• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2008.tde-29012009-114659
Documento
Autor
Nome completo
Flávia Ulian
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Scarlato, Francisco Capuano (Presidente)
Alves, Gloria da Anunciacao
Buitoni, Marisia Margarida Santiago
Castillo, Ricardo Abid
Lemos, Amalia Ines Geraiges de
Título em português
Sistemas de transportes terrestres de passageiros em tempos de reestruturação produtiva na região metropolitana de São Paulo
Palavras-chave em português
Circulação
Metrópole
Reestruturação produtiva
São Paulo
Transporte urbano
Resumo em português
Esta Tese foi formulada buscando responder a uma problemática central: a reestruturação produtiva induz a uma redefinição do sistema de transportes terrestres, tanto no que se refere à infra-estrutura quanto aos deslocamentos realizados por passageiros. O objetivo geral desta pesquisa é o estudo da configuração da rede de transporte e dos ritmos dos fluxos urbanos na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), observando que a reengenharia da produção a partir da década de 1990 alterou os fluxos e provocou novas demandas por transportes, configurando novos arranjos espaciais na metrópole. Sob a linha metodológica de análise da realidade pautada sobre os fenômenos empíricos, de dados estatísticos e conhecimento teórico dos fatos que ocorrem na RMSP, no que tange às suas atividades econômicas, utilizamo-nos das quatro categorias do método geográfico de análise do espaço: forma, função, estrutura e processo. A pesquisa nos proporcionou, através do estudo das infra-estruturas de transporte ferroviário, metroviário e rodoviário, o conhecimento da forma. A análise dos fluxos realizados nos proporcionou o entendimento da função. As políticas que determinam a infra-estrutura viária e influem na qualidade dos fluxos de passageiros compuseram a dimensão da categoria de análise estrutura, fundamental para que pudéssemos fazer a crítica ao sistema de transporte de passageiros da RMSP. O processo histórico permeou toda a pesquisa. À luz da subjetividade expressa nas entrevistas que realizamos, foi possível construir uma nova visão de nosso problema de pesquisa. Fazendo uso dessas categorias analíticas, procuramos compreender a nova organização do espaço metropolitano sob o viés das infra-estruturas de transporte e dos deslocamentos dos passageiros. A reestruturação produtiva significou nada mais do que a incorporação de novas técnicas ao trabalho e à gerência, que engendraram alterações na organização do espaço. Em tempos de reestruturação produtiva, verificamos a diminuição das atividades industriais e o crescimento de novas modalidades de serviços. Isto significa que, com a terceirização de tantas atividades que, em tempos fordistas, se concentravam na fábrica, multiplicaram-se as empresas prestadoras de serviços produtivos. Além disto, muitos outros serviços distributivos e sociais aumentaram e se disseminaram pelo espaço urbano. Através do estudo das vias férreas, metroviárias e rodoviárias, das modalidades de transporte que circulam por estas vias na RMSP, e ainda dos deslocamentos de passageiros, concluímos que desde a origem da estruturação da metrópole paulistana, a mobilidade e a acessibilidade foram ao mesmo tempo princípios e resultantes do processo de metropolização, fato que pode ser verificado pelo estudo histórico da relação entre a expansão da mancha urbana e a estrutura viária. Tendo importante participação em todas as etapas do processo de estruturação da metrópole, a mobilidade teve um papel indutor tanto no início da metropolização quanto no atual período, quando a RMSP passa por intensas transformações decorrentes do processo de reestruturação da produção. Os resultados de nossa pesquisa nos fizeram concluir que, notadamente em meados dos anos 1990, os sistemas de transportes metropolitanos iniciaram um processo de reorganização e modernização, acelerados nos anos 2000. A Tese apresenta dados que demonstram que a redefinição do padrão produtivo também redefiniu o padrão da circulação de passageiros na RMSP.
Título em inglês
Terrestrial passengers transport system in productive restructuration times in São Paulo metropolitan area
Palavras-chave em inglês
Productive reorganization
São Paulo
Urban transport
Resumo em inglês
This Thesis was formulated trying to answer to a central problem: the productive restructuration leads on a redefinition of the terrestrial transport system, concerning the infrastructure and the passengers displacements. The research general objective is the study of the shape transport network and the urban fluxes rhythmic in São Paulo Metropolitan Area, observing that the production reengineering after 1990 changed the fluxes and stimulated new transport demands, configuring new metropolis spatial arrangements. Under the methodological line of the reality analysis based on the empirical phenomena, statistical data and theoretical knowledge of the facts that occur in São Paulo Metropolitan Area, concerning to its economic activities, we use the four categories of the geographic analysis of the space method: form, function, structure and process. The research that we realized supplied, through the rail, underground and road infra-structure study, the knowledge of the form. The fluxes analysis supplied the function understanding. The politics that define the infra-structure and influence the passengers fluxes quality made up the analysis category of the structure, important to the passengers transport system critic that we have done. The historical process interposed all the research. The subjectivity expressed on the interviews we realized made a new vision of our research problem possible. Using the four analysis categories, we tried to understand a new metropolitan space organization under the obliquity of the transport infra-structure and the passengers displacements. The productive restructuration meant more than new techniques incorporation to labor and management, which expressed spatial organization changes. In productive restructuration times, we noticed a minimization of the industrial activities and the growth of some other services modalities. This means that, with so many activities that were transferred to a third company, which in Ford period were concentrated in the plant, the rendering companies of productive services had been multiplied. Moreover, many other distributive and social services had increased and had spread through the urban area. Through the study of the railway, subway and road, of the transport modalities that circulate in São Paulo Metropolitan Area, and still of the passengers displacements, we conclude that since São Paulo metropolis structural origin, mobility and accessibility had been, at the same time, principles and resultants of the metropolis formation process, fact that can be verified by the historical study of the urban area expansion and the road structure. Mobility had an inductive paper at the beginning of the metropolis formation and in the current period, when São Paulo Metropolitan Area passes for intense transformations decurrently of the process of production reorganization, having important participation in all the stages of the process of metropolis structural organization. The results of our research had shown that, in middle of years 1990, the metropolitan transport systems initiated a reorganization and modernization process, sped up in the 2000. We believe that the redefinition of the productive standard also redefined the standard of the passengers circulation in the São Paulo Metropolitan Area.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TESE_FLAVIA_ULIAN.pdf (49.21 Mbytes)
Data de Publicação
2009-01-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.