• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2018.tde-22112018-095708
Documento
Autor
Nome completo
Sara Lopes de Moraes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Galvani, Emerson (Presidente)
Azevedo, Tarik Rezende de
Chiaravalloti Neto, Francisco
Miranda, Marina Jorge de
Título em português
Internações de crianças por doenças respiratórias em São Paulo e suas relações com as condições climáticas e o contexto socioeconômico
Palavras-chave em português
Análise espacial
Atributos climáticos
Doenças respiratórias
Privação sócio material
Regressão espacial
Resumo em português
As transformações no clima urbano das cidades, bem como a excessiva poluição atmosférica e o aumento da segregação e das desigualdades sociais tornaram-se fatores determinantes das altas taxas de morbidade e mortalidade por doenças respiratórias. Desta forma, o objetivo principal desta pesquisa foi compreender como os atributos climáticos, a poluição do ar e as condições socioeconômicas estão relacionadas às internações hospitalares por doenças respiratórias em crianças com até 9 anos de idade em 14 distritos da cidade de São Paulo. Esta pesquisa foi dividida em duas etapas de trabalho, sendo a primeira a relação entre as variáveis meteorológicas, índices de conforto térmico e a poluição do ar (MP10) com as internações hospitalares no período de 2003 a 2013 a partir dos modelos estatísticos de distribuição binomial negativa e do modelo Distributed Lag Non-linear Model. A segunda etapa consistiu em analisar o padrão espacial entre a Razão Padronizada dos Internamentos Suavizada - RPIS e a privação sócio material da população na área de estudo ao longo do período de 2006 a 2013, com a utilização da autocorrelação espacial e dos modelos dos Mínimos Quadrados Ordinários e da Regressão Geograficamente Ponderada. Os resultados mostraram relações significativas de alto risco relativo entre a temperatura média do ar (17,5ºC a 21ºC, para o total analisado), umidade relativa do ar (84% a 98% para o sexo feminino), precipitação (0 mm a 2,3 mm para o total e ambos os sexos e >120mm para o sexo feminino) e do Material Particulado (MP10) (>35 g/m³ para o total e para o sexo feminino). Espacialmente foi possível identificar os setores com maior e menor privação sócio material, bem como da RPIS. Os resultados da dependência espacial da relação entre a privação e a RPIS também foram significativos e permitiram identificar os setores mais e menos vulneráveis às doenças respiratórias. Além disso, encontramos que as crianças do sexo feminino apresentaram alto risco (RR = 2,30) quando relacionados à maior privação. Esta pesquisa, portanto, permitiu concluir que determinados intervalos (valores específicos) dos atributos climáticos e a privação sócio material podem contribuir para o aumento das internações por doenças respiratórias nas crianças de 0 a 9 anos de idade na área de estudo.
Título em inglês
Hospital admissions due to respiratory diseases in children in the municipality of São Paulo and their relationship with climatic conditions and the socioeconomic context
Palavras-chave em inglês
Climatic attributes
Deprivation index
Respiratory diseases
Spatial analysis
Spatial regression
Resumo em inglês
The urban climate change, the excessive air pollution, the large social inequalities and segregation in the cities have become a determinant factors of high morbidity and mortality rates due to respiratory diseases. Therefore, the aims of this research was to understand how the climatic attributes, air pollution and socioeconomic conditions are related with hospital admissions for respiratory diseases in children up to 9 years of age in 14 districts of São Paulo. This research were divided into two working steps; the first step was the relationship between the meteorological variables, thermal comfort indexes and air pollution (PM10) with hospital admissions during 2003 to 2013, based on the statistical models of binomial distribution and Distributed Lag Model Non-linear Model. The second step was to analyze the spatial pattern between the Smoothed Standardized Admissions Ratio - RPIS and the deprivation index of the population in the study area over the period 2006-2013, considering the spatial autocorrelation and the spatial models, Ordinary Least Squares and Geographically Weighted Regression. The results showed significant relationship between the high relative risk with the mean air temperature (17.5ºC at 21°C, for the total), relative humidity (84% to 98% for females), rainfall (0 mm to 2.3mm for the total and both sexes and > 120 mm for the females) and PM10 (> 35g/m³ for the total and for the females). It was possible to identify the highest and lowest social deprivation material spatial pattern in the study area, and it was possible to identify the spatial pattern of the RPIS. The spatial dependence results showed a significant relationship between the deprivation index and RPIS. Therefore, these results allowed us to identify the most and least vulnerable census tracts related to respiratory diseases. In addition, we found that female children presented high risk (RR = 2.30) when they were related to greater deprivation. This research, therefore, allowed us to conclude that certain intervals (specific values) of climatic attributes and the deprivation index may contribute to increase the hospital admissions of respiratory diseases in children from 0 to 9 years of age in the study area.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.