• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Raquel Rodrigues Lage
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Mamigonian, Armen (Presidente)
Martin, Andre Roberto
Rocha, Isa de Oliveira
Sabbatini, Fernando Henrique
Scarlato, Francisco Capuano
Título em português
A construção pesada brasileira
Palavras-chave em português
Construção pesada brasileira
Gênese e evolução da construção pesada
Grandes construtoras brasileiras
Grandes obras de engenharia do Brasil
Infraestruturas
Resumo em português
A construção pesada brasileira, setor produtor das rodovias, túneis, aeroportos, portos, ferrovias, metrovias, barragens, usinas hidrelétricas e obras de arte, pontes e viadutos - bens que compõem a infraestrutura nacional - além de dinamizar diretamente as demais indústrias, contribuir para ocupação da mão de obra e absorver conhecimento tecnológico, é também formadora de uma engenharia nacional de alta especialidade técnica, reconhecida e respeitada no mundo todo. Para se entender a pujança desta atividade industrial, parte-se da gênese histórica da construção pesada nacional e das grandes firmas. Verifica-se o funcionamento do setor, aspectos técnicos, jurídicos, econômicos, políticas, materiais, máquinas, pessoal e demanda. E, por fim, a distribuição espacial, localização de obras e empresas. A estruturação da construção pesada acompanha o processo da industrialização nacional, dinamizado, sobretudo, a partir dos anos 1930. De 1960 a 1970 o setor montado vive a expansão interna com o aumento da demanda e início da inserção no mercado regional. Após a desaceleração da demanda interna a partir dos anos 1980, as construtoras partem para concessões de serviços públicos e demanda externa de construção de obras pesadas. Mantém-se pela expansão via diversificação de atuação e multinacionalização, as quais tomam força a partir da década 1990. Com as políticas nacionais de privatizações passam a atuar as firmas em saneamento, telecomunicações, energia, petroquímicos, transportes, defesa, mineração, óleo e gás, bioenergia, mobilidade urbana, empreendimentos imobiliários, têxtil, naval. Nos anos 2000 consolidam-se como grandes grupos empresariais atuantes nos mais diversos setores econômicos e retomam com força às atividades de construção de infraestruturas internas estimuladas por novas demandas públicas. A partir dos anos 2010 inicia-se o reajuste do setor. O objetivo principal deste trabalho é o de compreender o setor da construção pesada brasileira sua consolidação, expansão e multinacionalização, a partir da combinação de aspectos naturais e sociais. Um setor complexo que atingiu preponderância regional e consagrado destaque mundial associado ao protagonismo de empresas, que começaram pequenas, cresceram, disputaram e ganharam mercados internacionais, demonstrando excelência.
Título em inglês
The Brazilian heavy construction
Palavras-chave em inglês
Brazil heavy civil or heavy engineering construction
Brazilian heavy construction
Brazilian heavy construction birth and evolution
Brazilian heavy contractors
Infrastructures
Resumo em inglês
Brazilian heavy construction, road, highways, railroads, underground, marine construction, bridges, tunnels, harbor and port facilities construction, dams, hydroelectric power plant construction infrastructure suppliers products - besides being important to the overall economy, pushing other industries, it contributes to job generation and technological knowledge, and it is also responsible for a high specialized national engineering, acknowledged and respect all over the world. To understand the strength of this sector, firstly the research follows historical data about beginning of Brazilian heavy construction industry and Brazilian main enterprises. Then how the sector works, technical activities, rules, laws and regulations, policies and practices, materials, equipments, labor and demand. Finally where main heavy constructions have been distributed and Brazilian contractors are located. Brazilian heavy construction sector increased while the national industrialization process was set down planning by political policies most since 1930. From 1960 to 1970 stimulated by public sector and assistance from the federal government and domestic demand Brazilian contractors reach technical skills make them ready to foreign market. When recession issues from the 1980s weaken some Brazilian industries, contractors start operating new segments as public service concessions merging more easily export policies. Consolidated in the 1990s whether by diversification due to privatization projects or multinationalization strategies. They have started business in sanitation, telecommunication, power, petrochemicals, transportation, defense, mining, oil and gas, bioenergy, building construction. In the 2000 already powerful organized corporations acting in many different economic activities, attracted by internal infrastructure demand, they come back where they had started. From 2010 sector has known little by little its breakdown. This text intends to understand Brazilian heavy construction its beginning, consolidations, development, distribution and internationalization, following natural and social aspects arrangement. A very complex sector which had a long time achieved regional leadership and worldwide acknowledgment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.