• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2010.tde-25082010-222316
Documento
Autor
Nome completo
Ailton Jose Morelli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Moura, Esmeralda Blanco Bolsonaro de (Presidente)
Camargo, Celia Reis
Müller, Verônica Regina
Rezende, Darcilene Sena
Silva, Marcos Antonio da
Título em português
Memórias de infância em Maringá: transformações urbanas e permanências rurais (1970/1990)
Palavras-chave em português
História das crianças
História de Maringá
História do Paraná
Memória de infância
Resumo em português
O objetivo desta pesquisa é a análise das memórias de infância durante a urbanização da cidade de Maringá, entre 1970 e 1990. A cidade de Maringá foi fundada no final da década de 1940, integrando a colonização do Norte do Paraná. Nas duas décadas seguintes, as características da cidade ficaram mais definidas. Maringá tornou-se centro de distribuição de bens e de prestação de serviços para a região, contando com investimentos empresariais e escritórios regionais de vários órgãos do governo estadual. Além disso, com o avanço do plantio de soja e outros produtos agrícolas, a produção de café deixou de ser a principal fonte econômica da cidade. Até o início da década de 1970, houve um crescimento demográfico expressivo, registrando-se cerca de 130 mil habitantes. Em 1967, foi elaborado, sob orientação do governo estadual, o Plano Diretor de Desenvolvimento que constatou a adiantada urbanização da região central de Maringá e a necessidade de ações públicas urgentes nas áreas periféricas. Para analisar como esse processo, desenvolvido entre 1970 e 1990, foi vivido pelas crianças da época, o uso de fontes orais demonstrou ser o mais indicado. As entrevistas foram realizadas com pessoas que moraram em Maringá no período analisado, nascidas entre 1960 e 1980. Seguiu-se uma distribuição geográfica de suas moradias, estratégia que permitiu uma visão mais ampla da cidade, inclusive da periferia. A abrangência das perguntas possibilitou uma análise da relação dos entrevistados com o seu cotidiano: moradia, alimentação, brincadeiras, trabalho, relações de vizinhança e dos adultos com as crianças; e com a cidade e os serviços oferecidos: saúde, educação, lazer, transporte, entre outros. O trabalho com as fontes orais, além de analisar como o processo complexo de urbanização da cidade ficou registrado na memória dos depoentes, ainda permitiu o aprofundamento na questão da formação da memória da infância nos adultos.
Título em inglês
Memories of childhood in Maringá: urban transformations and rural permanences (1970/1990)
Palavras-chave em inglês
Childhood memories
History of children
History of Maringá
History of Paraná
Resumo em inglês
This research analyzes childhood memories during the urbanization of the Brazilian city of Maringá between 1970 and 1990. The city was founded at the end of the 1940s as colonization spread to the northern part of Paraná, integrating that area with the rest of the state. Over the following two decades the citys characteristics grew more defined. Maringá became a distribution center for the regions goods and services, benefiting from entrepreneurial investment and the establishment of regional offices for various departments of state government. The expansion of soybean farming and the cultivation of new agricultural products reduced the citys economic dependence on the coffee crop alone. By the early 1970s Maringás population had rapidly expanded to around 130,000 inhabitants, an expansion closely identified with the states 1967 Direction Plan for Development addressing advancing urbanization in Maringás center and the necessity of urgent public action in peripheral areas. Analysing this process, developed between 1970 and 1990, through the eyes of children growing up during this era, the use of oral sources demonstrated being the most indicated. Interviews were conducted with persons born between 1960 and 1980 who lived in Maringá during the 1970-to-1990 study period. In order to provide a complete perspective, the interviewees were chosen from areas geographically distributed across the city, its periphery included. Interview responses permit an analysis of the relationship between the interviewees and factors shaping their everyday lives: housing, food and nourishment, work and play, relationship neighborhood and adult-figures; and also how the subjects interacted with the city as a whole and its various services health, education, leisure, and transportation, among others. The analysis of these oral sources, besides lending insight into the complexities of Maringás urbanization, also shows just how profoundly childhood recollections remain in memory and shape adult lives.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ajmorelliTESE.pdf (6.82 Mbytes)
Data de Publicação
2010-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.