization, barbarism and land expansion: contact zones in Argentina and New Zealand (1826-1885). In Cities, Memories and the Challenges of the Future: An Interdisciplinary Symposium on Latin America, Auckland, 2009.
  • PASSETTI, Gabriel. De entreposto a anti-modelo de colonização: a América do Sul entre a Inglaterra e a Oceania-déc 1830. In Anais Eletrônicos do VIII Encontro Internacional da ANPHLAC [online], Vitória, 2008. Vitória : ANPHLAC, 2008. ISBN 9788561621. [acesso 2012-05-10]. Disponível em : <http://anphlac.org/upload/anais/encontro8/gabriel_passetti.pdf>
  • PASSETTI, Gabriel. Expedições marítimas, interesses comerciais e caça às focas: indígenas, ocidentais e meio ambiente. In História Ambiental e Cultura da Natureza: resumos do IV Simpósio da SOLCHA, Belo Horizonte, 2008. Diamantina : Maria Fumaça, 2008. p. 126-126. ISBN 9788588004.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.