• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2007.tde-23042007-131621
Documento
Autor
Nome completo
Vicente Eudes Lemos Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Heidemann, Heinz Dieter (Presidente)
Costa, Rogerio Haesbaert da
Oliveira, Ariovaldo Umbelino de
Povoa Neto, Helion
Seabra, Odette Carvalho de Lima
Título em português
Mobilização e modernização nos cerrados piauienses: formação territorial no império do agronegócio
Palavras-chave em português
Agronegócio
Cerrados piauienses
Crise
Fronteira agrícola
Mobilização
Modernização
Resumo em português
Objetiva-se, nesse estudo, analisar os novos processos de modernização que se impõem nos cerrados piauienses produzidos pela presença da agricultura moderna. Tal movimento teve inicio nos anos 1970 com os primeiros projetos agropecuários e de reflorestamentos instalados através de incentivos fiscais e financeiros públicos, mais se consolida somente em meados dos anos 1990 com a ampliação do deslocamento de migrantes sulistas e de empresas do agronegócio para aquela área. Resultou dessa ocupação a apropriação privada de amplas parcelas de terras devolutas dos platôs planos onde havia uso comunitário pela população local, as quais são transformadas em mercadorias valorizadas no mercado imobiliário. As manifestações de mudanças aparecem tanto sobre o espaço agrícola que se altera diante da incorporação dos aparatos da técnica e da ciência tornando-se homogêneos, e sobre o espaço da cidade que ganha novas formas e funcionalidades. Tanto o rural quanto o urbano do sul do Estado do Piauí revelam os processos contraditórios da recente modernização, pois se transformam, simultaneamente, em espaços de produção de riqueza e de manifestação de crises. Ao mesmo tempo em que se anunciam formas inovadoras que aceleram o ritmo de produção e de circulação das mercadorias sob a liderança de empresas globais, evidencia-se a expropriação de levas de camponeses cujas únicas possibilidades disponíveis passam a ser a de venderem sua força de trabalho nas lavouras modernas de grãos em condições de extrema precarização, ou a de se instalarem nas periferias miseráveis das cidades do agronegócio. Acrescenta-se, ainda, como elemento da crise o agravamento das condições de degradação dos ambientes naturais por conta do avanço acelerado das lavouras modernas nos domínios dos gerais, afetando os ecossistemas locais. Busca-se, nesse sentido, apontar que a atual modernização dos cerrados piauienses se faz produzindo descompassos sócio-espaciais. Ela se configura, portanto, como um processo essencialmente excludente.
Título em inglês
Mobilization and modernization in the "Cerrados Piauienses": territorial formation no agribusiness´empire
Palavras-chave em inglês
Agrarian frontier
Agribusiness
Cerrados piauienses
Crisis
Mobilization
Modernization
Resumo em inglês
This study analyzes the new modernization processes raised at the cerrados in Piauí due to modern agriculture. This movement started in the early 1970´s together with the first cattle breeding and reforesting projects developed through state financial and fiscal incentives. These projects only started to consolidate around 1990´s as the displacement of people and agricultural business firms from the south of Brazil (?sulistas?) to Piauí increased. The result of this land occupation was the appropriation of vast plain plateaus escheated lands of communitarian use that turned to be commodities. These lands were valorized by housing market. Signs of these changes appeared both on the agricultural space, transformed by means of applying scientific and technological objects, which turned the space homogeneous, and the city space, that gained new shape and functionalities. Piaui´s southern urban and rural areas reveal contradictory process of this recent modernization, transformed simultaneously into spaces where richness and crisis manifestations are both produced. While innovation accelerating the production rhythm and the circulation of goods under global companies´ leadership is announced, the expropriation of peasants groups stands out. Now their possibilities only depend on selling their task force in the new corporate farming business in extremely hard working conditions or installing themselves at the poor outskirts of this agricultural business related cities. Furthermore, natural environment?s worsening conditions are a result of modern agricultural technology at those gerais. These conditions affect local ecosystems and add up another element to the crisis. In this way we intend to point out that the modernization of the cerrados piauienses is generating a socio-spatial imbalance, which configures itself as an essentially excluding process.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-05-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.