• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2018.tde-25092018-130755
Documento
Autor
Nome completo
Jussara França de Azevedo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Arruda, Jose Jobson de Andrade (Presidente)
Costa, Hernani Maia
Ferlini, Vera Lucia Amaral
Honorato, Cezar Teixeira
Serrath, Pablo Oller Mont
Título em português
Política tarifária e indústria no Império Brasileiro (1840 - 1889)
Palavras-chave em português
Associação
Indústria
Livre-câmbio
Protecionismo
Tarifa
Resumo em português
A tese demonstra a conformação do pensamento protecionista industrial no Brasil durante o Segundo Reinado. Tal pensamento, que se manifestava em ação ou projetos de ação por parte de determinado grupo, consolidou-se com a formação da Associação Industrial do Rio de Janeiro. Apreende-se, portanto, a formação desse pensamento protecionista e a atuação de um grupo que buscava tarifas alfandegárias que protegessem a indústria nacional. Esse grupo, o pensamento por ele defendido e suas ações se consolidaram na década de 1880. A análise será feita a partir da década de 1840, a fim de expor a configuração do pensamento protecionista proposta na Tarifa de 1844, assim como a luta da seção da indústria fabril para se alcançar Tarifas Alfandegárias que protegesse a indústria, até chegar ao confronto com os ideários da Associação Industrial do Rio de Janeiro nas décadas de 1870-1880. Almeja-se demonstrar que esta entidade apregoa uma inovação, com o intento de servir como uma bandeira a favor da indústria fabril em torno de uma política tarifária contrária ao pensamento do Império na época. Pretende-se compreender, o motivo pelo qual a indústria fabril não conseguiu o apoio necessário para o seu desenvolvimento. Pretende-se expor no decorrer desta obra os políticos e/ ou intelectuais que articulam a favor ou contra a indústria fabril com o propósito de se definir as razões do atraso do desenvolvimento da indústria no Império. A Associação Industrial do Rio de Janeiro era uma entidade burguesa que discutia as Tarifas Alfandegárias a fim de especificar suas deficiências com o intuito de influir na dinâmica econômica do Império. E assim, demarcar seus interesses e interferir com propostas que pudessem favorecer os industriais que se congregaram nesta entidade, alardeando uma proposta protecionista com o intuito de ser uma alternativa para o desenvolvimento econômico do Império.
Título em inglês
Tariff policy and industry in the Brazilian Empire (1840 -1889)
Palavras-chave em inglês
Association
Free-trade
Industry
Protectionism
Rate
Resumo em inglês
The thesis demonstrates the conformation of industrial protectionist thought in Brazil during the Second Reign. This thought, which manifested itself in action or projects of action by a certain group, consolidated itself with the formation of the Industrial Association of Rio de Janeiro. Thus, the formation of this protectionist thought and the action of a group that sought tariffs that protected the national industry, is therefore seized. This group, the thought he defended and his actions consolidated in the 1880s. The analysis will be made starting in the 1840s, in order to expose the configuration of the protectionist thinking proposed in the Tarifa of 1844, as well as the struggle of the section of the manufacturing industry to achieve Customs Tariffs that would protect the industry, until confronted with the ideas of the Industrial Association of Rio de Janeiro in the 1870s and 1880s. It is hoped to demonstrate that this entity proclaims an innovation, with the intention to serve as a flag in favor of the factory industry around a tariff policy contrary to the thought of the Empire at the time. It is intended to understand, the reason why the manufacturing industry did not get the necessary support for its development. It is intended to expose in the course of this work the politicians and / or intellectuals who articulate for or against the manufacturing industry with the purpose of defining the reasons for the delay of the development of the industry in the Empire. The Industrial Association of Rio de Janeiro was a bourgeois entity that discussed the Customs Tariffs in order to specify their deficiencies in order to "influence" the economic dynamics of the Empire. And so, demarcate their interests and interfere with proposals that could favor the industrialists who congregated in this entity, boasting a protectionist proposal with the intention of being an alternative for the economic development of the Empire.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.