• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2019.tde-22032019-103557
Documento
Autor
Nome completo
Igor Santos Valvassori
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Scifoni, Simone (Presidente)
Alvarez, Isabel Aparecida Pinto
Silva, Salomão Jovino da
Xavier, Juarez Tadeu de Paula
Título em português
Som de Valente: bailes negros em São Paulo
Palavras-chave em português
Bailes black
Bailes negros
Bailes nostalgia
Relações raciais
São Paulo
Resumo em português
A pesquisa tem como questão principal qual o significado dos bailes negros para São Paulo e para a problemática urbana. O baile, enquanto significante inscrito no espaço-tempo da metrópole, carrega quais significados para os seus frequentadores, para quem não frequenta, para quem pensa em saídas para esse (re)produzir desumano da cidade? Diante desta pergunta, a partir do método de análise progressivo-regressivo proposto por Henri Lefebvre, utilizando-se de pesquisa bibliográfica, entrevistas, observações de campo e coleta de materiais a discussão inicia-se a partir do baile nostalgia, manifestação cultural contemporânea dos bailes negros. Partindo do baile nostalgia, a pesquisa foi conduzida por toda a trajetória da relação da população negra com os bailes desde o pós-abolição, em que três períodos com características específicas foram categorizados: os bailes negros, do pós-abolição ao ano de 1958; os bailes black, de 1958 até 1994; e os atuais bailes nostalgia, de 1995 até 2016, ano privilegiado nas observações de campo e entrevista. Os bailes foram compreendidos como uma forma de encontro com conteúdos ligados às lutas, às resistências e ao vivido da população negra em São Paulo em articulação com o processo de produção deste espaço urbano, que se faz de forma desigual socialmente e racializada. Entre estes conteúdos estão a produção de uma vida pública na cidade, a relação centro-periferia que se configura no meio do século XX e a memória corporal, coletiva e política dos negros em um contexto em que a reprodução do espaço se faz produzindo espaços amnésicos e uma sociabilidade de tempo efêmero, que atinge diretamente os referenciais de identidade e vida da população paulistana. Os significados dos bailes negros para São Paulo, então, são diversos, tecidos em uma trama na qual a rede negra se faz e refaz tendo o baile como um de seus nós. Os bailes significam, para negros, brancos e pobres também um viver a cidade na contra-lógica da reprodução do espaço sob a lógica capitalista que nega a vida constantemente em favor da superação crítica de suas inerentes crises de reprodução.
Título em inglês
Sound of Brave: Bailes Negros in São Paulo
Palavras-chave em inglês
Bailes black
Bailes negros
Bailes nostalgia
Race relations
São Paulo
Resumo em inglês
The research has, as its main question, what is the meaning of "bailes negros" for São Paulo and urban problematic. The baile (ball) while a signifier enrolled in the space-time of the metropolis carries what meanings to its attendants, to those who do not attend, to those who think of exits for this inhuman (re) production of the city? Based on the method of progressive-regressive analysis proposed by Henri Lefebvre, using bibliographical research, interviews, field observations and material collection, the discussion begins with the baile nostalgia, a contemporary cultural manifestation of the bailes negros. Starting from the baile nostalgia, the research was conducted through the whole trajectory of the relation of the black population to the dances since post-abolition, in which three periods with specific characteristics were categorized: the bailes negros, since abolition of slavery till 1958; the bailes black, from 1958 to 1994; and the current bailes nostalgia, from 1995 to 2016, principal year in the field observations and interviews. The dances were understood as a form of encounter with contents related to the struggles, resistances and experienced of the black population in São Paulo in articulation with the process of production of this urban space, which is done in a socially and racialized unequal way. Among these contents are the production of a public life in the city, the center-periphery relationship that is set in the middle of the twentieth century and the corporal, collective and political memory of blacks in a context in which the reproduction of space is done producing amnesic spaces and an ephemeral sociability of time, which directly affects the identity and life referents of the population of São Paulo. The meanings of the bailes negros for São Paulo, then, are diverse, woven into a plot in which the black net is made and remakes having the ball as one of its nodes. The dances mean, for blacks, whites and poor people, to live the city in the counter-logic of the reproduction of space under the capitalist logic that denies life constantly in favor of the critical overcoming of its inherent crises of reproduction.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.