• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Clara Lemme Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Heidemann, Heinz Dieter (Presidente)
Damiani, Amelia Luisa
Leite, Ana Carolina Gonçalves
Miranda, Bruno Felipe de Souza e
Título em português
Gênero e mobilidade do trabalho: bolivianas trabalhadoras na indústria de confecção de São Paulo
Palavras-chave em português
Bolivianas
Gênero
Indústria da confecção
Mobilidade do trabalho
Resumo em português
O processo migratório de bolivianos para São Paulo com inserção em oficinas de costura existe desde a década de 1990, com uma alta participação de mulheres que trabalham como costureiras assim como os homens. O objetivo deste texto é caraterizar as relações de trabalho na costura em relação com as condições de formação dessa migração, além de caracterizar a inserção particular de mulheres nas oficinas e o seu papel no processo migratório. Para isso, realizamos entrevistas de profundidade com bolivianos costureiros e trabalhos de campo nos espaços de emprego e moradia de migrantes e seus familiares em São Paulo, Buenos Aires, La Paz e El Alto. Como as oficinas de costura se apresentam como lugar de moradia dos migrantes, a reprodução doméstica e familiar é uma dimensão fundamental das oficinas e do processo migratório como um todo, assim como o trabalho. As mulheres são as principais responsáveis pelas atividades de cozinha e limpeza, ao mesmo tempo em que estão contraditoriamente inseridas na esfera do trabalho. A migração boliviana para São Paulo se sustenta, assim, sobre arranjos particulares de trabalho e de reprodução.
Título em inglês
Gender and labor mobility: Bolivian female workers in the garment industry of Sao Paulo
Palavras-chave em inglês
Bolivians
Garment industry
Gender
Labor mobility
Resumo em inglês
The Bolivian migratory process to São Paulo related to garment industry sweatshops begun in the early 1990s, with a wide participation of women working as seamstresses alongside the men. The aim of this text is to characterize labor relations in the sweatshops, regarding the conditions that formed this migration, as well as to characterize the particular insertion of women in the sweatshops and their role in the migratory process. The research included in-depth interviews with Bolivian sweatshop workers and fieldwork in São Paulo, Buenos Aires, La Paz and El Alto. As the sweatshops also offer housing to the migrants, domestic and familiar reproduction is a fundamental dimension of the sweatshops and the migratory process as a whole, as well as the labor. Women are mainly responsible for cooking and cleaning activities, while they are contradictory inserted in the labor sphere. The Bolivian migration to São Paulo is supported by particular arrangements of labor and reproduction.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.