• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2007.tde-01062007-135730
Documento
Autor
Nome completo
Fabio Betioli Contel
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Silveira, Maria Laura (Presidente)
Dias, Leila Christina Duarte
Moraes, Antonio Carlos Robert
Rossini, Rosa Ester
Silva, Adriana Maria Bernardes da
Título em português
Território e finanças: técnicas, normas e topologias bancárias no Brasil
Palavras-chave em português
Bancos
Horizontalidades e verticalidades
Topologia bancária
Uso do território
Resumo em português
A tese procura analisar a evolução do sistema financeiro e bancário brasileiros em suas relações com os conteúdos técnicos e normativos do território nacional. A partir da criação da Superintendência da Moeda e do Crédito (SUMOC), em 1945, este sistema volta-se para catalisar os esforços da industrialização e da integração do território brasileiro. O endividamento do Estado e a instalação de uma base de telecomunicações moderna, a partir da década de 1970, vão alterar este padrão de funcionamento do sistema financeiro, tornando-o mais eficaz para os vetores ligados à globalização, em detrimento do desenvolvimento do território como um todo. A evolução recente da topologia bancária permitiu concluir que o uso do espaço geográfico pelos bancos dificulta a promoção de horizontalidades no território, já que esta topologia reforçou a centralização dos depósitos e dos créditos na Região Concentrada do país.
Título em inglês
Territories and finance: technics, rules and banking topology in Brazil
Palavras-chave em inglês
Banking topology
Banks
Horizontalities and verticalities
Use of territory
Resumo em inglês
This work aims to analyze the evolution of the Brazilian financial and banking system in its relations with the technical and normative contents of the national territory. From the creation of the Currency and Credit Superintendence (SUMOC), in 1945, this system focuses on catalyzing the industrialization and integration efforts in the Brazilian territory. The indebtedness of the State and the installation of a modern telecommunication framework from the 1970s on will alter this pattern of functioning of the financial system making it more effective for the vectors linked with globalization, in detriment of the development of the territory as a whole. The recent evolution of the bank topology allowed us to conclude that the use of the geographic space by the banks makes the promotion of the horizontality difficult in the territory. This situation can be confirmed by observing that this topology reinforced the centralization of the deposits and credits in the Concentrated Region of the country.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-06-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.