• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2014.tde-15012015-183421
Documento
Autor
Nome completo
Danielle Albino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Manfredini, Sidneide (Presidente)
Furian, Sonia Maria
Raimundo, Sidnei
Título em português
O rural em Osasco
Palavras-chave em português
Cultura rústica
História de vida
Identidade cultural
Memória social
Resumo em português
As tradições urbanas têm participação antiga no município de Osasco/SP. Sabe-se que a geomorfologia local, marcada pela dinâmica das planícies aluviais, limitou a exploração agrícola das terras, assim como desfavoreceu os processos de ocupação. Sua proximidade com a cidade de São Paulo também promoveu formas de uso do solo profundamente vinculadas às necessidades da capital, de modo que a região se configurou muito mais como uma área periférica à expansão urbana paulistana do que como uma extensão rural dela, assumindo claras funções industriais e suburbanas. O cotidiano local, entretanto, ainda hoje abriga traços de uma cultura rural que não podem ser ignorados, mesmo que as estatísticas oficiais não tenham confirmado a presença de expressivas atividades agrícolas no seu passado. Em linhas gerais, esta pesquisa (financiada pela CNPq) se propôs a investigar a origem desta suposta ruralidade ainda atuante no município, apesar da sua intensa urbanização. A questão da identidade cultural revelou enorme complexidade nessa área: a ampliação do parque industrial na década de 1940 transformou o então subdistrito paulistano num grande pólo de atração populacional, de forma que inúmeros migrantes vivenciaram a transição de uma realidade rural e agrícola para um cotidiano urbano e industrial. Obstante a ampla diversidade cultural que passou a interagir naquele espaço, as identidades rurais e urbanas permaneceram como importantes referenciais para a cultura local, não sendo interpretadas como dualidade de oposição, mas como aspectos complementares daquele cotidiano. Como resultados desta pesquisa compreendemos que: a) os traços culturais verificados no território osasquense poderiam ser considerados rurais na medida em que foram vivenciados pelos migrantes em suas terras de origem e posteriormente reproduzidos no município de destino; b) a persistência de alguns caracteres deve-se à iniciativa de vetores intelectuais que resgataram tradições dentro de uma perspectiva essencialmente cultural, mas que foram assumidas pelos moradores locais como manifestações legítimas de cultura e religiosidade; c) o termo rusticidade utilizado por Antônio Cândido refinou a análise na medida em que desassociou a concepção de cultura rural da ideia de localização rural, ou seja, reafirmava a possibilidade de sua reprodução em contextos de intensa urbanização, tal como verificamos no município. Neste sentido, o fato de não ter existido um passado agrícola expressivo na região não desqualificava a persistência destes elementos da cultura rústica ainda atuantes no cotidiano do município
Título em inglês
Rural in Osasco
Palavras-chave em inglês
Cultural identity
History of life
Rustic culture
Social memory
Resumo em inglês
Urban traditions have old participation in Osasco/SP. It is known that local geomorphology, marked by dynamics of floodplains, limited agricultural farm land, as well as disadvantaged the processes of occupancy. Its proximity to city of São Paulo also promoted using soil deeply linked to needs of capital, so that region is configured much like a peripheral area of São Paulo's urban sprawl than an extension of it, assuming clear industrial and suburban duties. However the local daily life still shelter traces of a rural culture that cannot be ignored, even though official statistics have not confirmed significant agricultural activities in its past. In general, this research (funded by CNPq) set out to investigate the source of this supposed rurality still active in county, despite its intense urbanization. The question of cultural identity revealed enormous complexity in this area: industrial expansion in 1940s transformed the old subdistrict of São Paulo into a large center of population attraction, because of this, many migrants experienced the transition from a rural and agricultural reality to an urban and industrial daily life. Despite the wide cultural diversity that starts interacting in that space, rural and urban identities remained as important references to local culture, not being understood as duality of opposition but as complementary aspects of that daily. As a result of this research, we realized that: a) cultural traits recorded in osasquense territory could be considered rural as they were experienced by migrants in their lands of origin and later reproduced in city of destination; b) persistence of some characters is due to initiatives of intellectual vectors which rescued some traditions within an essentially cultural perspective, but they were assumed by local residents as legitimate expressions of culture and religiosity; c) term rusticity used by Antônio Cândido refined our analysis insofar as unlinked the conception of rural culture from the idea of rural location, in other words, reaffirmed the possibility of its reproduction in contexts of intense urbanization, such as we find in city. In this sense, the fact of there was not a significant agricultural past in the region, does not disqualified the persistence of these elements of rustic culture still actives in city daily life
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.