• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2011.tde-28022013-104911
Documento
Autor
Nome completo
Gustavo Francisco Teixeira Prieto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Custódio, Vanderli (Presidente)
Damiani, Amelia Luisa
Rizek, Cibele Saliba
Título em português
A sede do capital: o abastecimento de água em favelas da periferia da cidade do Rio de Janeiro
Palavras-chave em português
Abastecimento de água
Crise
Favela
Marxismo
Rio de Janeiro
Resumo em português
Esta pesquisa de Geografia Urbana objetiva analisar o abastecimento de água nas favelas da periferia da cidade do Rio de Janeiro no período da mundialização financeira do capital, principalmente no que se refere aos impactos da implantação de políticas públicas de saneamento, especialmente o Programa Favela Bairro, momento da realização da urbanização de favelas como negócio e do urbano como mercadoria. Compreendemos que viver sem água modifica substancialmente a vida cotidiana e demonstra a crise estrutural do capital. Em outras palavras, entendemos que a nova qualidade do capital contemporâneo é a destruição destrutiva, realizada pela lógica da valorização e da reprodução ampliada, a qual explicita a situação permanentemente crítica da sociedade. Para isso, desdobramos como a crise ecológica se apresenta como crise da água, sendo essa uma das aparências da crise do capital. Expomos nossa compreensão sobre os meandros da crise capitalista e verificamos como a gestão capitalista da água se apresenta em inúmeras metáforas e fetiches, particularmente ancorada no debate sobre a produção de novas raridades e de como os movimentos de transformação da água em mercadoria-água (o mercado de água potável) fundamentam um negócio e um comércio bastante lucrativos. A questão da precariedade do abastecimento de água em favelas na periferia carioca se apresentou como portadora das contradições desse processo. Assim, buscamos compreender como a produção do espaço urbano da Zona Oeste do Rio de Janeiro se realizou, especialmente os movimentos de transformação da urbanização de favelas e de loteamentos na periferia, e como estes se encontram nesse momento de dominância financeira do capital. Observamos então as ilusões da transparência e a ilusão da opacidade desse processo em que o aparelho do Estado, conceitos produzidos por parte da Academia e os meios de comunicação de massa reforçam esses fundamentos baseados no planejamento submetido à mercadoria. Esses processos substanciam a compreensão da situação permanentemente crítica em que se insere marginalmente o proletariado urbano das favelas e periferias da metrópole capitalista. O aparelho do Estado e as políticas públicas paliativas não universalizam e muito menos resolvem as inúmeras problemáticas que envolvem o saneamento. Essa dissertação busca, então, contribuir para a análise crítica da crise capitalista, apontar alguns porquês da sede do capital e contribuir com o debate marxista, especialmente na Geografia.
Título em inglês
The thirst of the capital: the water supply in the slum peripheries of the city of Rio de Janeiro
Palavras-chave em inglês
Crisis
Marxism
Rio de Janeiro
Slum
Water supply
Resumo em inglês
This research in Urban Geography aims to analyze the water supply in the slum peripheries of the city of Rio de Janeiro during the financial globalization of capital, especially with regard to the impacts of the implementation of public policies on sanitation, especially the Favela Bairro moment of the slum upgrading and urban as a business as merchandise. We understand that living without water substantially changes the everyday life and demonstrates the structural crisis of capital. In other words, we understand that the new quality of contemporary capital destruction is destructive, performed by the logic of value and expanded reproduction, which explains the situation constantly critical of society. To do this, unfold as the ecological crisis is presented as the water crisis, which is one of the appearances of the crisis of capital. We present our understanding of the intricacies of capitalist crisis and looked at how the capitalist management of water is present in numerous metaphors and fetishes, particularly anchored in the debate on the production of new rarities and how movements of transformation of water into merchandise-water (the drinking water market) an underlying business and a very profitable trade. The issue of precarious water supply in slums on the periphery of Rio de Janeiro introduced himself as the bearer of the contradictions of this process. Thus, we seek to understand how the production of urban space of the West Zone of Rio de Janeiro took place, especially the movements of transformation of slum settlements and in the periphery, and how they are this time of financial dominance of capital. We observed the illusions of transparency and the illusion of opacity of the process in which the state apparatus, concepts produced by the Academy and the media reinforce this plea submitted to the merchandise planning. These processes permanently substantiate the critical situation in which it operates marginally the urban proletariat from the slums and peripheries of capitalist metropolis. The state apparatus and public policies do not universalize palliative let alone solve the numerous problems involving sanitation. This paper seeks, then, to contribute to the critical analysis of capitalist crisis, pointing out some of the whys of the capital and seat contribute to the Marxist debate, especially in geography.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-02-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.