• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Anderson José Pires
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Nozoe, Nelson Hideiki (Presidente)
Gallardo, Dario Horacio Gutierrez
Marcondes, Renato Leite
Motta, Jose Flavio
Saes, Flavio Azevedo Marques de
Título em português
"Café, finanças e bancos: uma análise do sistema financeiro da zona da Mata de Minas Gerais (1889-1930).
Palavras-chave em português
Cafeicultura
História Bancária
História Econômica
História Financeira
História Regional
Minas Gerais
Resumo em português
Este trabalho procura demonstrar a existência de um espaço econômico próprio e diferenciado que se organizou na economia cafeeira da zona da Mata de Minas no final do século XIX e início do século XX. Seu ponto de partida principal é a demonstração de que a partir de sua evolução estrutural interna, esta economia sofreu um importante processo de diversificação setorial de natureza urbano-industrial induzido fundamentalmente pela capacidade de dinâmica do seu setor agrícola voltado para o mercado externo. Dessa forma, a economia regional da Mata mineira se viu, no final do processo, dotada de uma economia extremamente diversificada e que tinha no setor industrial um dos seus componentes estruturais mais importantes. Além disso, deve ser lembrado que esta mesma economia, baseada no referido processo, conseguiu reunir as condições mais importantes para efetivar o movimento de transformação capitalista que caracterizou a economia brasileira no mesmo período. Outro aspecto importante da análise é o destaque dado às condições de financiamento para que este processo de transformação estrutural pudesse se dar. Partindo da demonstração da existência de um espaço financeiro na economia local, evidencia-se todo um universo de agentes, instituições e mercados que desempenharam uma função básica no interior do referido processo, permitindo a retenção e canalização de formas de poupanças locais nas infinitas oportunidades de investimentos gerados pela própria diversificação da economia local. Criava-se, assim, um circuito financeiro que envolveu a internalização dos fluxos financeiros gerados no interior da economia, das suas condições de oferta e procura por recursos monetários, a transferência intersetorial de recursos entre outro tantos componentes que permitem sua delimitação como espaço próprio.
 
Arquivos
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese.pdf (1.29 Mbytes)
Data de Publicação
2006-03-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.