• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2014.tde-14012015-174919
Documento
Autor
Nome completo
Lucas dos Santos Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Mamigonian, Armen (Presidente)
Fortunato, Elizabeth
Scarlato, Francisco Capuano
Título em português
Desenvolvimento econômico e questão nacional na Argentina
Palavras-chave em português
Argentina
Desenvolvimento econômico
Formação sócio-espacial
Questão nacional
Transição feudalismo-capitalismo
Resumo em português
A dissertação em tela objetiva desvendar os impactos do neoliberalismo e da posterior recuperação econômica nacionalista (2003-2014) na Argentina. Para tanto, por intermédio do paradigma interpretativo de formação sócio-espacial, busca descortinar processos necessários à compreensão da atualidade nacional, como as raízes do latifúndio feudal portenho, os impactos da chegada de imigrantes europeus e a construção de avançado projeto de desenvolvimento por parte do governo de Juan Domingo Perón (1946-1954). A via norte-americana de transição capitalista (pequena produção mercantil) será fundamental à consolidação de províncias empresarialmente dinâmicas (principalmente Buenos Aires, Córdoba, Santa Fé e Mendoza) em contraposição às províncias que mantiveram-se por mais tempo ligadas à estruturas econômicas do passado (Tucumán, Salta, Jujuy, etc.). O neoliberalismo, concepção de mundo dominante ao largo do regime militar (1976-1983) e da década de 1990 (Carlos Saul Menem), provocará a destruição de considerável parte da estrutura fabril argentina e deteriorará os bons indicadores sociais historicamente obtidos. A economia nacional terá seu tamanho reduzido principalmente a partir do plano de conversibilidade do ministro D. Cavallo (âncora cambial). Após metade da população argentina atingir condição de vulnerabilidade social em decorrência do neoliberalismo, os governos de Nestor Kirchner e Cristina Kirchner, apoiados no movimento sindical peronista e em setores da burguesia nacional, adotaram agressiva política de investimentos combinada com práticas macroeconômicas heterodoxas (brusca desvalorização cambial, redução dos juros, estatizações, parcerias público-privadas, etc.) que provocaram altas taxas de crescimento econômico e restauraram a dignidade nacional
Título em espanhol
Desarrollo económico y cuestión nacional in Argentina
Palavras-chave em espanhol
Argentina
Cuestión nacional
Desarrollo económico
Formación socioespacial
Transición del feudalismo al capitalismo
Resumo em espanhol
La disertación tiene como objetivo desentrañar los impactos del neoliberalismo y la recuperación económica nacionalista (2003-2014) en Argentina. Para ello, a través del paradigma interpretativo de la formación socioespacial, se busca develar los procesos necesarios para la comprensión nacional actual, como las raíces del latifundio feudal de Buenos Aires, el impacto de la llegada de los inmigrantes europeos y la construcción del proyecto de desarrollo avanzado por el gobierno Juan Domingo Perón (1946-1954). La pequeña producción mercantil será fundamental para la consolidación de las provincias empresarialmente dinámicas (principalmente Buenos Aires, Córdoba, Santa Fé y Mendoza) a diferencia de las provincias que permanecían más tiempo vinculadas a las estructuras económicas del pasado (Tucumán, Salta, Jujuy, etc.). El neoliberalismo, la concepción dominante en el régimen militar (1976-1983) y la década de los 90 (Menem), provoca la destrucción de parte de la estructura industrial argentina y se deterioran los buenos indicadores sociales obtenidos históricamente. La economía nacional se ha reducido en tamaño principalmente por el plan de convertibilidad del Ministro D. Cavallo. Después que la mitad de la población argentina alcanza la condición de vulnerabilidad social como consecuencia del neoliberalismo, los gobiernos de Néstor Kirchner y Cristina Kirchner, apoyados en el movimiento obrero peronista y sectores de la burguesía nacional, adoptaron la política de inversión agresiva combinada con prácticas macroeconómicas heterodoxas (depreciación repentina de cambio, reducciones de tasas de interés, nacionalizaciones, asociaciones público-privadas, etc.) que causaron altas tasas de crecimiento económico y restaurado la dignidad nacional
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.